Como surgiu a linguagem humana? (vídeo)

246_thumb_evo_linguagem

Como será que os seres humanos começaram a se comunicar por meio de uma linguagem? Será que antes usávamos gestos ou uma forma mais simples de sons que foram se complexificando? Hoje falaremos um pouco sobre a evolução da linguagem! Você pode ver o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

[youtube_sc url=”https://youtu.be/CqYH-CTfPqU”]

Aqui vai um trecho do começo do vídeo: A linguagem humana é complexa de um jeito único quando comparada a outros seres vivos, embora muitos seres consigam se comunicar. Certas espécies de papagaios conseguem imitar sons humanos e alguns golfinhos parecem usar sons para caçar ou interagir com outros golfinhos. Alguns primatas já foram até capazes de aprender gestos de língua de sinais com a ajuda de humanos e de usá-los para se comunicar. Embora essa comunicação animal seja simbólica porque usa sons para se referir a objetos, eventos ou ações, ela é bem limitada. Animais não-humanos usam esses sons e gestos para avisar os outros sobre coisas práticas, mas não para fazer trocas complexas de informação como quando você encontra com um amigo e bota todas as fofocas em dia. Essa comunicação não costuma ser tão criativa ou propiciar a geração de uma quantidade muito grande de variações como é o nosso caso. Via de regra, essa comunicação se restringe a ações repetitivas com algum objetivo prático, tal como alertar sobre uma ameaça ou atrair um parceiro.

Referências recomendadas

Se você se interessa pela evolução da linguagem, dá uma olhada nos links que vou disponibilizar a seguir. Eles vão tratar de diferentes aspectos ligados à linguagem, evolução, biologia e linguística, te dando um bom panorama das questões mais centrais dentro desse tema mais amplo da evolução da linguagem. É claro que também recomendamos o livro que vai ser sorteado, leia a descrição do vídeo no YouTube para entender as regras do sorteio e participar: link, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link.

Por que as pessoas se importam com a opinião dos outros? (vídeo)

245_thumb_reputação

Você já se sentiu mal depois de ouvir uma crítica de alguém ou se sentir ignorado nas redes sociais? Hoje vamos falar sobre como o passsado evolutivo da nossa espécie e as circunstâncias atuais em diferentes culturas podem te ajudar a entender porque essas coisas são tão desconfortáveis para tanta gente. Você pode ver o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

[youtube_sc url=”https://youtu.be/tp-H1i_nOak”]

A reputação funciona como um sinal que informa as outras pessoas sobre a propensão de alguém agir de uma certa forma. Hoje vamos falar especificamente da reputação enquanto um sinal de que uma pesssoa é cooperativa e tende a retribuir as ajudas que recebe. Nesse sentido, a reputação costuma ser fundamental para a harmonia e a estabilidade de um grupo, já que tende a incentivar a cooperação entre os membros e a reduzir comportamentos egoístas de aproveitadores ou trapaceiros. Ao que tudo indica, essa preocupação com a própria reputação e a dos outros é uma herança que herdamos da vida em grupo que os primeiros humanos caçadores-coletores levavam. Durante cerca de 95% da existência da nossa espécie, nós vivemos como grupos de caçadores-coletores. As pessoas que vivem em grupos assim são altamente dependentes da cooperação entre os membros para conseguir sobreviver e se reproduzir.

Referências recomendadas

Consulte a seguir diferentes materiais discutindo reputação, cooperação, evolução e trapaceiros: link, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link.

 

O agridoce sabor da vingança (vídeo)

223_thumb_vingança

“A vingança nunca é plena, mata a alma e envenena” já diria o célebre pensador, Seu Madruga. Afinal de contas, será que a vingança nos traz o que esperamos? E por que sentimos o impulso de nos vingar em primeiro lugar? Você pode ver o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

[youtube_sc url=”https://youtu.be/6Vpr_bmKzFk”]

Referências recomendadas

Aqui vão alguns ótimos materiais para consultar sobre a vingança: link, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, link.

Monogamia (vídeo)

211_thumb_monogamia

O que é monogamia? Quão comum ela é entre os seres vivos? O ser humano tende a ser mais monogâmico mesmo? Saiba disso e de mais algumas outras coisas no vídeo de hoje! Você pode ver o vídeo abaixo ou clicando aqui.

[youtube_sc url=”https://youtu.be/UcHNpbGbZfU”]

Referências recomendadas

Aqui vão alguns materiais de referência para quem quiser se aprofundar no assunto do vídeo de hoje: link, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, link, linklink.

 

Beleza (vídeo)

204_thumb_beleza

O que vemos de bonito em uma pessoa? O que te impulsiona a dar um like em algumas pessoas no Tinder, mas não nas outras? Claro que você pode adotar a estratégia “kamikaze” e sair dando like em todo mundo, mas alguns rostos te atraem mais do que outros, né? Descubra um pouco do que está por detrás disso no vídeo de hoje! Veja o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

[youtube_sc url=”https://youtu.be/NxVSY59xhp4″]

Referências recomendadas

Hoje tem muuuuuuuita referência para vocês se deliciarem, aqui vai: link, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, link, link, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, link.

Amor (vídeo)

100_thumb_amor

Poetas e músicos têm falado sobre o amor durante séculos, mas foi só mais recentemente que cientistas começaram a “ter uma quedinha” pelo amor também. No vídeo de hoje, vamos falar um pouco sobre a ciência do amor e o que ela tem a nos ensinar sobre a parte boa (e a parte ruim) dessa experiência! Você pode ver o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

[youtube_sc url=”https://youtu.be/Y_hyuGHogCE”]

Hoje a principal referência cultural do vídeo foi Titanic, claro! Jack e Rose ficaram xonadassos um pelo outro e deram um bom exemplo das coisas meio assustadoras que as pessoas fazem por causa do amor passional! Também fizemos menção ao rei Bob Marley e no final à The Walking Dead (brincadeira, não foi essa a intenção não, mas a pessoa no final está tão apaixonada que até ficou parecendo um zumbi mesmo).

Referências recomendadas

Um dos principais trabalhos que usamos como base para elaborar o roteiro foi o capítulo de um handbook sobre relacionamentos. Um “handbook” é um tipo de trabalho acadêmico que visa compilar os últimos avanços em uma área de pesquisa, avaliar criticamente o estado da área e apontar as direções futuras que as próximas pesquisas deveriam seguir. Então é um tipo de trabalho que visa sintetizar de forma sistemática (e geralmente BEM DENSA) a produção científica sobre o assunto e ele é geralmente escrito por alguns dos principais pesquisadores ativos na área (os autores do capítulo que usamos são sem sombra de dúvidas até atualmente alguns dos mais importantes pesquisadores do assunto por sinal). A seguir, vou colocar a referência do capítulo: 

Aron A.; Fisher H.; & Strong G. (2006). Romantic love. In Vangelisti A., Perlman D. (Eds.), Cambridge handbook of personal relationships (pp. 595-614). Cambridge: Cambridge University Press.

Se você quer conhecer as outras fontes nas quais nos baseamos também para elaborar o roteiro do vídeo, assim como ter acesso a materiais complementares sobre o assunto que abordam questões que ainda não abordaremos diretamente no vídeo de hoje, dá uma olhada nos links a seguir: link, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link.

O maior espetáculo da Terra (vídeo)

46_teaser_evolução

Um dos espetáculos mais impressionantes na Terra explica a origem de todas as formas de vida conhecidas no nosso planeta. O nome dele é evolução biológica, e é disto que falaremos no vídeo de hoje! Veja o vídeo abaixo (ou clicando aqui).

[youtube_sc url=”https://youtu.be/dplHbLn0EDQ”]

Referências recomendadas

Se você dar uma olhada na internet, vai encontrar coisa pra CARAMBA sobre a evolução. Nós vamos indicar só algumas fontes boas, mas recomendamos você fuçar bem na internet.

A primeira dica é a do livro do Richard Dawkins O Maior Espetáculo da Terra publicado pela Companhia das Letras, que foi uma grande inspiração para o vídeo, tanto para o título quanto para o conteúdo. Dawkins apresenta no livro um resumo das principais evidências que corroboram a evolução de uma maneira sempre muito clara e objetiva.

A segunda dica também é um livro do Dawkins chamado A Grande História da Evolução, um livro também publicado no Brasil pela Companhia das Letras que descreve a história evolutiva que liga o primeiro ancestral comum de todos os seres vivos a nós, seres humanos.

Quanto a vídeos sobre evolução, recomendamos esse aqui do Canal do Pirula, esse aqui do canal Nerdologia,  esse aqui do canal In a Nutshell – Kurzgesagt, esse aqui do canal MinutePhysics, esse aqui do canal ASAP science e esse aqui do canal SciShow.

 

 

O que são emoções? (vídeo)

17_teaser emoções

O que são emoções? Para que servem as emoções? Veja hoje no Minutos Psíquicos um pouco sobre a psicologia das emoções! Veja o vídeo abaixo, (ou aqui).

[youtube_sc url=”http://youtu.be/GyFQj64amhY”]

Agradeço especialmente o Hugo Rodrigues, um aluno de doutorado especialista em emoções que escreveu comigo o roteiro do vídeo! Ainda falaremos mais sobre esse assunto, aguardem!

Referências recomendadas

Ekman, P. (2007). Emotions revealed: Recognizing faces and feelings to improve communication and emotional life. Nova York: Holt.

Esse é um livro de divulgação científica escrito por aquele que pode ser considerado um dos maiores, se não o maior, pesquisadores sobre o assunto. O psicólogo Paul Ekman foi pioneiro no estudo da expressão das emoções e hoje é uma referência mundial no assunto.

Lewis, M., Haviland-Jones, J. M., & Barrett, L. F. (2008). Handbook Of emotions. Nova York: Guilford Press.

Esse é um dos trabalhos acadêmicos mais completos sobre emoções. Trata-se de um handbook sobre emoções. Esse é um tipo de publicação no qual alguns dos principais pesquisadores de uma área (normalmente de um a quatro pesquisadores) se juntam para organizar uma compilação densa e volumosa das pesquisas mais relevantes na área, convidando os pesquisadores mais ativos e importantes de cada linha de pesquisa sobre o tema para escrever um capítulo do handbook. É uma obra, portanto, que sintetiza o conhecimento produzido sobre um assunto até aquele momento.

Schachter, S., & Singer, J. E. (1962). Cognitive, social and physiological determinantes of emotional states. Psychological Review, 69, 379-399.

Esse é o trabalho que descrevemos no vídeo sobre como as pessoas percebiam a emoção que estavam sentindo depois de tomar uma dose de adrenalina na presença de outra pessoa.

Os perigos da solidão (vídeo)

logo miutos psiquicos_2

Mais um vídeo do canal Minutos Psíquicos está no ar! Essa semana, o vídeo explora os perigos envolvidos na solidão e porque ela pode nos afetar de uma maneira muito mais profunda do que imaginamos. Se gostar, curta e compartilhe o vídeo por ai!

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=iEmR_Ez1dVE”]

Referências:

Cacioppo, J. T., Hawkley, L. C., Norman, G. J., & Berntson, G. G. (2011). Social isolation. Annals of the New York Academy of Sciences, 1231, 17–22. doi:10.1111/j.1749-6632.2011.06028.x

Nesse trabalho, um dos maiores estudiosos da solidão e da neurociência social, o psicólogo social John T. Cacioppo revisa os principais achados sobre a pesquisa da solidão.

Cacioppo, J. T., & Patrick, W. (2011). Solidão: A natureza humana e a necessidade de vínculo social. Rio de Janeiro: Record.

Nesse livro traduzido para o Português, John Cacioppo descreve de maneira descomplicada o que a pesquisa sobre a solidão tem revelado sobre o ser humano e sobre algumas das nossas motivações básicas.

O novo inconsciente na psicologia – Resenha do livro “Subliminar: Como o inconsciente influencia nossas vidas”

2014-03-11 21.12.28Muitas coisas acontecem bem na nossa frente sem que tenhamos consciência. Isso acontece porque existe muito mais informação no nosso ambiente do que nossa mente é capaz de captar e perceber conscientemente. Mas quando se trata das nossas próprias ações, é claro que temos consciência do que estamos fazendo e das razões pelas quais estamos realizando uma ação, certo? Bom… nem sempre, pois também podemos operar “no piloto automático”, mesmo quando realizamos ações complexas, como dirigir de volta para casa, por exemplo.

O livro Subliminar: Como o inconsciente influencia nossas vidas descreve como o inconsciente influencia as nossas ações e pensamentos, para o bem e para o mal. “Uau, alguém falando de psicanálise nesse blog, finalmente hein féra!” CALMA, muita calma! Não é o inconsciente do qual Freud falava. A nova concepção de inconsciente na psicologia e na neurociência, também explorada no livro Rápido e devagar: Duas formas de pensar, de Daniel Kahneman, é que captamos e usamos informações do ambiente basicamente de duas maneiras: de uma maneira mais automática e inconsciente ou de uma maneira mais controlada e consciente. Quando nossa “mente inconsciente” está no comando, ela preenche lacunas no nosso conhecimento e usa alguns truques bacanas para guiar nossas ações sem que a gente perceba, permitindo-nos assim realizar feitos incríveis, considerando a pouquíssima quantidade de esforço exigida (mas, infelizmente, também pode nos levar a erros igualmente “incríveis” e indesejáveis).

Continue lendo…

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM