Vazamento de relatório do IPCC confirma fraude do aquecimento global. Só que não

EXISTEM DUAS CERTEZAS INESCAP√ĀVEIS sobre a mudan√ßa clim√°tica: uma √© que as decis√Ķes pol√≠ticas sempre estar√£o em descompasso com a gravidade do problema apontada pela ci√™ncia. A outra √© que os relat√≥rios peri√≥dicos do IPCC, que apontam o estado do conhecimento cient√≠fico sobre o assunto, ser√£o vazados antes de sua publica√ß√£o.

O AR5, Quinto Relat√≥rio de Avalia√ß√£o do painel do clima da ONU, que s√≥ ser√° lan√ßado em setembro de 2013, teve seu rascunho foi vazado¬†na √≠ntegra hoje por um¬†c√©tico do clima¬†americano chamado Alec Rawls. Aparentemente, segundo conta o jornalista americano Andrew Revkin no blog Dot Earth, Rawls entrou de penetra no time de 800 revisores (“expert reviewers”) que o IPCC recruta para bater o olho no trabalho dos cientistas e procurar bobagens.¬†A sele√ß√£o n√£o √© l√° muito rigorosa: para ser um revisor especialista, basta escrever para o painel e providenciar uma *autodeclara√ß√£o* de que voc√™ √© especialista(vou deixar voc√™ ler de novo). Conhecendo a Su√≠√ßa, sede do IPCC, um pa√≠s onde o transporte p√ļblico n√£o tem catracas porque afinal ningu√©m espera que algu√©m v√° dar calote no bilhete, fica dif√≠cil entender como √© os c√©ticos n√£o pensaram nisso antes.

Rawls disse que vazou o documento (dispon√≠vel aqui), no site www.stopgreensuicide.com, porque o trabalho do IPCC √© pago com dinheiro p√ļblico e o p√ļblico tem o direito de saber. E √© preciso que o p√ļblico saiba antes, porque, raciocina, as verdades inconvenientes da ci√™ncia que minam o a hip√≥tese do aquecimento global s√£o eliminadas pelo processo pol√≠tico na edi√ß√£o do sum√°rio¬†executivo do IPCC, para dar a impress√£o de que existe uma crise clim√°tica descontrolada e manter o p√ļblico com medo.

E qual √© o segredo que o IPCC esconde? Segundo o vazador confesso, uma frase no sum√°rio executivo que supostamente p√Ķe por √°gua abaixo a hip√≥tese do aquecimento global antropog√™nico:

Many empirical relationships have been reported between GCR or cosmogenic isotope archives and some aspects of the climate system (e.g., Bond et al., 2001; Dengel et al., 2009; Ram and Stolz, 1999). The forcing from changes in total solar irradiance alone does not seem to account for these observations, implying the existence of an amplifying mechanism such as the hypothesized GCR-cloud link. We focus here on observed relationships between GCR and aerosol and cloud properties.

Traduzindo, aparentemente o IPCC está reconhecendo que uma relação entre raios cósmicos (GCR) e nuvens amplificaria a irradiação solar, cuja variação observada não explicaria sozinha a fatia natural do aquecimmento observado. Ou seja, há um fator natural de aquecimento que não estava bem contabilizado Рergo, o aquecimento global é natural e não antropogênico.

Há dois problemas com a teoria de Ralws. O primeiro é ela é mentira: como declarou o climatologista Steve Sherwood em reportagem no Guardian sobre o caso, o IPCC faz essa admissão só para dizer na sequência o que qualquer cientista sério sabe: mesmo que o elo entre nuvens e raios cósmicos seja verdade, as forçantes climáticas naturais ainda assim são uma fatia pequena do aquecimento observado. Pior ainda para os céticos, o AR5 declara que há 99% de certeza de que o desequilíbrio entre o calor absorvido e irradiado pelo planeta (ou seja, o efeito estufa) é causado por atividades humanas.

O segundo problema √© que a teoria conspirat√≥ria de que o sum√°rio executivo do IPCC √© distorcido PELOS POL√ćTICOS para assustar o pov√£o ofende a intelig√™ncia de qualquer pessoa que j√° votou na vida. Est√° na cara que Rawls nunca foi a uma reuni√£o de fechamento de um sum√°rio do IPCC; bem, eu j√°. De fato os governos se metem na edi√ß√£o do sum√°rio. S√≥ que pada deix√°-lo mais SUAVE, n√£o mais alarmista. N√£o se esque√ßa de que o IPCC √© um √≥rg√£o da ONU, onde Ar√°bia Saudita, Qatar, Venezuela, Canad√° e EUA, os tradicionais empatas do clima,¬†t√™m voz e vez.

O pr√≥prio IPCC soltou hoje uma nota oficial sobre o epis√≥dio, na qual se recusa a comentar conte√ļedo e mant√©m que o segredo decorre do fato de o AR5 ser uma obra ainda em progresso.

Fato é que o IPCC,como bem apontou Revkin, parece não estar adaptado aos tempos de Wikileaks, mesmo depois do Climagate e dos sucessivos vazamentos do Terceiro Relatório de Avaliação (para o próprio Revkin, em 2000, antes da COP de Haia) e do Quarto (para um monte de gente, em 2007). Alegando sofrer bullying dos céticos, o painel insiste em barroquices como segredo e contratos de confidencialidade com autores e revisores, apostando, com um grau de malícia verdadeiramente suíço, que é possível guardar segredo entre 2.000 pessoas e que um papel assinado é a garantia disso (eles não conhecem o Zé Serra).

A antrop√≥loga dinamarquesa Myanna Lahsen,¬†uma das maiores autoridades do mundo em c√©ticos do clima, disse que¬†a infiltra√ß√£o de um¬†negacionista no IPCC emula a mesma estrat√©gia que os cientistas usaram em 1998 para desacreditar a chamada Peti√ß√£o do Oregon, um abaixo-assinado de c√©ticos contra a ci√™ncia do clima. “Personagens de Star Wars foram acrescentados √† lista de supostos ‘cientistas leg√≠timos’ que assinaram a peti√ß√£o”, contou a pesquisadora radicada no Brasil, que escreveu um artigo cient√≠fico comentando o epis√≥dio.

Revkin sugere que o IPCC mude urgentemente seu processo de revis√£opara uma f√≥rmula parecida com a adorada¬†pela revista PLoS. N√£o sei direito como √© o processo da PLoS, mas acho que, uma vez que o IPCC n√£o faz pesquisa, s√≥ revisa literatura, n√£o faria mal se eles adotassem uma estrat√©gia parecida com a dos f√≠sicos e matem√°ticos, que postam pr√©-publica√ß√Ķes em sites como o Arxiv¬†√† espera de coment√°rios. N√£o sei qu√£o pr√°tico isso seria, dado o volume de informa√ß√Ķes, mas¬†talvez ajudasse a tirar essa aura de segredo de polichinelo que cerca os relat√≥rios do painel.

Categorias

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Pol√≠tica de Privacidade | Termos e Condi√ß√Ķes | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


P√°ginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM