SUS torra R$ 7 milhões em placebo

Ou, para ser exato, R$ 6.998.249,00. Esse é o valor aplicado pelo Sistema Único de Saúde, em 2008, em homeopatia, acupuntura e moxabustão (que eu não sabia, mas é o aquecimento dos pontos de acupuntura). E ei, isto não é uma denúncia exclusiva: o Ministério da Saúde é que está alardeando os números, com indisfarçado orgulho.
Tá, R$ 7 milhões não é tanto assim (só consertar a lambança do Enem custou pelo menos cinco vezes isso), mas com esse dinheiro dava para comprar 27 milhões de seringas descartáveis para aplicação de insulina.
Só para lembrar, em meados de 2009, um posto de saúde de Vitória (ES) passou a recomendar aos diabéticos que reutilizassem suas seringas, porque o material estava em falta.
Imagino que o gasto de dinheiro público nessa placebagem toda tenha algum efeito positivo (além do efeito placebo propriamente dito) na medida em que ela mantém as pessoas visitando o médico, evitando carne vermelha, comendo verduras, fazendo atividade física e evitado estresse excessivo.
Mas a desonestidade intelectual embutida nesse negócio de “Práticas Integrativas e Complementares” (isso é “Medicina Alternativa” em burocratês) é algo que clama aos céus.

Discussão - 12 comentários

  1. Wendell disse:

    Investimentos em acupuntura e homeopatia, verbas para Fundações Espírito-Meteorológicas… Estamos cada vez melhores. Só ganha da gente a África do Sul, cujo Ministro da Saúde receitava açúcar e sal para combater a AIDS.

  2. Rafael |RNAm| disse:

    Pior é saber q o ministério q mais tem dinheiro no orçamento 2010 é o do turismo!
    Saúde e educação, deixa pra lá…

  3. Igor Santos disse:

    Práticas Integrativas, Complementares e Alternativas.
    Existe acrônimo mais apropriado neste mundo?

  4. sombriks disse:

    dinheiro gasto com P.I.C.A., o.0

  5. Adrina disse:

    Não destinaram nada pra prática de meditação, ioga e reiki?

  6. Jorge Oliveira disse:

    Tenho 55 anos e para mim as receitas homeopáticas fazem muito melhor efeito que os remédios tradicionais dos caros laboratórios que combatem sem trégua as medicinas ditas alternativas.
    Mas apesar de preferir a homeopatia, também acho insuficiente as verbas públicas para a medicina tradicional… apenas defendo que se mantenha os investimentos para aquelas práticas também.
    O que não é saudável é adotar a atitude dos criacionistas, por exemplo, que não enchergam as evidências evolucionistas porque simplesmente as ignoram, como é comum fazerem nos casos dos tratamentos homeopaticos, acumpuntura, combustão, quiropraxia… o que seja milenarmente conhecido e aplicado.
    A comparação com o uso de placebos é ignorante ou então maldosa. Placebo é muito diferente de técnicas alternativas, pois é qqr substância inerte usada na medicina tradicional como beijinho prá sarar…
    A tudo isto você pode ser contra, mas há milhares que preferem isto aos ANTI-BIOticos detonadores de organismos !

  7. Jorge Oliveira disse:

    … a observação sobre a verba para o turismo ser maior que para a saúde talvez explique o protesto contra a medicina alternativa, mas no âmbito exclusivo da medicina e da saúde acho tudo necessário e insuficiente.
    A preocupação com a saúde mental e práticas de meditação e ioga também é pertinente, pois são mesmo recomendáveis.
    Já a chula persepção do acrônimo não intencional achei, no sentido intelectual, um tanto baixo.

  8. Flávio Furtado de Farias disse:

    .Incrível uma matéria tão mal embasada em um blog que se diz de ciência. Placebo é esta postagem no scienceblog… enfim, triste.

  9. MHL disse:

    Homeopatia financida com verba publica eh um nojo. Bem coisa desse Min. da Saude PTista !

  10. Alan disse:

    Depois do dinheiro pra “P.I.C.A.”, e do “ANTI-BIO’ticos'”, é de se imaginar porque a saúde pública está f#dida.
    =/

  11. Lucas disse:

    Por volta de 10 anos atrás fizeram uma metanálise no New England Journal of Medicine que comprovou que homeopatia não superava os efeitos do placebo. O editorial foi muito engraçado, pois afirmava que o resultado não era surpreendente, o que realmente surpreendia era como pessoas em pleno século XXI ainda poderiam acreditar em algo diferente. Sinceramente, o mais absurdo para mim é que nos postos de saúde os médicos homeopatas têm uma hora para realizar a consulta, enquanto os médicos “tradicionais” têm 15 minutos. É uma distorção bizarra, no mínimo, mas, apesar de tudo, não podemos esquecer o que muitos pacientes precisam é o acolhimento, a conversa. Essa é a vantagem da homeopatia praticada no SUS.
    Agora, em relação a acunpuntura… É uma técnica comprovada e é praticada nos melhores hospitais escola do país. Dê uma olhada.

  12. Igor Santos disse:

    Jorge Oliveira, você está seriamente confundindo as coisas.
    Essa abordagem criacionista a qual você se refere é exatamente a que você cultiva, ao achar que antibióticos fazem mal por conterem o prefixo “anti” e o radical “bio”, fazendo da sua interpretação de tal palavra algo mais chulo do que qualquer acrônimo pronto que eu possa notar.
    Se homeopatia lhe faz mais bem que tratamentos convencionais é porque felizmente você não sofre de mal algum e está apenas colecionando os efeitos colaterais do remédios farmacêuticos, já que o homeopáticos não têm efeitos, colaterais ou diretos.
    E quanto a evidências, nós temos bastante.
    Não falta de evidência, como os negadores científicos tanto vomitam, mas evidência de falta de eficácia de tratamentos como homeopatia e moxabustão.
    Acupuntura não pode existir pois é completamente baseada em preceitos (a existência de meridianos) cuja existência já foi absolutamente provada falsa, logo também não existe. Enfiar agulhas aleatoriamente não é acupuntura.
    Da mesma forma, quiroprática sem subluxação (outra alegação refutada com base em provas) é apenas uma massagem incômoda e potencialmente perigosa.
    E você tem razão quanto à comparação com placebos ser maldosa. Placebos são produzidos para não fazerem mal algum ao paciente.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM