O feriado e a santa de múltiplas identidades

Muita gente pensa que hoje é feriado por causa do Dia das Crianças ou do Descobrimento das Américas, mas a verdade é que se trata do dia de “Nossa” Senhora Aparecida.
(o “Nossa” vai entre aspas porque ela é senhora dos católicos; a generalização não se justifica).
Uma coisa que não entendo nesse politeísmo maldisfaçado que cerca o hábito católico de veneração dos santos é o fato de que algumas figuras, Maria principalmente, terem múltiplas identidades.
Digo, tem a Senhora Aparecida, a Senhora de Fátima, a Senhora do Bom Parto, a Senhora Desatadora de Nós, Senhora do Desterro… Bolas, não se trata de uma santa só? Por que diabos um rito, um dia, uma tradição (e, eventualmente, um feriado) para cada aspecto?
Isso me faz pensar no Sombra, que às vezes usava a identidade secreta de Kent Allard e, às vezes, a de Lamont Cranston. E que conhecia o mal que se esconde nos corações humanos.
Não sei se os heróis pulp têm santo padroeiro, mas Maria sem dúvida seria uma boa candidata.

Discussão - 15 comentários

  1. Joâo Carlos disse:

    Não se esqueça que a igreja Católica só se estabeleceu depois que se romanizou. “Pantheon” e essas coisas… Por falar nisso, o nome completo é Nossa Senhora da Conceição Aparecida (por ter aparecido misteriosamente das águas do Rio Paraíba do Sul), portanto, nem uma invocação nova é, na verdade.
    E, se você está “esquerdo” com as miríades de “Marias”, o que acha então de algo mais estranho ainda: os “Meninos Jesus”?…

  2. Alessandra disse:

    Pois eu perguntei isso um dia para um amigo padre, e ele me respondeu que ela tem vários nomes, porque é para marcar os lugares ou circunstâncias em que foi “vista” pelos fieis. Enfim, o povo gosta mesmo é de festa. Mas uma questão levantada por este amigo padre: “você não acha estranho que a maioria das apariçoes se deram em países da Europa?” Eu realmente não sei, pq conheço o catolicismo superficialmente. E insinuou que tem algum fator psicológico nisso.

  3. Sibele disse:

    “Politeísmo maldisfaçado”…rsrsrs! Gostei! Vai ver que um Deus só não dá conta da miséria humana… precisa mesmo ter muito santo! Haja santo!
    E eu já prefiro ver esse 12 de outubro como feriado do Dia das Crianças, mesmo! 😀

  4. cretinas disse:

    João, pior que as toneladas de ” meninos”, é o tal do “Sagrado Coração de Jesus”. Digo, não basta rezar pro cara inteiro, tem de adorar os órgãos internos do infeliz tb? E se esse é caso, pq não Sagrado Rim? Sagrado Fígado? “sagrado Fígado de Jesus” poderia ser uma invocação pra evitar ressacas?

  5. Tene Cheba. disse:

    Talvez tenha razão. A humanidade, com este seu defeito “de ter que acreditar em algo”, por milhares de anos e, em todas as culturas, até, heheh, as mais cientificas e cartesianas. Estranho, né!?
    Se a razão, ou quociente entre os ateus e não ateus fosse considerada como dado relevante para a racionalidade, qua seria a conclusão? Possivelmente a de que não existe vida inteligente no Universo, dado qe poderíamos desprezar sem medo de ser feliz este quociente paupérrimo.
    Enfim, somos burros, mas, com desvios padrão.
    E a sua fé nas “Vidas em outros planetas”, continua firme e fervorosa? Amém para este seu Messias que nunca vem.

  6. Tene Cheba. disse:

    Fico imaginando, se algum dia o Homem descobrisse vida inteligente em outro planeta e, associada a esta descoberta, que a civilização extraterrena tivesse permeada em sua cultura a devoção a algum ser divino.
    De tudo que leio, ou estudei, o Universo pareca ser hostil a Vida, muito hostil, aliás.
    Estranho à apetitosa sopa primordial, com raios e meteoros conseguiram organizar moléculas, criando o primeiro Ser unicelular, que evoluiu até os dinossauros, muito estranho esta lógica da natureza, depois, nós, bilhões de nós.
    Parece a Alquimia dos séculos passados. Fácil demais, mas com muito pouca lógica. Meteoros otimizadores, será?

  7. Alexandre disse:

    @Tene Cheba: “Lógica da natureza”? Você faz parecer que a natureza é dotada de algum tipo de inteligência.

  8. Kim disse:

    Tem uma tirinha do Laerte que é mais ou menos assim:
    Deus: Expedito, você está perdendo o senso de urgência. Tem que distribuir os seus pedidos: estes aqui são problemas de dinheiro, passa pra Edwiges; estes outros, de casamento, passa pro Antônio. Você tem que terceirizar.
    Expedito: … E porque não primeirizar? (entrega os pedidos a Deus)
    Acho curioso, também, que nas igrejas neo-pentecostais fala-se muito de Jesus, mas quase nada de Deus. Acho que muitos estão indo contra o segundo mandamento: não adorarás outros deuses diante de mim…

  9. Tene Cheba disse:

    A religião está associada a nossa evolução.Por que precisamos do imponderável? Não sei, sei que este resiste, persiste e avança.
    Não sou ateu, por diversos motivos, acredito em Deus, pior, muito pior, acredito e sou devoto, que vergonha, de Nossa Senhora, as vezes fico me perguntando, de como seria ou será a mente do ateu.Talvez, livre de culpas, talves muito mais feliz, menos complexa. Não sei, se a lógica não permeia a evolução, se a Vida surgiu por obra do acaso, então, a teoria do caos foi muito mal concebida.
    Mas, enfim, a maçã bateu no teto.

  10. André Souza disse:

    Eu sou da seguinte opinião: ” E o homem criou Deus e Deus criou a humanidade”..Tipo…Independente de existir ou não algum deus, devo reconhecer q as religões em si serviram como elemento agregador, que culminou na criação da cultura e na”humanidade” como conhecemos

  11. Igor Santos disse:

    Enfim, o povo gosta mesmo é de festa.
    Verdade maior jamais foi dita.
    O que mais me incuca desde que parei para pensar é a expressão “minha nossa senhora”.
    É ‘minha’ ou é ‘nossa’?
    @Tene, a entropia, por mais caótica que seja, permite uma organizaçãozinha de leve vez por outra. Em relação ao resto do Universo, nossa formação é desprezível.

  12. Tene Cheba disse:

    Geocentrismo. Nunca foi mais vivo. O ponto máximo do Universo, (caso as sucessivas tentativas de se encontrar condições que indiquem possibilidade de vida, apareçam), é o Homem. Como pode, com tanta abundância de matéria e energia? Universo mesquinho, avarento, ou, prequiçoso.
    Os físicos são f…, quando não encontram respostas recorrem a filosofia.
    Talvez, os Buracos Negros, nos expliquem melhor, depois destes, somente nós comemos matéria, a transformamos em energia e, outros complexos, e de certa forma, com o tempo vamos nos comprimindo, até, a singularidade do fim.
    Estranho, que sem a inteligência, tudo seria tão pueril e inútil, que talvez fosse melhor a não ocorrência do Big Bang.
    Minha mente com muita entropia, sempre.

  13. Gilgamesh disse:

    Tene, talvez o mais frustrante seja tentar encaixar uma divindade (ou uma deidade) nas lacunas subjetivas da compreensão racionalista do universo. Como por exemplo o mesmo ser onibenevolente que criou e governa o universo, a terra, a humanidade, deu livre arbítrio e depois decidiu afogá-los todos e ainda depois queimá-los, mandou um maluco chacinar crianças, degolar apóstatas, decepar infiéis, apedrejar ladrões, engravidou a mulher do próximo, abandonou o moleque pra ser torturado e morto, e só pra provar que Ele é o manda-chuva presenteia os fanáticos por ele com 72 virgens se estes levarem consigo para o “céu” o maior número de pessoas possível?
    É no mínimo estranho tentar contornar a interpretação literal daqueles que testemunharam a história convivida com esse personagem déspota, que ninguém nunca viu, e supostamente se manifesta indiretamente punindo ou presenteando, apesar de ter dado livre arbítrio, quando a lógica falha move o personagem a outros lugares e funções, como outras dimensões, criação do big-bang, panteísmo, e termos que só foram cunhados séculos depois daqueles que já afirmavam com certeza absoluta pra um punhado de pessoas desesperadas que Este personagem de muitos nomes fazia isso ou aquilo com suas limitações ao conhecimento daquele período histórico, ao redor do mundo inteiro, com muitos outros colegas de nomes e funções igualmente variados.
    Mas tudo bem, eu adoro o argumento tu quoque. 🙂

  14. Tene Cheba. disse:

    Bela apelação, Gigamesh.
    Pressão atmosférica, magnetismo terrestre que impedem o bombardeio esterilizante dos raios cósmicos, água, muita água, 20% de oxigênio, frações de dióxido de carbono, muito nitrogênio, uma linda Lua, diâmetro exato para a nossa gravidade segurar sem comprimir, ozônio, distância perfeita do nosso astro Rei, dois aspiradores de cometas e asteróides lá pra baixo, “apenas uma espécie “inteligente”.
    O Universo jogou trinta mil moedas para cima, e, todas cairam com mesma face.
    Sorte, muita sorte. Tem também o lado egoísta, se existir, (no que duvido muito, mesma com toda a fé que disponho),não nos comunicamos, jamais saberemos. Posso afirmar, que o Universo, foi, é, e talvez sempre será muito avarento, ou perderam a receita daquela sopa deliciosa.
    Deus não existe, o nome de Eva, talvez fosse, probabilidade, um evento quase impossível.
    Argumentum ad hominem.

  15. cretinas disse:

    Tene, a sua argumentação me faz lembrar a história da poça de água, maravilhada com o fato de o buraco no chão ter a forma e o tamanho exatos para contê-la. Não é o universo que é sob medida para nos, e sim o contrário…

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM