Por que estudar química?

shutterstock_170522549 (1)

Imagem de Shutterstock

– Texto de Roberto Costa

Tabela periódica, cadeia de carbono, átomos. Para muita gente, essas palavras assustam. Estudar química pode parecer complicado à primeira vista, mas quando começamos a relacionar a ciência ao nosso cotidiano o estudo pode se tornar muito mais natural e prazeroso.

Qu√≠mica √© a ci√™ncia que estuda a estrutura das subst√Ęncias, a composi√ß√£o e as propriedades das diferentes mat√©rias, suas transforma√ß√Ķes e varia√ß√Ķes de energia. Na pr√°tica, isso quer dizer que o papel da qu√≠mica da nossa vida √© muito importante. Ind√ļstria aliment√≠cia, petroqu√≠mica, farmac√™utica, t√™xtil e outras dependem diretamente da qu√≠mica, assim como a cria√ß√£o de novos medicamentos e materiais biodegrad√°veis.

Ela faz parte do nosso dia-a-dia. O simples fato de estarmos vivos indica que rea√ß√Ķes qu√≠micas est√£o acontecendo dentro de n√≥s, o tempo todo. A nossa respira√ß√£o √© pura qu√≠mica, e todas as atividades di√°rias envolvem qu√≠mica. Cada cheiro que sentimos demanda uma s√©rie de rea√ß√Ķes qu√≠micas intra-neuroniais. Acetona, √°lcool, grafite… Esses termos comuns do dia a dia tamb√©m fazem parte do repert√≥rio da qu√≠mica.

Aprendendo química, é possível entender melhor o mundo ao seu redor. Com ela você fica sabendo porque o detergente retira a gordura, porque as folhas mudam de cor no outono e como a cerveja é produzida, por exemplo. Com ela, você entende os rótulos de produtos e pode até aprender a cozinhar melhor!
Al√©m disso, ela √© importante para compreender outras disciplinas, como Biologia, Ci√™ncias Ambientais, F√≠sica, Medicina e Ci√™ncias da Sa√ļde. √Č por interligar tudo isso que a qu√≠mica √© chamada de ‚Äúci√™ncia central‚ÄĚ.

E aten√ß√£o: se voc√™ se apaixonar pela qu√≠mica, ela √© tamb√©m uma √≥tima op√ß√£o profissional. Entre as atribui√ß√Ķes de um qu√≠mico est√£o a elabora√ß√£o de projetos de instala√ß√Ķes industriais, manuten√ß√£o de equipamentos, pesquisa e cria√ß√£o de novos materiais, controle e supervis√£o da produ√ß√£o e aplica√ß√£o de testes de qualidade.

O momento para seguir nesta √°rea n√£o poderia ser melhor. A Associa√ß√£o Brasileira da Ind√ļstria Qu√≠mica (Abiquim) estima que os investimentos na ind√ļstria qu√≠mica brasileira devem chegar a 167 bilh√Ķes de d√≥lares at√© 2020 e criar mais de 2 milh√Ķes de empregos. Segundo o Guia do Estudante, entre os melhores cursos de qu√≠mica est√£o o da Universidade de Bras√≠lia (UnB), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade Federal do Paran√° (UFPR), Pontif√≠cia Universidade Cat√≥lica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Para quem j√° embarcou nos estudos mas enfrenta dificuldades, uma boa dica √© buscar informa√ß√Ķes complementares na internet. Algumas ferramentas s√£o gratuitas e podem ser muito √ļteis, como o PasseiDireto, rede social acad√™mica onde √© poss√≠vel trocar conhecimento e compartilhar arquivos com outros estudantes universit√°rios, de diversas institui√ß√Ķes do pa√≠s, p√ļblicas e privadas.

Roberto Costa, formando de jornalismo que ama pesquisas científicas.

Fontes:
http://quimicaouniversoemmovimento.blogspot.com.br/
http://www.abiquim.org.br/home/associacao-brasileira-da-industria-quimica
http://passeidireto.com/