Vovô Maugham

Victor Hugo, A arte de ser avô

Já escrevi, aqui, que considero W. Somerset Maugham um grande escritor, ainda que inferior a Faulkner. No recesso de final de ano, consegui concluir a leitura de “Confissões” ( The summing up )- eu, que não sou diferente de ninguém, também começo mais que termino a leitura de vários livros -, obra em que o romancista e dramaturgo expõe uma série de observações pessoais sobre vastos e vários aspectos da vida. Imaginei como teria sido bom tê-l0 como avô, ou como um amigo que chega em casa sem avisar e, de pronto, transforma o seu dia burocrático em algo muito mais que isso. Imaginei quão confortadoras seriam as palavras de vovô Maugham após aquela crítica negativa no jornal: “Em minha mocidade, quando minha instintiva opinião sobre um livro diferia da dos críticos, não hesitava em concluir que quem estava errado era eu. (…)Isso foi muito antes de eu haver compreendido que a única coisa que me importava numa obra de arte era o que eu pensava a seu respeito. Adquiri agora certa confiança em meu próprio julgamento, pois tenho notado que o que eu sentia instintivamente quarenta anos atrás sobre os livros que então lia, e que eu não levava em conta por estar em desacordo com a opinião corrente, é agora geralmente aceito”. Faulkner continua em minha biblioteca, com toda a cerimônia exigida para a sua leitura, mas Maugham foi elevado à condição de Irene entrando no céu: não precisa pedir licença…

Discussão - 9 comentários

  1. Paulo Lima disse:

    é isso mesmo. normalmente, o que importa é tradução da obra lida. Quer saber mais: eu acho que foi Irene, a mando de Bandeira, que derrubou a melhor equipe, no final de ano…rsss. Abraço. Paulo Lima

  2. Paulo Lima disse:

    em tempo: o cérebro está mais rápido que os dedos. “é isso mesmo. normalmente, o que importa é a tradução QUE FAZEMOS, da obra lida. abraço

  3. Que blog interessante! Para mim que adoro ler e que as vezes entendo texto pelos olhos dos outros apaixonados por livros, foi uma maravilha.Estarei aqui sempre.Liliane de Paula

  4. luiz damasceno disse:

    Amigo, você preferiria Hugo ou Maugham como vovô?

  5. Paulo, acho que foi alguma tentativa de sabotagem…Abraço!

  6. Pergunta difícil de responder, Luiz. Depois da biografia de Hugo por Max Gallo, acho que os dois (afinal, um paterno e outro materno…)

  7. Anonymous disse:

    AMIGO DE M. , BOM TUDO PARA VOCÊ!VOVÔ MAUGHAM???!!!!BJUSSSSSSSSSSS

  8. Anonymous disse:

    Ei quem é a sua Irene, hein11111

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM