Acidente em Experimento Mental deixa mortos e feridos

Certa vez, uma amiga andava pelos corredores da universidade quando furtou o seguinte fragmento de conversa entre dois outros alunos de engenharia que andavam mais a frente:

“(…) É sério, cara. Eles pegam um gato, põem numa caixa, põem o veneno dentro e fecham. (…)”

Talvez nosso engenheiro ficasse bastante decepcionado em saber que, para alívio dos felinos,  toda essa história de gatos, caixas e venenos, chamada de Gato de Schrödinger, não é nada mais que um experimento mental (Thougth Experiment ou Gedankenexperiment).

O experimento é o seguinte:

Imagine que dentro de uma caixa são colocados um Gato e um compartimento de veneno. O compartimento é equipado com um sistema de acionamento a partir da detecção do decaimento de uma pequena amostra de átomos radioativos. A cada meia-vida de um átomo radioativo, ele tem 50% de chance de decair, emitindo alguma partícula que acionará um dispositivo que quebra o compartimento de veneno, matando o gato.

Fechemos a caixa. Após uma meia-vida, o gato estará vivo ou morto? Vivo E Morto?

Troquemos o gato por um Voltímetro ligado a algum amplificador de sinal. Quando o núcleo decai e uma partícula atinge o detector, o Voltímetro ligado ao circuito marca 2 Volts. Quanto o voltímetro marcará após uma meia vida? Zero Volts ou 2 Volts? Zero Volts E 2 Volts?

Não faz sentido dizer que o gato está vivo E morto, assim como não faz sentido dizer que um voltímetro marca zero Volts E 2 Volts. Um gato, ou um voltímetro, é um objeto macroscópico e não está sujeito às bizarrices quânticas como a superposição de estados, certo?

Esse é justamente o problema. O “estado” do Gato está intimamente ligado ao estado do átomo que decairá ou não. Isso faz o Gato ter também comportamento quântico? Onde se dá a separação em um sistema quântico e outro clássico? Essas são questões que ocupam os Físicos desde a criação da Mecânica Quântica e estão longe de serem resolvidas.

O que não impede que muitos apressadinhos MUCHOLOKOS queiram concluir que é o observador consciente e de preferência humano que cria a realidade ao abrir a caixa de acordo com sua vontade. Malditos pós-modernistas franceses.

Muitos outros experimentos mentais acabam passando por reais com o descuido dos textos de livros didáticos e de divulgação, e a Física acaba ainda mais mistificada. Nosso engenheiro foi apenas mais uma provável vítima. Assim como muitos livros ainda hoje dizem como Galileu lançou de cima da Torre de Pisa objetos para refutar a gravidade aristotélica, fico imaginando daqui alguns anos os livros trazendo informações de como os Físicos do século XX maltratavam os pobres gatinhos para construir o motor de improbabilidade infinita.

Discussão - 5 comentários

  1. Diogo disse:

    Assim como o Bonsai Kitten? 😛

  2. Rafael [RNAm] disse:

    Hahahaha
    Pobre engenheiro. Imagina descobrir q não se fazem experimentos bacanas assim na vida real…
    Isso cai na bravata do filme Quem Somos Nós, não? Mistura de física quantica com o livro O Segredo.
    Ótimo post.

  3. Carlinha disse:

    No dia em que a Física Teórica passar a fazer experimentos estaremos perdidos!

  4. Gush disse:

    Ótimo o titulo deste post auhauhauhuha
    A transposição de efeitos quanticos à realidade macroscopica tipo quem somos nós e interpretações bizarras dos experimentos mentais levam, sem dúvida, há muitos mal entendimentos, mas eu queria entender até onde se atribui isso aos pós-mordenistas franceses, vi em outro post teu, um comentário de outra pessoa, criticando Foucault, mas, pelo menos até onde li dele, não percebi nenhuma relação. O que me levou a pensar que os mal entendidos ocorrem dos dois lados =P
    Na verdade, se há alguma relação é que Sartre e Foucault possam ser tão mal interpretados como fisica quântica.

  5. Renan disse:

    Fala Gush! A parte sobre os Pós-modernistas franceses foi agressão gratuita mesmo =P. Mas se você quiser saber dos deslizes deles com relação à Física, procure o livro do Alan Sokal “Imposturas Intelectuais”.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM