Reflex√Ķes Ps√≠quicas #6 Casa

98_thumb_personalidade_casa

O planeta Terra √© a nossa casa. Sabemos muitas coisas atualmente sobre ela e sobre o seu lugar no universo. Esse conhecimento foi fruto do esfor√ßo de pessoas que acharam que as suas pr√≥prias intui√ß√Ķes e o senso comum n√£o eram o suficiente. Pessoas com uma inquieta√ß√£o na cabe√ßa e uma grande vontade de entender como as coisas realmente funcionam.

“Reflex√Ķes Ps√≠quicas” √© uma s√©rie de v√≠deos que visa instigar a reflex√£o sobre assuntos que abordamos no canal e tamb√©m explorar a sabedoria que podemos extrair da ci√™ncia para nossas vidas. A ideia dessa s√©rie foi inspirada no formato tamb√©m usado na s√©rie Sagan (que n√≥s j√° at√© divulgamos na nossa p√°gina do Facebook). Gostaram do sexto epis√≥dio? D√™ a sua opini√£o nos coment√°rios pra gente saber ūüėČ

Você pode ver o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

[youtube_sc url=”https://youtu.be/ZdaJCNIdFiA”]

Referências recomendadas

Voc√™ vai poder acessar muitas das informa√ß√Ķes que citamos no v√≠deo e v√°rias outras por meio dos links a seguir, que incluem informa√ß√Ķes acerca do comportamento e da hist√≥ria da Terra (entre os links est√° o de um √≥timo document√°rio do Neil Degrasse Tyson, recomendo fortemente!): link, link, link, link, link, link, link.

Reflex√Ķes Ps√≠quicas #5 Vida (v√≠deo)

91_thumb_vida

Ser√° que existe vida fora da Terra? Ser√° que algum dia saberemos o qu√£o realmente abundante ou rara √© a vida no universo? “Reflex√Ķes Ps√≠quicas” √© uma s√©rie de v√≠deos que visa instigar a reflex√£o sobre assuntos que abordamos no canal e tamb√©m explorar a sabedoria que podemos extrair da ci√™ncia para nossas vidas.

A ideia dessa série foi inspirada no formato também usado na série Sagan (que nós já até divulgamos na nossa página do Facebook). Gostaram do quinto episódio? Dê a sua opinião nos comentários pra gente saber! Você pode ver o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

[youtube_sc url=”https://youtu.be/WFWDYoBMaEQ”]

Recomenda√ß√Ķes indicadas

Primeiramente, aqui v√£o alguns links sobre as gal√°xias existentes no universo (link, link, link). Sobre a possibilidade de vida fora da Terra, eis aqui alguns links relevantes (link, link, link). Veja tamb√©m esses links descrevendo melhor a expans√£o do universo e como essa descoberta foi feita, al√©m de tamb√©m descrever como descobrimos¬†que o universo est√° se expandindo em uma acelera√ß√£o mais r√°pida do que imagin√°vamos at√© pouco tempo (link, link, link, link). Esse aqui √© um gr√°fico mostrando visualmente o poder das bombas at√īmicas. Sobre a vida no planeta Terra, veja esses links (link, link). Tem muita coisa na internet sobre todos esses assuntos que abordamos, os links que colocamos aqui s√£o s√≥ algumas indica√ß√Ķes iniciais e resumidas, mas te incentivamos fortemente a sair por ai fu√ßando que voc√™s v√£o encontrar coisas muito legais sobre cada um dos temas!

A ci√™ncia requer frustra√ß√Ķes

Uma comparação entre o planeta Terra (Earth) e o Sol


A ci√™ncia sempre foi um empreendimento audacioso. Ao olhar para as estrelas que costumam ser vis√≠veis em uma noite escura, n√£o sentimos que estamos rodopiando ao redor de uma enorme “bola” de plasma quente (o sol) a aproximadamente 150 milh√Ķes de quil√īmetros de dist√Ęncia de n√≥s, orbitando esta bola de plasma a uma velocidade de aproximadamente 107.000 quil√īmetros por hora e tamb√©m n√£o parece que as outras estrelas que observamos no c√©u s√£o maiores do que o nosso planeta. Da perspectiva terr√°quea, estas estrelas parecem apenas pequenos pontinhos brilhantes no c√©u – n√£o h√° porque pensar que alguns destes pontinhos s√£o estrelas monumentais. Simplesmente n√£o parece.

Descobrir que elas poderiam ser t√£o grandes quanto de fato s√£o foi um feito audacioso de astr√īnomos e f√≠sicos que, ao longo de muitos anos, reuniram conhecimentos que nos permitiram entender melhor o universo no qual vivemos. Entretanto, quase nenhuma das grandes conquistas cient√≠ficas, como as alcan√ßadas pelos astr√īnomos no √ļltimo s√©culo, foram obtidas de maneira trivial. Muito deste conhecimento custou caro.

Continue lendo…

Ninguém Vai Mudar de Signo?!

Uma reportagem entrevistando um astr√≥logo saiu recentemente no portal “Extra Online” da Globo, discutindo sobre a possibilidade de existir um outro signo al√©m dos 12 j√° usados pela astrologia e da mudan√ßa das datas correspondentes a eles, proposta por um grupo de astr√īnomos que restauraram o zod√≠aco babil√īnico e o atualizaram com as mudan√ßas ocorridas desde ent√£o.

Para quem considera exagero criticar a astrologia por essa n√£o ter la grandes pretens√Ķes al√©m das financeiras, vejam que na reportagem √© comentado sobre um “Sindicado de Astr√≥logos do Estado do Rio de Janeiro”, al√©m do astr√≥logo entrevistado dizer que a astrologia “√© uma¬† ci√™ncia com mais de oito mil anos”. Continue lendo…

Astrologia

A astrologia tem grande aceita√ß√£o do p√ļblico em geral, oferecendo formas de auto-conhecimento, possibilidades de prever acontecimentos e de ganhar import√Ęncia no universo. Pode-se dizer que √© comum hoje em dia acreditar em algo assim, mesmo que seus pressupostos mais b√°sicos sejam desprovidas de qualquer evid√™ncia e n√£o sejam coerentes com o conhecimento produzido at√© hoje na f√≠sica e na astronomia em particular.

Uma poss√≠vel explica√ß√£o para o sucesso da astrologia √© que ela oferece uma forma de preencher certas dificuldades inerentes √† condi√ß√£o humana como a inseguran√ßa diante da instabilidade do mundo, assim como o medo e a necessidade de controle das situa√ß√Ķes cotidianas. Mas os mais prov√°veis motivos pelos quais a astrologia tem tanta aceita√ß√£o p√ļblica √© porque ela faz alega√ß√Ķes gen√©ricas o suficiente para que nunca pare√ßam estar erradas; suas alega√ß√Ķes n√£o costumam ter implica√ß√Ķes muito negativas para a vida das pessoas; e seu acesso √© f√°cil e barato.

Al√©m disso, como Carl Sagan descreve em seu livro O Mundo Assombrado pelos Dem√īnios, “as divulga√ß√Ķes escassas e malfeitas da ci√™ncia abandonam nichos ecol√≥gicos que a pseudoci√™ncia preenche com rapidez”. Alcan√ßando mais rapidamente o p√ļblico em geral e fazendo alega√ß√Ķes que naturalmente despertam sentimentos profundos de admira√ß√£o, as pseudoci√™ncias tem seu sucesso garantido na popula√ß√£o. Se a ci√™ncia investisse tanto em divulga√ß√£o quanto a pseudoci√™ncia, talvez a astronomia hoje fosse mais popular que a astrologia.

Continue lendo…