Nada panglossiano

Luto, mármore, 1572

“Se considerarmos a vida objetivamente, é duvidoso que ela seja preferível ao nada. Atrever-me-ia até a dizer que se a reflexão e a experiência pudessem fazer um acordo, elevariam a voz em favor do nada. Se batêssemos nas pedras dos sepulcros e perguntássemos aos mortos se querem ressucitar, moveriam negativamente a cabeça. É esta a opinião de Sócrates na apologia de Platão. O alegre e feliz Voltaire dizia:’Amamos a vida, porém o nada não deixa de ter o seu lado bom’. Em outra parte dizia: ‘Ignoro o que seja a vida eterna, mas esta é um pesado gracejo.'” (A. Schopenhauer). Sem comentários.

Discussão - 13 comentários

  1. Francisco disse:

    Opssss…ceticismo, mas devagar!!

  2. Léo Mariano disse:

    confesso, esse “Nada” me apavora por tudo o que ele possa ser.”morrer…dormi!dormir!…talvez sonhar! sim eis aí a dificuldade”(Hamlet)

  3. AMigo de montaigne disse:

    “Filosofar é aprender a morrer”, disse o meu amigo.

  4. ped paulo disse:

    Não seria tão catastrófico como você, mas está longe de ser uma maravilha esta nossa vida. Também estou de luto pelo ocorrido e não consigo deixar de pensar no sofrimento das pessoas que ficaram, os parentes. Afinal, se entendi direito, o post é disso, não é?

  5. amigo de montaigne disse:

    Ped Paulo, “catastrófico”, se esse for o melhor adjetivo, foi Arthur, não eu!

  6. Anonymous disse:

    Êta país de desgraçados!!!

  7. Anonymous disse:

    “sem comentários”…

  8. Anonymous disse:

    Esses “filósofos” não estão com nada como diria um amigo meu. Que falta de agradecimento a Deus por poder pensar na bobagem de que o nada é melhor que a vida! Sem comentários.

  9. Anonymous disse:

    Não entendi o último comentário… Poderia ser mais claro, por favor?

  10. Anonymous disse:

    querido o Montaigne não cito Cícero quando escreveu esta frase?bê -quase anônima

  11. amigo de montaigne disse:

    Sim, essa frase é de Cícero, que Montaigne usa em seu Ensaio de 1572 intitulado “Que filosofar é aprender a morrer”.

  12. Anonymous disse:

    E o que é que “Deus” tem a ver com a história?

  13. Paulo Lima disse:

    O nada! é quase uma alusão ao todo, afinal o todo, no macro, é o nada em movimento…epa! ic.ic.ic. “qué” um gole amigo?

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM