Thanks, Bandeira!

Caros amigos, como devem ter percebido, ultimamente tenho atualizado este blog muito menos do que gostaria. Fruto de intermináveis viagens a trabalho. Sinto-me um despatriado. Escolhi um companheiro de viagem. Ele me faz lembrar que sou brasileiro e que falo português. Grande conforto e refúgio são as páginas de Estrela da vida inteira. Redescobrir a poesia do micrognata Bandeira, nas alturas ou nas cadeiras dos aeroportos, eis meu potente antídoto contra a distância de casa. O poder da poesia é esse. Ou é este: “Vou lançar a teoria do poeta sórdido./ Poeta sórdido:/Aquele em cuja poesia há a marca suja da vida./Vai um sujeito./Sai um sujeito de casa com a roupa de brim branco muito bem engomada, e na primeira/ esquina passa um caminhão, salpica-lhe o paletó ou a calça de uma/ nódoa de lama:/É a vida./O poema deve ser como a nódoa no brim:/Fazer o leitor satisfeito de si dar o desespero./Sei que a poesia é também orvalho./Mas este fica para as menininhas, as estrelas alfas, as virgens cem por cento e as amadas que /envelheceram sem maldade.” (Nova Poética)

Discussão - 6 comentários

  1. Jonas Lopes disse:

    Bandeira é grande. Meu poema favorito dos dele ainda é “A morte absoluta”:Morrer. Morrer de corpo e de alma.Completamente.Morrer sem deixar o triste despojo da carne,A exangue máscara de cera,Cercada de flores,Que apodrecerão – felizes! – num dia,Banhada de lágrimasNascidas menos da saudade do que do espanto da morte.Morrer sem deixar porventura uma alma errante…A caminho do céu?Mas que céu pode satisfazer teu sonho de céu?Morrer sem deixar um sulco, um risco, uma sombra,A lembrança de uma sombraEm nenhum coração, em nenhum pensamento,Em nenhuma epiderme.Morrer tão completamenteQue um dia ao lerem o teu nome num papelPerguntem: “Quem foi?…”Morrer mais completamente ainda,- Sem deixar sequer esse nome.

  2. Tati disse:

    adoro seu modo der ver a coisa, amigo de Montaigne.

  3. Anonymous disse:

    Manuel Bandeira, sempre!!! Amigo, você viu, será ele o homenageado da FLIP- 7edição! Bom para todos e principalmente para quem não tem intimidade com a maravilha que é Manuel Bandeira!abraçosHelena

  4. grandibarrros disse:

    Prezado Amigo, Depois de longas promessas, estou aquiUm abraçoEduardo

  5. Caríssimo Eduardo,seja bem-vindo!

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM