Newton, Leibniz e as Vacas Esféricas

Um pequeno adendo informativo à postagem de ontem.

A ” velha piada da vaca esf√©rica no v√°cuo” que citei, en passant, causou certa como√ß√£o entre os comentaristas. Bem, na medida em que metade n√£o conhecer a piada e um conhecer na vers√£o com galinhas possa ser chamada de como√ß√£o. 

Meu amigo Rodrigo fez o favor de colocar uma vers√£o resumida da piada:

“Um fazendeiro contratou um f√≠sico para modelar sua fazenda de forma a
otimizar o seu espaço. O físico foi a fazenda, avaliou, fez diversas
anota√ß√Ķes, e foi embora, passando semanas sem dar not√≠cias. Outro dia,
então, aparece ele afirmando que havia encontrado a resposta; começou
então a sua brilhante explanação:
– Considere que seu gado seja constitu√≠do por vacas esf√©ricas se movendo no v√°cuo…”

√Č uma piada histericamente engra√ßada para F√≠sicos, principalmente para aqueles que trabalham em √°reas t√£o complexas que um simples toy model √© tema para teses e mais teses. 

Mas s√£o vacas ou galinhas? Uma amiga achou que eu tinha errado ao colocar vacas “porque no The Big Bang Theory eles falam galinhas!”. Pobres aqueles n√£o-nerds que ao assistirem um programa de nerds acham que toda piada √© id√©ia dos roteiristas. A verdade √© que a origem da piada, seja com vacas ou galinhas, esf√©ricas no v√°cuo se perde nas areias do tempo.

Consigo até imaginar um cenário implausível em que Leibniz lê sua edição recém adquirida dos Principia de Newton. Em determinado momento, Leibniz solta uma gargalhada, saca sua pena, e começa à escrever no canto da página a piada da vaca esférica contra a noção newtoniana de espaço absoluto. Arranca a página e a envia à Royal Society, o que leva um Newton com sanguinusói a se vingar declarando que Leibniz plagiara seu trabalho sobre Cálculo.

Enfim, sabe-se lá quem foi o primeiro a construir tal piada (Feynman talvez? =P) e pouco importa se é com vacas ou galinhas esféricas. O importante é a relação da piada com modelos supersimplificados.

B√īnus: O porco esf√©rico que desenhei para o cartum, da din√Ęmica de porcos gripados esf√©ricos no v√°cuo, que substitui por um desenho mais simplificado:

porco_esferico.jpg

So cute that I feel sick.

Da din√Ęmica de porcos gripados esf√©ricos no v√°cuo…

porco_esferico_gripado_2.gif

Convenhamos, com todo esse alarde em torno da Gripe Su√≠na, nada que eu escrevesse aqui seria alvo de aten√ß√£o mesmo de meus mais fi√©is leitores (que da √ļltima vez que contei eram 7 pessoas e um bode). H√° apenas uma coisa que poderia fazer num momento t√£o cr√≠tico: a velha piada da vaca esf√©rica no v√°cuo, adaptada, √© claro, para novos tempos de iminente apocalipse apresuntado. Riam enquanto n√£o est√£o espirrando.

Antes que venham as perguntas:

[1]: O porco é preto porque é o ZOMFG Pig of Doom!

[2]: Sim, porcos esféricos em movimento emitem Bacon polarizado circularmente. Fonte: Classical Porkdynamics, John David Jackson.

[3]: Sim, com essa esgotei minha cota de piadas cretinas pelo resto do ano. Podem respirar aliviados, desde que n√£o haja um porco nas redondezas…

Legendem os Físicos!

Eu meio que cansei da brincadeira de adivinhar o F√≠sico, ent√£o vou roubar na cara de pau a brincadeira semanal do Ci√™ncia ao Natural. √Č bem simples. Eu posto uma foto de F√≠sicos fisicando e os amigos leitores fazem uma legenda. Que tal? A que eu achar mais legal ou engra√ßada ser√° citada na semana seguinte. Isso √© tudo que um pobre mestrando pode bancar de pr√™mio =P.

Então aí vai a primeira. Legendem os Curie (O que será que Marie está pensando?).

curies-cymk.JPG

Não custa lembrar que esse é um blog de ciência de família. Manerem o vocabulário =P

Das dentaduras e da produção de energia das estrelas

Em 1939, Hans Bethe publicava seu famoso artigo em que analisava rea√ß√Ķes de fus√£o que aconteceriam no interior das estrelas e que lhes serviria como fonte de energia.

Quem diria que 60 anos depois, aos 93 anos, Bethe ainda estaria l√ļcido para dar palestras sobre hist√≥ria e fundamentos da Mec√Ęnica Qu√Ęntica no asilo (mais precisamente uma “comunidade de aposentadoria”) Kendal of Ithaca, em que moraria. Esse asilo √© famoso por abrigar diversos professores aposentados da Universidade de Cornell, onde passou quase toda carreira.

Bethe morreu em 2005.

Os vídeos das palestras, que infelizmente não podem ser embebedados, podem ser conferidos neste site de Cornell dedicado a Bethe.

Sim, sim. Aparentemente, quanto melhor o Físico, pior o cabelo. O que me deixa extremamente preocupado quanto ao meu futuro nessa carreira. =P

Via Adaptive Complexity

Talvez n√£o se possa venc√™-los…

No in√≠cio n√£o havia a diferen√ßa que vemos hoje entre o pensamento cient√≠fico e o pensamento m√°gico. Os dois foram se dividindo, e a Ci√™ncia foi se provando mais eficaz naquela tarefa que sua irm√£ siamesa. N√£o foi o pensamento m√°gico que nos deu computadores, rem√©dios contra o c√Ęncer ou fontes renov√°veis de energia. Ele ficou para tr√°s com seus pres√°gios, predestina√ß√Ķes, milagres.

Mas n√£o deixou de tentar se disfar√ßar vestindo as roupas de seu primo melhor sucedido. Acupuntura? Use-se Laser. Mapa Astral? Sai num minuto pelo computador. Fiquei preso no engarrafamento? Voc√™ n√£o est√° usando a F√≠sica Qu√Ęntica como os Mestres Ascensionados ensinaram, pequeno Padawan.

Pior ainda talvez seja que as mesmas pessoas que criticam tanto a ci√™ncia moderna, sejam aquelas que utilizam seus Computadores para fazerem seus mapas astrais e lerem sobre a F√≠sica Qu√Ęntica dos Mestres Ascensionados enquanto fazem auto-acupuntura √† Laser no conforto de seu quarto com Ar Condicionado.

Os adeptos do pensamento m√°gico, ao notarem que n√£o s√£o mais capazes de produzir conhecimento novo como o pensamento cient√≠fico, se contentam com os restos, com a mistura regurgitada que n√£o √© nem um nem outro. Talvez tenha sempre sido assim. E talvez sempre seja. 

Como diria um amigo meu: “Que isso, cara, essas coisas n√£o s√£o lixo. D√° para usar para pegar a mulherada!” √Č, talvez haja enfim um ponto positivo.

Físico(a) de Sexta 14

fisico_14.gifDica:

[1]: Tem alguma coisinha faltando ali em cima.

Então, quem é o Físico e qual sua relação com a figura?

Resposta: O Físico da Semana é Enrico Fermi. Parabéns ao Luiz (?) Felipe pela resposta.

Entretanto, há de se destacar que a charada permitiu, por descuido meu, resposta dupla. Quando pensei na figura para a charada não me liguei que não fora Fermi o primeiro a propor a existência dos Neutrinos para explicar o Decaimento Beta, mas sim Wolfgang Pauli. Fermi, no entanto, foi quem inventou o nome Neutrino e o primeiro a descrever a seu comportamento através da Interação Fraca.

O que está faltando no decaimento acima é um Neutrino. Ou melhor, um Antineutrino do Elétron. Uma partícula neutra de massa ridiculamente pequena, mesmo comparado com o elétron, que carrega parte da energia liberada no decaimento.

O Efeito Pauli*

Diz-se que quando o f√≠sico Wolfgang Pauli se encontrava nas redondezas de algum  experimento ele invariavelmente falharia. Isso era t√£o constante que o f√≠sico Otto Stern inclusive proibiu Pauli de entrar em seu laborat√≥rio.

Claro que isso não seria garantia de segurança para os equipamentos, já que certa vez, num laboratório da Universidade de Göttingen, ocorreu um acidente com um caríssimo equipamento de medição. Pauli não estava presente. Estava a caminho de Zurich quando tudo aconteceu. Entretanto, quando estava no trem vindo de Copenhagen, teve que fazer uma parada em Göttingen, no horário em que o experimento estava sendo feito

Em outro evento, alguns colegas resolveram pregar um peça em Pauli. Queriam provar definitivamente a validade do efeito. Penduraram um lustre de forma que ele pudesse ser solto de propósito e caísse quando Pauli entrasse na sala. Quando ele entrou, a pegadinha não funcionou. Se isso prova ou não a validade do efeito Pauli, fica a critério do leitor.

Clique aqui para um poeminha sobre o efeito Pauli.

* Em termos modernos, o Efeito Pauli √© um tipo de intera√ß√£o azar√īnica.

Todo o besteirol reunido!

O v√≠deo abaixo √© um apanhado das mais variadas besteiras que misturam misticismo e F√≠sica Qu√Ęntica.Sabe toda aquela besteira que a consci√™ncia cria/modifica a realidade? T√° toda a√≠. Em ingl√™s.

Físico(a) de Sexta 13

Desculpem-me pela falta do Físico de Sexta da semana passada. Para compensar, um bem fácil esta semana com uma figura porcamente feita por este que vos escreve.

fisico_13.gifDica:
[1]: Mar

Então, quem é o Físico e qual sua relação com a figura?

Resposta: O Físico de Sexta é Paul Dirac. Parabéns ao Evandro pela resposta.

Quando procurava por uma vers√£o da equa√ß√£o de Schr√∂dinger para o el√©tron que fosse relativ√≠stica, Dirac se deparou com solu√ß√Ķes que qualquer outro consideraria como n√£o-f√≠sicas por corresponderem a estados de energia negativa. Ora, se houvessem estados negativos de energia o que impediria que todos os el√©trons deca√≠ssem para esses n√≠veis e por que n√£o ver√≠amos esses el√©trons? Dirac ent√£o propoz que todos esses n√≠veis j√° estavam prenchidos ent√£o nenhum outro el√©tron poderia decair para os n√≠veis negativos. Isso ficou conhecido como Mar de Dirac. Ainda, como “desde sempre” os el√©trons do mar estavam l√°, n√£o poder√≠amos not√°-los, mas quando um desses el√©trons recebesse energia suficiente para pular para n√≠veis de energia positivos, deixaria um buraco positivo no Mar. Esse buraco sim poder√≠amos perceber e seria a antipart√≠cula do el√©tron.    

Mulher com melhor físico do mundo

Continue lendo…

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Pol√≠tica de Privacidade | Termos e Condi√ß√Ķes | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


P√°ginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM