Nano-agricultura para tomates

Quer fazer sucesso? Seja o pioneiro em alguma área da nanotecnologia e rapidamente use novos termos para denominar o que encontrou, não esquecendo de começar com ´nano´.
Esta é a tentativa feita pelo artigo:
ResearchBlogging.org
Khodakovskaya, M., Dervishi, E., Mahmood, M., Xu, Y., Li, Z., Watanabe, F., & Biris, A. (2009). Carbon Nanotubes Are Able To Penetrate Plant Seed Coat and Dramatically Affect Seed Germination and Plant Growth ACS Nano DOI: 10.1021/nn900887m
Já saem disparando que estão na onda da nano-agricultura. É provável que não sejam eles os pais do termo, mas usam como se estivessem entre os desbravadores.
O artigo impressiona por apresentar uma bela foto de uma comparação entre tomates plantados em um meio sem e com (10 ug/ml e 40ug/ml) nanotubos de carbono.
tomates cultivados nanotubos carbono
É visualmente claro que a presença dos nanotubos de carbono ajudaram no desenvolvimento dos tomateiros.
E aqui entra a tradicional ideia que é útil neste tipo de situação: “Alegações extraordinárias exigem evidências extraordinárias” Carl Sagan
Verifiquei o artigo e não encontrei indícios claros de existir repetições criteriosas feitas para garantir a veracidade do efeito da adição de nanotubos de carbono. No final do artigo os autores se protegem de críticas alegando que o efeito pode variar conforme as condições experimentais. Deixaram aberta uma porta para usar a defesa: “mas vocês não fizeram exatamente como nós”.
A justificativa para o sucesso dos nanotubos foi a de que eles poderiam agir como facilitadores do transporte de água para dentro da semente, apressando assim o processo de germinação e crescimento da planta. Mas sem dar detalhes de como isto poderia ocorrer.
Na Figura 5C do artigo, os autores tentam mostrar a presença de nanotubos de carbono nas raízes de uma muda de tomate de 25 dias.
nanotubo-raiz tomateiro
Eu não consigo ver nenhum nanotubo, alguém consegue?
Enviei ontem um e-mail para a equipe de pesquisadores e estou aguardando as informações sobre possíveis repetições e demais condições de controle eventualmente utilizadas e não detalhadas no artigo. Vamos aguardar a resposta.

Tributo musical a Carl Sagan

John Boswell criou um belo tributo musical para homenagear Carl Sagan. Com recortes de partes das série Cosmos, de Carl Sagan e Stephen Hawking’s Universe, ele conseguiu criar uma curiosa música.

Acompanhe a letra:
[Sagan]
If you wish to make an apple pie from scratch
You must first invent the universe
Space is filled with a network of wormholes
You might emerge somewhere else in space
Some when-else in time
The sky calls to us
If we do not destroy ourselves
We will one day venture to the stars
A still more glorious dawn awaits
Not a sunrise, but a galaxy rise
A morning filled with 400 billion suns
The rising of the milky way
The Cosmos is full beyond measure of elegant truths
Of exquisite interrelationships
Of the awesome machinery of nature
I believe our future depends powerfully
On how well we understand this cosmos
In which we float like a mote of dust
In the morning sky
But the brain does much more than just recollect
It inter-compares, it synthesizes, it analyzes
it generates abstractions
The simplest thought like the concept of the number one
Has an elaborate logical underpinning
The brain has it’s own language
For testing the structure and consistency of the world
[Hawking]
For thousands of years
People have wondered about the universe
Did it stretch out forever
Or was there a limit
From the big bang to black holes
From dark matter to a possible big crunch
Our image of the universe today
Is full of strange sounding ideas
[Sagan}
How lucky we are to live in this time
The first moment in human history
When we are in fact visiting other worlds
The surface of the earth is the shore of the cosmic ocean
Recently we’ve waded a little way out
And the water seems inviting

Categorias

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM