Suco de inhame NÃO cura Dengue

dengue inhame mosquitoTem de tudo na internet sobre dengue. Até um velhinho adepto da Biocura (seja lá o que for isso), que fala que a dengue não vem do mosquito. E não vem mesmo, vem do vírus da dengue, e o moquito só leva o vírus pra lá e pra cá. Mas pra esse cidadão a dengue vem da prisão de ventre, acumulo de toxinas e blábláblá.

Sempre esse papo de toxinas acumuladas acumulando tudo.

Não vou por o link pra esse vídeo pra não dar audiência. Ao invés disso veja o meu vídeo sobre isso:

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=Ju83VwTP_00″]

 

Deu na Ana Maria Braga que pode funcionar e no programa Bem Estar que não funciona de jeito nenhum. Quem está certo? Ninguém, como sempre. Assista e veja o porquê.

Links:

Bem Estar: http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2015/04/inhame-repelente-vitamina-b-veja-o-que-e-mito-e-verdade-sobre-dengue.html

Mais Você: http://gshow.globo.com/receitas/maisvoce/suco-contra-a-dengue-4ea7e64bc8157c31f4008808

Quer artigo científico? Então tome:
http://www.bioone.org/doi/abs/10.2987/8756-971X(2005)21%5B213:TVBAAH%5D2.0.CO;2

Antioxidante em pílula NÃO funciona!

Ilustração de JOHN HENDRIX
Ilustração de JOHN HENDRIX

Se dizem que antioxidante √© bom pra sa√ļde, e se ele √© ANTI (contra) oxidante, deve ser porque o tal OXIDANTE deve fazer mal. Hoje em dia a gente sabe que os oxidantes, que¬†s√£o os famosos os per√≥xidos e os radicais livres, acabam causando envelhecimento e c√Ęncer. Lembre-se que essas duas coisas s√£o os dois lados da mesma moeda.

O lance √© o seguinte: se voc√™ respira, voc√™ produz oxidantes. E n√£o √© que voc√™ inala os radicais livres voando pelo ar. √Č o seu corpo mesmo que est√° fazendo isso. De todo oxig√™nio que voc√™ respira, 5% vira um oxidante.

Mas n√£o d√° pra parar de respirar, n√©? Por isso muita gente toma antioxidantes em p√≠lulas para evitar as rugas e os tumores, e j√° existe um mercado de 23 milh√Ķes e d√≥lares nos EUA s√≥ pra isso. O problema √© que essas p√≠lulas N√ÉO FUNCIONAM!

Um grupo¬†fez um estudo juntando 10 anos de pesquisa sobre esses suplementos antioxidantes e viram que eles n√£o tiveram efeito nenhum, e um outro estudo encontrou que eles ainda podem √© acelerar o aparecimento de c√Ęncer! Tem mais um estudo que mostrou que tomar antioxidantes antes de malhar ANULA o efeito do exerc√≠cio. Ou seja, se tomar isso antes de correr voc√™ vai sofrer e suar feito um porco e n√£o vai ter uma sa√ļde melhor.

Sabe o que pode estar acontecendo nesse exemplo do exerc√≠cio? Pensa comigo: a malha√ß√£o √© um estresse necess√°rio, e quando algu√©m puxa ferro, ele est√° judiando do m√ļsculo, arrebentando as fibras, para depois o corpo se recuperar corrigindo o m√ļsculo e fazendo ele um pouquinho maior pra aguentar o pr√≥ximo tranco no futuro. Qualquer exerc√≠cio produz tamb√©m oxidantes, e o corpo tamb√©m produz antioxidantes naturais depois do exerc√≠cio pra anular esses da malha√ß√£o. E talvez sobre um pouco a mais desses antioxidantes naturais para fazer outros servi√ßos, como combater outros radicais livres que n√£o s√£o do exerc√≠cio, como os da polui√ß√£o e do cigarro.

O que algumas pessoas têm pensado é que se você tomar antioxidante antes de malhar, o seu corpo vai perceber e não vai produzir os seus próprios. Só que o que vem na pílula não sobra pra ajudar em mais nada, e os radicais do cigarro vão continuar pelo seu corpo.

A salada é o tapa na cara das suas células

Além de exercícios físicos, tem um outro jeito de estimular os seus antioxidantes naturais: COMENDO SALADA!

Assim como o exerc√≠cio, a salada √© um mal necess√°rio. E pelo mesmo motivo: gerar estresse no seu corpo pra ele poder responder naturalmente e melhorar. V√°rias subst√Ęncias nas verduras e legumes d√£o uma cutucada bioqu√≠mica no nosso organismo. √Č o caso do ardor da pimenta, do tanino do vinho e do fedor do br√≥colis. O corpo entende essas subst√Ęncias como levemente t√≥xicas, e por isso eles disparam uns alarmes e fazem as c√©lulas acordarem e produzirem coisas boas como os antioxidantes.

Por isso, depois de comer a salada voc√™ ficaria com antioxidantes e outras subst√Ęncias sobrando para combater outras amea√ßas.

E eu disse ‚Äúficaria‚ÄĚ porque essa ainda √© uma ideia nova e precisa de mais estudos. Ningu√©m tem certeza se √© isso que acontece mas parece um caminho interessante.

O outro lado dela é que se você fica o dia inteiro no computador comendo rufles, que é só gordura e carboidrato, você não estimula a produção de antioxidantes.

Por isso, é bom você mandar um capitão Brócoli pra dentro, pra ele chegar dando pé na porta e tapa na cara desse bando de células molengas. Assim quem sabe você deixa de ser moleque. MO-LE-QUE

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=m_geHHS9Jdo”]

Fontes:
That Antioxidant You’re Taking Is Snake Oil

Fruits and Vegetables Are Trying to Kill You

Pare com isso Glória Maria. Chá de ninho NÃO!

Glória maria vs andorinhao2

A pessoa tem dinheiro, educa√ß√£o, √© uma das criaturas mais viajadas do Brasil, afinal esse √© o trabalho dela, e ainda sim consegue ter um n√≠vel de ignor√Ęncia extrema. Pelo menos ignor√Ęncia cient√≠fica.

Confian√ßa cega por m√©todos velhos de tradi√ß√Ķes antigas, √© uma coisa que pode ser perigosa e cruel. (Confian√ßa cega na ci√™ncia tamb√©m. Por isso fique sempre atento).

Estou falando de uma estrela da TV, mas dessa vez foi a Glória Maria (não confundir com Ana Maria) que disse não viver sem o chá de ninho de passarinho tailandês.

Esse tal ninho √© feito por duas¬†esp√©cie de andorinh√£o, Aerodramus fuciphagus e Aerodramus maximus (achei fontes citando o Collocalia Fuciphaga tamb√©m, mas s√£o todos andorinh√Ķes), e √© feito de baba. Isso mesmo. N√£o √© feito de galhos e folhas: o macho da esp√©cie produz uma baba que endurece e forma o ninho. Nojento, n√©?

E √© disso que se faz uma sopa, que √© usada pela medicina tradicional (=velha) chinesa para v√°rias coisas: boa sa√ļde, tratar infec√ß√Ķes, vitalidade e, como tudo na velha medicina chinesa, vigor sexual!!! Assim como os chifres de rinocerontes, agora em extin√ß√£o.

gloria angelica chá ninhoMas a Glória Maria revelou que não faz sopa, faz um chá com o ninho de baba para manter a juventude.

Nas palavras da Paulinha, minha colega que compartilhou a notícia: A mulher fala uma bizarrice dessas e todo mundo acha normal?!

Bom, nem Paula nem eu achamos normal, por isso resolvi apurar.

Infelizmente tive que assistir um trecho do programa Estrelas, com Angélica.[Pior que isso só se fosse com o marido dela.]

O vídeo tem dois pontos altos que eu vou contar para você não ter que assistir essa droga e nem dar audiência para a página que o carrega.

De onde vem esse ninho?

Olha o ninho aí
Olha o ninho aí

Gl√≥ria diz, com a maior tranquilidade, que os coletores de ninhos tiram o primeiro ninho feito pelo andorinh√£o, que √© branquinho. O¬†bichinho¬†fica nervoso e faz outro ninho, que sai com uma cor mais amarelada que o¬†anterior por cauda do estresse. A√≠ tiram esse dele tamb√©m e o passarinho faz um outro, mais escuro ainda, com toda raiva e estresse que ele tem em seu cora√ß√£ozinho. E tiram esse dele tamb√©m. √Č este terceiro que √© o “b√£o”,¬†o tal elixir, produto do estresse, da tortura e do desespero de um pequeno p√°ssaro tailand√™s. √Č este que, SEGUNDO A LENDA, sustenta a gloriosa beleza da Gl√≥ria (… gl√≥ria, aleluia!).

Al√©m de estressar o bicho, √© claro que uma iguaria cara como esta (que custa at√© 100 d√≥lares por sopa nos Estados Unidos) gera um com√©rcio massivo que diminuiu muito¬†o n√ļmero de ninhos e, consequentemente, de p√°ssaros nas regi√Ķes de coleta! E s√≥ como uma cereja no bolo, muita gente morre coletando esses ninhos de pared√Ķes e cavernas.

Pior que a danadinha est√° com tudo em cima, hein.
Pior que a danadinha est√° com tudo em cima, hein.

Mas fazer o quê, né? Vale tudo para manter a beleza e o vigor sexual de uma jornalista/celebridade/viajante brasileira que acredita em clamores místicos de uma medicina sem base científica, não é mesmo? Vai um pó de chifre de rinoceronte aí?

Eles, os negros

Dizer que orientais e negros n√£o enrugam j√° √© um dado dif√≠cil de confirmar. Se algu√©m tiver algum estudo sobre isso me mande, por favor.¬†Agora, falar que isso se deve ao ninho de passarinho √© demais. N√£o achei registro de uso de ninho na √Āfrica.¬†E outra coisa, Gl√≥rinha: “eles” os negros? P√ī, e voc√™ √© o qu√™? Se sua pele √© bonita e voc√™ n√£o aparenta ter a idade que tem (especula-se 65) pode ser pela sua ascend√™ncia negra, querida! Sorte sua. Mas chega de comer baba de passarinho n√©, querida!

B√ĒNUS – imagem do colega @rmtakata:

Glória maria chá de ninho takata

Referências:

Recomendo muito esse vídeo engraçado (em inglês) do canal Tasted

O endereço da entrevista (tá aqui pra constar mas não clique, please):
http://gshow.globo.com/programas/estrelas/O-Programa/noticia/2014/05/gloria-maria-presenteia-eva-filha-de-angelica-com-um-vestido-de-marrocos.html

http://www.andamanadventures.com/press_articles/birds_nest_climbers_thailand.shtml

Algumas imagens e relatos sobre a sopa

 

O hamburguer não é de vaca, mas o molho sim!

Viu essas notícias de carne feita em laboratório?

No Estad√£o

O produto, que est√° sendo chamado de ‘Frankenburger’, √© feito a partir de 3 mil pequenas tiras de carne cultivada a partir de c√©lulas-tronco.

(…)O processo de fabrica√ß√£o de carne artificial come√ßa com a retirada de¬† c√©lulas estaminais do m√ļsculo de uma vaca. As c√©lulas s√£o incubadas em caldo nutriente e se multiplicam v√°rias vezes, criando um tecido adesivo com a consist√™ncia de um ovo cozido.(…)

A not√≠cia fala que agora a t√©cnica vai ajudar a “reduzir a quantidade de √°reas verdes, ra√ß√£o animal e combust√≠vel na produ√ß√£o de carne bovina.Cada quilo de carne exige 10 quilos de ra√ß√£o e √≥leo vegetal, mas a carne cultivada s√≥ precisa de dois”.

Olha, sei n√£o hein. √Č que o caldo nutriente pra fazer as c√©lulas crescerem (sim, c√©lulas precisam comer tamb√©m) √© feito quase sempre de soro BOVINO, geralmente ou de fetos ou de bezerros. Isso √© muito caro hoje em dia, e √© comprado em empresas estrangeiras pra uso nos laborat√≥rios. Antigamente os cientistas tinham que fazer o soro no pr√≥prio lab. Como? Cozinhando um monte de carne em panel√Ķes por um temp√£o at√© fazer um caldo de carne, que era fervido mais e engarrafado para usar nas c√©lulas. Imagina o cheiro disso!

Viu só, pra fazer o hamburguer com células você ainda precisa de vaquinhas. Na verdade de suco de vaquinhas, que é o soro.

Algumas comidas de célula (o nome certo é meios de cultura), não usam soro bovino, mas são mais caros ainda! Eles são totalmente sintéticos e custam uma fortuna justamente porque dão muito trabalho e gastam muito mais energia pra fazer. Será que isso entrou nessa conta da sustentabilidade da carne in vitro ou o pesquisador achou um método novo de dar de comer para as células? Temos que averiguar.

Cultivar rins, cora√ß√Ķes e outras partes em laborat√≥rios eu acho bacana, mas bifes pra proteger o ambiente parece balela. Melhor comer um hamburguer de soja.

Do que é realmente feito um Big Mac

le bigmac

Bom ou ruim, o Big Mac j√° √© um √≠cone de nossa humanidade. E o fato de existir no mundo todo serve de par√Ęmetro para estudos econ√īmicos, como o BigMac Index da revista The Economist, que compara o pre√ßo do lanche por pa√≠s, a saber, BigMac mais caro que o do brasil s√≥ na Sui√ßa.

Mas há muito mais escondido naqueles dois hamburgueres, alface, queijo… vc sabe o resto.

Pesquisadores da USP fizeram um verdadeiro trabalho de CSI para rastrear a origem da carne do BigMac em diferentes países para entender as diferenças na cadeia de produção nesses locais.

E por mais padronizado que seja, o sabor do lanche varia, porque a fonte de carne é diferente em cada país. E dá pra saber de onde a carne vem com análises minuciosas, por exemplo no Japão a carne vem da Austrália,e dá pra dizer isto porque tem como saber que tipo de planta o boi no lanche comeu!

S√≥ duas observa√ß√Ķes:

-Não desvendaram o maior mistério do BigMac: O MOLHO ESPECIAL!!!

РVocê sabe como se chama um quarteirão com queijo na França?

#Divã da pós РRitmos de trabalho.

Passadinha r√°pida para compartilhar mais uma verdade transformada em quadrinho por Jorge Cham!

phd_rnam.jpg

Eu alterno entre “Rob√ī” e “OK, talvez voc√™ defenda sua tese”, e voc√™s?


Adaptação do sempre ótimo PhD Comics.

ps: favor desconsiderar minha inaptid√£o para com editores de imagem.

A ingenuidade de Bill Gates sobre a Biologia

Caro Bill Gates,

Sinto informar que células não são tão rápidas quanto elétrons. Mais que isso: burocracia para mexer com gente e com o ambiente não é tão simples quanto programar um software.

Digo isto em vista da reportagem do New York Times, repassado pela √Čpoca, sobre o balan√ßo dos investimentos em pesquisa em sa√ļde feitos pela funda√ß√£o Gates.

 

“Cerca de 1.600 propostas chegaram, e as 43 principais eram t√£o promissoras que a Funda√ß√£o Bill & Melinda Gates liberaram US$ 450 milh√Ķes em bolsas de cinco anos _ mais de duas vezes a estimativa inicial.
Recentemente, a funda√ß√£o chamou todos os cientistas a Seattle para avaliar os resultados e decidir quem seguir√° recebendo os financiamentos. Numa entrevista, Gates soou de certa forma moderado, dizendo diversas vezes: “N√≥s fomos ing√™nuos”.”

[Leia a história e os projetos selecionados aqui]

 

Mas na verdade n√£o d√° pra saber se ele foi ing√™nuo ou enganado pelo hype alardeado pelos projetos. Afinal o objetivo de escrever um projeto √© justamente convencer a todo custo quem o l√™. O famoso “puxar a sardinha pro seu lado”, coisa que as vezes (muitas vezes) os cientistas fazem exagerando nas expectativas e enviesando as perspectivas. Outra coisa √© que tem v√°rios ganhadores do Nobel participando, e convenhamos que receber um projeto de um cara desses e dizer “n√£o” n√£o deve ser f√°cil.

Fato √© que ele parece n√£o ter gostado do resultado. E muita gente, incluindo um comentarista da reportagem acima, os cientistas e o pr√≥prio Bill Gates acham que o dinheiro investido nessas pesquisas foi algo bem significativo! Quando na verdade o gasto √© irris√≥rio comparando com gastos militares por exemplo. Para entender meu ponto de vista voc√™ precisa ler este texto espetacular do 100 Nexos, onde se l√™ que antes do telesc√≥pio Hubble, o instrumento mais fant√°stico da astronomia por muito tempo, que ajudou a desvendar milhares de mist√©rios do espa√ßo, do tempo passado e do futuro, √© uma aplica√ß√£o tardia de um projeto de sat√©lites-espi√Ķes que somaram 9 em nossa √≥rbita!

Ou seja, enquanto mendigamos por recursos para a astronomia e tamb√©m para outras √°reas como a sa√ļde e o bem-estar humano, uma quantia gigantesca √© gasta sem que n√≥s sequer saibamos onde.

Obrigado Bill Gates, continue assim gastando parte da sua fortuna pelo bem do próximo (e olhem que eu não estou nem questionando o como essa fortuna foi adquirida), mas acho que mesmo este esforço é uma gota num oceano de descaso pela vida humana.

Só de ver carne os homens se acalmam

maracugina grazi massafera.jpg

Grazi Massafera mostra carne e acalma a homarada – by @elciorcarvalho


Hum, ent√£o ver carne deixa a homarada mais tranq√ľila. O pesquisador da Universidade McGill (n√£o confundir com McGRill), juntou 82 homens e fez o seguinte teste, segundo visto no site da Revista Galileu (dica do @elciorcarvalho):

No experimento, 82 homens foram convidados a autorizar v√°rios n√≠veis de puni√ß√£o em atores quando estes erravam suas falas. Ao mesmo tempo, diversas imagens eram mostradas aos homens, algumas neutras e outras de peda√ßos carne. Os resultados mostraram que, ao ver imagens de carne, os homens ficavam menos agressivos nas puni√ß√Ķes.

Isso explica mas ainda n√£o entendi direito como foi feito o estudo. Os caras ficavam vendo um teste de atores com proje√ß√Ķes no palco de imagens neutras (e sabe-se l√° o que eles consideram neutro, detergente de lou√ßa talvez), e peda√ßos de bife? WTF!!! Imagina o que se passa na cabe√ßa dos 82 caras que n√£o sabiam de que se tratava exatamente o teste. Que loucura…
Provavelmente esses pesquisadores são psicólogos evolucionistas e usaram carne pra testar hipóteses sobre o nosso passado de caçadores-coletores. Típico desse pessoal.
Ent√£o mulherada, por um mundo mais calmo e harm√īnico, vamos mostras essas carnes a√≠! ūüėČ

Dioxina: alguns esclarecimentos.

ResearchBlogging.orgPara n√£o ter d√ļvida: dioxinas s√£o t√≥xicas? Sim.

Afetam o desenvolvimento embrion√°rio? Sim.

S√£o produzidas quando aquecemos pl√°sticos em microondas ou quando congelamos √°gua em garrafas pl√°sticas? Depende.

A utiliza√ß√£o de pl√°sticos pr√≥prios para aquecimento em microondas evita a forma√ß√£o desses compostos qu√≠micos, enquanto o congelamento de √°gua nada tem a ver com a libera√ß√£o de quaisquer subst√Ęncias t√≥xicas de recipientes pl√°sticos.

Do começo: o que são as dioxinas?

1,4-dioxin-2D-skeletal.pngA dioxina na verdade √© um composto org√Ęnico de f√≥rmula C4H4O2 que possui dois is√īmeros: 1,2-dioxina (ou o-dioxina) e a 1,4-dioxina
(ou p-dioxina, na imagem √† direita). No entanto, a literatura cient√≠fica utiliza o termo “dioxina” para se referir de
forma simplificada às dibenzodioxinas policloradas (PCDDs, imagem abaixo) como a
2,3,7,8-tetraclorodibenzodioxina (TCDD), a subst√Ęncia mais estudada por
seus efeitos t√≥xicos.PCDD_general_structure.pngParte dos problemas causados pela TCDD vem da sua intera√ß√£o com um receptor chamado AhR. O receptor afetado √© translocado para o n√ļcleo, onde √© reconhecido por elementos chamados AhREs (por serem responsivos ao AhR) em v√°rios genes diferentes. Essa atividade inicia diversas altera√ß√Ķes transcricionais, de modo que os resultados das pesquisas envolvendo o AhR expandiram sua import√Ęncia em m√ļltiplos aspectos como o desenvolvimento embrion√°rio, reprodu√ß√£o, imunidade inata e supress√£o tumoral.

Quem sentir falta de informa√ß√Ķes sobre os mecanismos, as duas refer√™ncias que citei no final deste texto trazem revis√Ķes excelentes e atual√≠ssimas sobre o tema, apesar de a qu√≠mica ser um pouco pesada.

Um caso famoso e recente.
Victor Yushchenko, candidato a
presid√™ncia da Ucr√Ęnia em 2004 ficou seriamente doente durante a corrida
presidencial no começo de Setembro. No diagnóstico, pancreatite aguda e
edemas relacionados a uma infecção viral e compostos químicos que não
s√£o normalmente encontrados nos alimentos levaram o presidenci√°vel a
afirmar que havia sido envenedado.

yushchenko.jpg

Yushchenko ent√£o reapareceu com o rosto
completamente desfigurado (foto abaixo) devido a cloracne ocasionada por
envenenamento por dioxina. A concentração de dioxina no sangue do
candidato encontrava-se 6000 vezes acima do normal. Apesar de polêmico, esse diagnóstico foi o mais aceito até então, e a premissa de envenenamento foi mantida.

E o microondas?

Existem várias mensagens na internet contra congelar água em garrafas de plástico ou cozinhar com plásticos no microondas. O caso da famosa mensagem que usa o Johns Hopkins como fonte de credulidade já foi desmentido pela instituição mais de uma vez.

As pesquisas atuais apontam que o congelamento de √°gua n√£o ocasiona a libera√ß√£o de compostos qu√≠micos t√≥xicos de garrafas de pl√°stico. No entanto, ao utilizar pl√°sticos para cozimento no microondas √© melhor seguir as recomenda√ß√Ķes do fabricante e certificar-se de que o recipiente pl√°stico √© pr√≥prio para este uso.

De qualquer modo, abaixo estão os símbolos que designam recipientes próprios para microondas e congelamento.

symbolfortableware.jpg

O departamento americano respons√°vel pela seguran√ßa alimentar (FSIS) possui diretrizes eficazes para o cozimento de alimentos em microondas, mas como n√£o encontrei nada parecido no Brasil, volto a recomendar: ao aquecer alimentos no microondas, utilize recipientes de vidro ou cer√Ęmica apropriados.

Wells PG, Lee CJ, McCallum GP, Perstin J, & Harper PA (2010). Receptor- and reactive intermediate-mediated mechanisms of teratogenesis. Handbook of experimental pharmacology (196), 131-62 PMID: 20020262

FUJII-KURIYAMA, Y., & KAWAJIRI, K. (2010). Molecular mechanisms of the physiological functions of the aryl hydrocarbon (dioxin) receptor, a multifunctional regulator that senses and responds to environmental stimuli Proceedings of the Japan Academy, Series B, 86 (1), 40-53 DOI: 10.2183/pjab.86.40

Cuidado com a pr√°tica ortomolecular e biomolecular

ORTOMOLecular.jpgO Conselho Federal de Medicina falou, t√° falado. Algumas pr√°ticas ortomoleculares e biomoleculares n√£o podem ser realizadas por n√£o terem comprova√ß√Ķes cient√≠ficas. – Ali√°s, quem inventou esses nomes? Parece at√© essas coisas pseudocient√≠ficas bioqu√Ęnticas

Agora reposi√ß√£o de nutrientes que estejam faltando, como vitaminas, ou tirar outras subst√Ęncias nocivas, como metais pesados e pesticidas, s√≥ podem ser feitas nos par√Ęmetros internacionais e se forem medidas e comprovadas a falta ou excesso de subst√Ęncia.

E para essa medição não vale o famoso teste do cabelo, que todo ortomolecular pede. Este só funciona em caso de intoxicação ou contaminação por metais tóxicos. Fora isso não funciona e está proibido de ser usado.

Alguns trechos interessantes da resolução (leia aqui na íntegra):

  • Art. 8¬ļ A remo√ß√£o de minerais, quando em excesso, ou de minerais t√≥xicos, agrot√≥xicos, pesticidas ou aditivos alimentares se far√° de acordo com os seguintes princ√≠pios:
  • I) O excesso de cada subst√Ęncia t√≥xica dever√° ser considerado isoladamente;
  • II) Exist√™ncia, na literatura m√©dica, de fundamenta√ß√£o bioqu√≠mica e fisiol√≥gica sobre o efeito delet√©rio do excesso da subst√Ęncia t√≥xica considerada, bem como de dados que comprovem a possibilidade de corre√ß√£o efetiva por meio da remo√ß√£o proposta;
  • III) Al√©m da melhoria dos par√Ęmetros laboratoriais, dever√° haver comprova√ß√£o cient√≠fica de utilidade cl√≠nica;
  • IV) O valor terap√™utico da remo√ß√£o de determinada subst√Ęncia t√≥xica dever√° ser avaliado para cada tipo de dist√ļrbio.
  • Art. 9¬ļ S√£o destitu√≠dos de comprova√ß√£o cient√≠fica suficiente quanto ao benef√≠cio para o ser humano sadio ou doente, e por essa raz√£o t√™m vedados o uso e divulga√ß√£o no exerc√≠cio da Medicina, os seguintes procedimentos da pr√°tica ortomolecular e biomolecular, diagn√≥sticos ou terap√™uticos, que empregam:
  • I) Para a preven√ß√£o prim√°ria e secund√°ria, doses de vitaminas, prote√≠nas, sais minerais e lip√≠dios que n√£o respeitem os limites de seguran√ßa (megadoses), de acordo com as normas nacionais e internacionais e os crit√©rios adotados no art. 5¬ļ;
  • II) EDTA (√°cido etilenodiaminotetrac√©tico) para remo√ß√£o de metais t√≥xicos fora do contexto das intoxica√ß√Ķes agudas e cr√īnicas;
  • III) O EDTA e a proca√≠na como terapia antienvelhecimento, antic√Ęncer, antiarteriosclerose ou voltadas para patologias cr√īnicas degenerativas;
  • IV) An√°lise do tecido capilar fora do contexto do diagn√≥stico de contamina√ß√£o e/ou intoxica√ß√£o por metais t√≥xicos;
  • V) Antioxidantes para melhorar o progn√≥stico de pacientes com doen√ßas agudas, observadas as situa√ß√Ķes expressas no art. 5¬ļ;
  • VI) Antioxidantes que interfiram no mecanismo de a√ß√£o da quimioterapia e da radioterapia no tratamento de pacientes com c√Ęncer;
  • VII) Quaisquer terapias antienvelhecimento, antic√Ęncer, antiarteriosclerose ou voltadas para doen√ßas cr√īnicas degenerativas, exceto nas situa√ß√Ķes de defici√™ncias diagnosticadas cuja reposi√ß√£o mostra evid√™ncias de benef√≠cios cientificamente comprovados.

GiovannaAntonelli.jpg

Chiques, famosas e “ortomoleculadas”

V√°rias destas pr√°ticas, agora proibidas, vem sendo feitas e divulgadas a muito tempo. Como acontece com Giovanna Antonelli, uma das estrelas da Novela das Oito “Viver a Vida” (por ser uma entidade, “Novela das Oito” deve ser escrita em mai√ļsculas, por respeito a sua divindade) . √Č o que diz sua terapeuta numa reportagem de dietas dos Famosos (tamb√©m com F mai√ļsculo por se tratar de divindade): “Giovanna Antonelli chegou ao consult√≥rio querendo emagrecer. Uma das provid√™ncias foi prescrever doses extras de minerais que baixassem sua vontade louca de comer doce na fase pr√©-menstrual”. Hum… mas sem medir nada pra ver se tava faltando mesmo? 

samara_felippo.jpgO fato √© que resolve mesmo. Pelo menos pra emagrecer. Afinal a Global (G mai√ļsculo) chega no consult√≥rio querendo perder 8kg pra ser a pr√≥xima capa da Playboy e a terapia molecular, com todo seu conhecimento, receita o que? Ou√ßa nas palavras de Samara Fellipo: “N√£o precisei passar fome e sequei 8 quilos em dois meses, reduzindo carboidrato e cortando doce e fritura”. Isso n√£o √© terapia ortomolecular Samara, √© COMER DIREITO, DIETA, e todo mundo sabe como funciona!

Quem tiver dados REAIS de reposição de nutrientes usadas nessas terapias, pode me mandar.

N√£o apela, Folha

Agora, esta notícia da Folha resumindo a resolução está muito ruim e errada.

Diz que a resolu√ß√£o confirma a aus√™ncia de comprova√ß√£o cient√≠fica da pr√°tica, o que n√£o √© verdade. Ela regulamenta, ou seja, algumas pr√°ticas est√£o autorizadas e outras n√£o. E afirmar “Entre os preju√≠zos est√£o o aumento do risco de c√Ęncer”, √© senssacionalismo, j√° que n√£o √© exatamente isto que a resolu√ß√£o fala, como voc√™ p√īde ler acima.

E outra, a Folha definiu as pr√°ticas ortomoleculares e biomoleculares com o que estava escrito na resolu√ß√£o. Custava dar um “google” pra aprofundar pelo menos um palmo?