Paradoxo de sexta (33)

O da semana passada foi formulado usando a continuidade entre as espécies de vida na Terra como exemplo, mas ele pode assumir outras formas, como a do paradoxo do careca: se você põe um fio de cabelo na cabeça de um careca, ele continua a ser careca, não se torna um cabeludo. Um careca com dois fios certamente também não é um cabeludo. Nem com três, dez, cem, mil. Mas, e com um milhão? Um bilhão?
Onde está a fronteira entre careca e cabeludo?
A forma clássica desse paradoxo é o Paradoxo do Monte de Areia: um monte de areia menos um grão continua a ser um monte. menos dois, idem. Menos três, claro.
O interessante aqui é que as frases “Um monte de areia menos um grão ainda é um monte” e “um careca com um fio de cabelo ainda é um careca” são verdades auto-evidentes até uma hora em que, pela aplicação reiterada da operação que descrevem, não são mais.
Isso vale também pra macacos e homens, embriões e bebês, crianças e adultos. Ou: o fato de haver uma gradação suave entre dois extremos de uma escala não significa que esses extremos não possam ser essencialmente diferentes — como no caso de cabeludo e careca (ou vivo e morto) que são antônimos que se dissolvem um no outro.
(Uma anedota: durante anos me considerei o “funcionário novo” da empresa em que trabalho, aquele sujeito que não sabe direito quem é chefe de quem, que está sempre pedindo conselhos sobre como o sistema de informática funciona, para quem cada novo dia no serviço era como avançar mais um ou dois graus de latitude dentro de um continente desconhecido. Eis que agora, 13 anos depois, 90% dos caras mais antigos que eu já foram demitidos ou se aposentaram e me vejo ensinando os macetes pra uma garotada que ainda estava sendo alfabetizada quando comecei na firma. Quando foi que a coisa virou? Não faço ideia).
Nesta semana, não teremos paradoxo, mas uma adivinha: o que é que, quanto menos combustível tem, mais quente fica?
Hasta la vista!

Discussão - 6 comentários

  1. Estrela.
    []s,
    Roberto Takata

  2. felipe disse:

    a resposta ao adivinha seria um estrela?

  3. Igor Santos disse:

    O sol? Uma geladeira movida a gasolina? A cabeça de um motorista irascível?

  4. felipec disse:

    A situação no Oriente Médio.

  5. Gabriel-Dom disse:

    A “batata” dos EUA.

  6. Walter Hugo Buso Borges disse:

    Cara!! quando eu li essa adivinha, eu tive uma interpretação instantânea e pertinente, me veio à cabeça que a resposta seria: O planeta Terra. Visto que retiramos o petróleo(combustível)da Terra e com ele provocamos o aquecimento global.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM