Despersonalização e desrealização: Quando o real parece irreal (vídeo)

93_thumb_despersonalizacao

Você já se sentiu como se estivesse em um sonho, mas na verdade soubesse que não estava? Pessoas que vivenciam a despersonalização ou a desrealização sentem como se elas próprias ou o ambiente à sua volta não fossem reais ou tão vívidos quanto geralmente eram. Apesar de ser um tipo de experiência difícil de descrever, a maioria das pessoas já viveu ou irá viver esse tipo de experiência. No vídeo de hoje, falaremos sobre essas experiências e sobre o transtorno de despersonalização / desrealização! Você pode ver o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

[youtube_sc url=”https://youtu.be/DCa968Cb1D8″]

No v√≠deo de hoje, fizemos algumas refer√™ncias culturais. Primeiro usamos o C3PO de Star Wars para ilustrar metaforicamente algumas das descri√ß√Ķes que pessoas que vivenciam a despersonaliza√ß√£o muitas vezes relatam. Em um dos filmes, o C3PO tem o olho arrancado por um monstrinho que no primeiro quadro do nosso v√≠deo est√° indo atacar o C3PO (aqui voc√™ pode ver um trecho do filme que mostra o rob√ī e o monstrinho, mas n√£o √© um v√≠deo da cena original, o di√°logo entre os personagens √© de um outro filme). Tamb√©m fizemos men√ß√Ķes ao v√≠deo viral no Youtube¬†David After Dentist, que se voc√™ ainda n√£o viu n√≥s recomendamos que voc√™ comece a usar a internet e assistir v√≠deos nela (brincadeira :])! Tamb√©m fizemos men√ß√£o ao Neo do filme Matrix. A ideia no quadro era fazer o Neo ter que responder pro David se aquilo era a vida real… uma pergunta meio complicada pra se fazer pro salvador da humanidade que descobriu que a realidade n√£o passa de uma simula√ß√£o computacional ( :/ ). Tamb√©m fizemos uma men√ß√£o √† raposinha sapeca, que sempre vive umas experi√™ncias diferentes¬†por causa de umas subst√Ęncias que ela toma.

referências recomendadas

Nossa principal referência para esse vídeo, assim como boa parte dos nossos vídeos sobre transtornos psiquiátricos, foi o DSM. Ele é a principal referência acadêmica na psiquiatria. Também vale a pena conferir os artigos científicos, as matérias e algumas páginas especializadas que selecionamos nos links a seguir (link, link, link, link, link, link, link).