Reflexões sobre o campo minado

Acho que todo mundo já jogou Campo MInado (Minesweeper), o joguinho que vem pré-implantado no sistema operacional Windows (ou vinha, pelo menos até as versões XP e 2000; não sei se continua no Vista).
Trata-se de um joguinho bastante matemático, no qual é preciso “limpar” um campo formado por 81 células, no qual há 10 minas (no sentido de explosivos — não minas de ouro ou garotas) ocultas. Quando o jogador seleciona uma célula onde não há explosivos, ele vê um número que representa o total de explosivos adjacentes à célula escolhida; quando ele seleciona uma célula explosiva, ela explode (claro) e o jogo acaba.
Para mim ao menos, o que torna o jogo interessante é a necessidade de extrair informação suficiente dos números que aparecem na abertura de células “inocentes”. Digo, abrir uma célula no centro do tabuleiro e ver o número “3” não diz muita coisa — a célula central tem 8 adjacentes, e “3” apenas diz que, ao clicar em uma delas, você tem uma chance de 3/8, ou 37%, de explodir.
Por isso um bom truque é começar pelos cantos, onde o número de células adjacentes é menor. Mas nada impede que o canto por onde se começa contenha uma bomba, o que leva o jogo a um fim prematuro!
Mas o risco não é tão grande quanto parece: com 10 bombas em 81 células, a chance de se pegar uma bomba logo de cara é 12%. Aliás, o risco de se topar com uma bomba, abrindo células aleatoriamente, só chega a 50% a partir do quinto clique do mouse.
Outra coisa interessante sobre o Campo Minado é que ele poderia muito bem dar origem a uma loteria especialmente difícil de ganhar: existe 1,8 trilhão de formas de espalhar 10 bombas em 81 células.
Isso é cerca de 6 vezes o total de estrelas na Via-Láctea, ou 17 vezes o total de seres humanos que já viveram.

Discussão - 4 comentários

  1. Kim disse:

    No jogo do Windows, a primeira célula clicada nunca é uma bomba.
    Uma coisa interessante do Campo Minado é que o vício é semelhante ao de Tetris, em que você vê o jogo mesmo quando não está jogando, ou sonha com ele. É, eu já me viciei nele.
    Outra coisa interessante é tentar estimar as probabilidades de cada célula conter uma bomba. Não que dê para fazer isso de cabeça, a não ser aproximadamente, mas envolve umas probabilidades condicionais difíceis. Ao menos para mim. É, eu já tentei fazer isso durante meu vício.

  2. Felipe Mad disse:

    Adoro campo minado, e tenh só algumas informações a acrescentar…
    ele vem no windows vista e no 7, mas agora repaginados, mas n superam a versão original…
    e o jogo tem como diretriz nunca o primeiro clique ser uma mina…
    me lembro de ter lido um site dedicado ao jogo, com muitas estrategias e dicas… pena que foi numa era pre-delicious, então n tenho o link para compartilhar…

  3. Paulo Meyer disse:

    Falando sobre jogos do Windows, gosto de jogar paciência e fico pensando em como as cartas são escolhidas, pois não existem “Montes de cartas” então o que impede que carta a ser apresenta seja a mesma independete do monte de onde você a retira.
    Um Abraço.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM