A ceia dos excomungados

Uma coisa que está meio que escapando neste debate todo sobre a excomunhão, pela igreja católica, da equipe médica que salvou a vida de uma menina de 9 anos ao realizar um aborto, é o fato de que a teologia católica tenta, ao máximo, estruturar-se de forma lógica e orgânica, com causa seguindo a efeito e conclusão seguindo as premissas escrupulosamente. Os caras passaram a idade média inteira trabalhando nisso, e fizeram um belo serviço.
Essa constatação não só tem o efeito de mostrar que a qualidade das conclusões de um argumento não tem como ser maior que a das premissas que o compõem (e, analisando a doutrina católica, que cada um faça a estimativa de qualidade das premissas básicas dessa religião que lhe parecer mais justa), mas também evidencia o fato de que, do ponto de vista da lógica católica, a excomunhão foi perfeitamente normal, natural e correta.
Por exemplo, a Enciclopédia Católica diz, com todas as letras, que “os deveres sociais da mulher podem ser designados como maternidade (…) a personalidade feminina plenamente desenvolvida encontra-se na mãe”.
De forma coerente com essa linha de pensamento, o papa João Paulo II canonizou Gianna Beretta Molla, uma mulher cuja fama deve-se, particularmente, ao fato de ter preferido morrer a abortar.
Somando-se a isso, há o fato de que a lei canônica é clara: aborto gera excomunhão automática (já coisas como assassinato, sequestro e mutilação têm castigos mais suaves). Embora a medida não esteja no Código de Direito Canônico, o papa Pio XII decretou, décadas atrás, que apoiar o comunismo também é motivo para excomunhão automática. Alguém devia avisar o Lula (e a CNBB, aliás…)!
Isso tudo serve para dizer que é impossível condenar a excomunhão sem condenar todo o corpo orgânico da doutrina católica. Uma coisa não se sustenta sem a outra, ou vice-versa. Esta talvez seja uma verdade inconveniente, mas os críticos do bispo de Pernambuco deveriam tê-la em mente. E levá-la a sério ao declarar qual sua religião no próximo censo.

Discussão - 0 comentários

Participe e envie seu comentário abaixo.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM