Arquivo di√°rios:24 de janeiro de 2017

Sobre drag√Ķes e f√≥sseis

Como amante da paleontologia e, mais recentemente, praticante e apreciadora¬†de wushu, a inspira√ß√£o deste post surgiu como um desafio de tentar relacionar os dois temas de alguma forma. Me parece que¬†alguns mitos s√£o criados a partir de ‚Äúverdades‚ÄĚ…distorcidas, ou, com um toque de imagina√ß√£o, digamos assim.

Drag√£o do quadrinho Zen pencils

Na arte marcial que conhecemos por ‚Äúkung fu‚ÄĚ, aqui no ocidente, existem diversos estilos de luta. Norte e Sul da China s√£o conhecidos por estilos diferentes. O estilo do drag√£o √© um estilo imitativo do Sul; neste, os movimentos devem ser compreendidos, internalizados¬†(em contraposi√ß√£o, o advers√°rio do drag√£o √© o tigre e seu estilo √© fundamentado¬†em movimentos de¬†for√ßa e memoriza√ß√£o). Como o drag√£o, para os chineses,¬†simboliza a √°gua e a terra, no kung fu suas a√ß√Ķes¬†combinam for√ßa e leveza em¬†movimentos¬†que unem opostos, como: circular/reto, ou para cima/para baixo, por exemplo.

O drag√£o √© uma figura comum na mitologia chinesa, desempenhando v√°rios pap√©is como regular as chuvas, proteger os deuses (e o imperador), e ser a fonte da verdadeira sabedoria e da boa sorte. √Č, portanto, considerado um animal auspicioso, n√£o mal√©volo. Por isso s√£o extremamente comuns na arquitetura e ornamenta√ß√£o da antiga China. N√£o √© √† toa tamb√©m que, por mais de uma vez na hist√≥ria, imperadores chineses regularam o uso das imagens de drag√£o em suas sedas e outros ornamentos, para que somente eles pudessem us√°-las e, assim, demonstrar sua pot√™ncia.

Hist√≥ria “Never give up!” do quadrinho Zen Pencils

Apesar de ser um estilo imitativo no kung fu, n√≥s todos sabemos que drag√Ķes (i.e., r√©pteis serpentiformes voadores que cospem fogo) nunca existiram. Neste caso, a ‚Äúimita√ß√£o‚ÄĚ vem das hist√≥rias e lendas passadas de gera√ß√£o em gera√ß√£o, sobre os supostos movimentos destes animais. Se, por um lado, a forma como se mexiam vem da imagina√ß√£o das pessoas, de outro, a figura do animal em si tem uma origem interessante. F√≥sseis de dinossauros, ou de outros grandes r√©pteis serpentiformes, ou at√© mesmo f√≥sseis de baleias s√£o, provavelmente, a fonte de inspira√ß√£o para os mitos dos drag√Ķes (assim como de outros animais, lendas e deuses que existem mundo afora). Imagine os antigos chineses encontrando ossos de grandes propor√ß√Ķes, com a forma de um lagarto, espalhados pelo ch√£o… e mais, ossos duros como pedras! Na breve pesquisa que fiz para escrever este post eu li (aqui) que o fato de os ossos serem feitos de pedra (resultado do processo de fossiliza√ß√£o) provavelmente levou as pessoas a pensar que era um animal que cuspia fogo, pois seus ossos resistiam a ele! Interessante, n√£o?

Os mais antigos adornos chineses contendo imagens de drag√Ķes datam de cerca de 4700-2900 a.C. (Cultura Hongshan). Ent√£o √© bem prov√°vel que antes disso os f√≥sseis de grandes animais j√° tivessem sido descobertos naquela regi√£o do mundo. Naquela √©poca n√£o se tinha o conhecimento cient√≠fico que temos hoje sobre f√≥sseis e fossiliza√ß√£o, extin√ß√Ķes e da vastid√£o do tempo geol√≥gico, e estes restos eram interpretados como restos recentes de animais fant√°sticos, ou seja, como os drag√Ķes; hoje chamamos a eles de dinossauros (e afins).

Se voc√™ sabe mais sobre os diferentes estilos de wushu, sobre paleontologia, sobre drag√Ķes, ou simplesmente gostou do post, deixe-nos um coment√°rio!!

Veja aqui um document√°rio sobre a rela√ß√£o entre drag√Ķes e dinossauros.
Entre aqui para apreciar a arte do Zen Pencils.