Tesouros do Araripe II: no tempo em que o sertão era "mar"

A equipe de pesquisadores do PALEOLAB-UFPE está no sertão de Pernambuco mais uma vez para buscar fósseis de 115 milhões de anos. Nesse curta-documentário, co-produzido com a equipe dos ‘Colecionadores de Ossos’, alguns dos segredos da Paleontologia do Araripe são revelados para o público. Entenda por que são encontrados fósseis de peixes na região e como eles ficaram tão bem preservados dentro das rochas.

A perspectiva do documentário é focada nas localidades fossilíferas encontradas na porção sul da bacia, no Estado de Pernambuco, área que engloba os municípios de Exu, Ipubi e Araripina. As novas localidades aí encontradas demonstram o potencial de novas descobertas na região.

Conhecer é o primeiro passo para preservar. Descubra um pouco mais sobre o passado de nosso país:

Sobre o(a) autor(a):

Aline é bióloga, especialista em paleontologia de vertebrados e criadora da rede de divulgação científica "Colecionadores de Ossos". Atualmente é professora adjunta de Paleontologia do Departamento de Geologia da Universidade Federal do Rio Grande (UFRN) do Norte em Natal, RN.

3 comentários em “Tesouros do Araripe II: no tempo em que o sertão era "mar"”

  1. Em 2013 eu passear no Janeiro do Norte, e em nova Olinda, e na região também é .fácil encontrar fóssil de peixes, eu particularmente fiquei encantado com o que vi, só que lá ninguém liga pra isso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.