Censura no Stoa – Mais um sintoma de “fachadismo”

Menos virulenta que a gripe suína, porém mais perigosa a longo prazo, uma doença crônica e altamente adaptada ao seu hospedeiro causou sintomas agudos na USP, nesta semana. A reitoria da USP censurou a rede social da comunidade da instituição. O motivo foi obviamente injusto (leia mais aqui, por exemplo). 

Trata-se de um sintoma do “fachadismo”, uma doença que João Barata, professor do Instuto de Física  da USP,  define muito bem:  

“uma atrofia moral, abundantemente observada no seio da USP, que se manifesta na tentativa de preservar a todo custo a imagem externa da instituição como a de a mais importante universidade do país, livre de vícios e máculas. Segundo essa prática, todos os escândalos e todos os desvios de conduta devem ser internamente abafados e ocultados para que a sociedade externa não altere sua visão da universidade como sendo a de uma vestal erudita e serena, impoluta e estática.” LINK 


O único tratamento eficaz contra o fachadismo, escreve Barata, “a única postura realmente eficaz em preservar a dignidade de uma instituição, qualquer instituição, é a oposta: a da transparência isenta e austera nos julgamentos e procedimentos corretivos.”

Infelizmente, o fachadismo não é exclusividade da USP. Felizmente, a cura também não é. Está amplamente disponível e é só questão de aplicar.

***

DECLARAÇÃO DE CONFLITO DE INTERESSE:  Everton Alvarenga é meu amigo e ex-colega do IFUSP, onde me graduei bacharel em física. Barata foi o melhor professor que tive durante a graduação.  

Discussão - 1 comentário

  1. Paula disse:

    E não é só isso! A USP também é livre de trânsito e congestionamentos, uma ilha de sossego no meio da cidade de São Paulo.
    Por quê? Porque a universidade dita “pública” impede o tráfego de carros na rua da raia, que estariam “cortando caminho” pela Universidade de São Paulo.
    Para “facilitar” a vida da comunidade ao redor da universidade, o impedimento, que começa na segunda-feira, bloqueará a saída pela portaria principal, de quem vem pela rua da raia. Para fugir do “transtorno”, o usuário deve fazer um “pequeno retorno”, até a rotatória da biologia (três rotatórias para cima).
    Patético.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM