Mundo Perdido de Lago Barreales

Você já teve vontade de trabalhar num Centro Paleontológico, participar de escavações, e morar no meio de um deserto? Bom, eu já tive essa oportunidade, e posso dizer, foi uma das melhores experiências de toda minha vida!

Venho através deste post para falar do Centro Paleontológico Lago Los Barreales, localizado no meio do deserto da Patagônia, Argentina.

Se você já assistiu Jurasic Park I, e se lembra do início do filme em que o Dr. Alan Grant e a Dra Ellen Sattler comandam uma expedição para escavar a ossada de um velociraptor, você irá se deparar com um cenário parecido ao do Centro Lago Barreales também conhecido como Proyecto Dino.

Portão temático

A Patagônia, região ao Sul da Argentina, é conhecida mundialmente como o império do dinossauros. Por suas características climáticas desérticas, os fósseis chegam a “florescer” nas rochas que com o tempo vão sendo erodidas. A região do Proyecto Dino é uma região riquíssima em fósseis, principalmente dinossauros, e ali se instalou por financiamento da Universidad Nacional de Comahue, sendo direcionado e comandado pelos paleontólogos argentinos Jorge Calvo, Juan Porfiri e a brasileira Domênica Santos

Visão do Centro

Além de ser uma região riquíssima em fósseis, o cenário é incrível. O proyecto está instalado perto dos grandes lagos Los Barreales onde os invernos são demasiado frios com temporadas de neve e os verões calorosos, num ambiente desértico sem fim.

Neve em Barreales

Os fósseis

Os fósseis mais famosos encontrados nesta região são dos saurópodes Futalognkosaurus dukei e restos de terópodes como Megaraptor namunhuaiquii e Unenlagia paynemili, além de outros ornitópodes, pterossauros, fósseis de plantas e troncos fossilizados.

A experiência

A estadia foi curta porém valiosa. Durante a permanência tivemos contato com técnicas de escavação, limpeza de fósseis, criação de réplicas que são expostas no museu, com orientação dos técnicos e dos próprios diretores do projeto.

Limpeza de fósseis

 
Escavação

 
Réplica de Megaraptor no Museu do Centro

Com a estadia, também nos deparamos com as dificuldades da manutenção e progresso de um Centro Paleontológico, com escassez de verbas, sendo este, financiando e suportado pela Universidade de Comahue e pela atividade turística. Com todas as dificuldades, e apoio de diversos paleontólogos por todo o Mundo, o centro está crescendo cada vez mais e certamente novos fósseis estão por ser encontrados.

Se você quer saber mais sobre o proyecto dino, entre no site e tire suas dúvidas. É um local que recebe visitações com monitoria. Se você for à Patagônia, não deixe de visitar o Centro, é muito didático, e como já dito, o cenário é incrível!

Site do Proyecto: www.proyectodino.com.ar

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.