Poucas horas com Van Gogh

Rembrandt, The Holy Family at Night, 1638-40

Van Gogh, The Starry Night, 1889
14. 05. 2009, Amsterdam
O dia está ensolarado. A temperatura, agradável. As charmosas pontes sobre os canais continuam a abrigar suas tantas bicicletas. Flores para todos os lados. Nas placas, muitas vogais. Museu Van Gogh – primeira parada. Além do acervo permanente, visito a exibição temporária “Van Gogh and the colours of the night”. Durante toda a sua vida, o pintor foi fascinado pelas cenas noturnas. A noite era o seu abrigo. Os demônios, para ele, desfilavam sob a luz do sol. O primeiro óleo da exposição é o que mais me fascina. “The Holy Family at night”, de Rembrandt. Sim. Um tributo ao seu ideal de ofício. Van Gogh sempre admirou e estudou as obras de seu conterrâneo e nunca o esqueceu de dizer. Tenho que me apressar. O voo para Riga sai em pouco mais de duas horas. Letônia, próxima parada.

P.S.: Li, há pouco, nota sobre o lançamento de livro sobre o episódio da orelha. Tentativa especulativa de um casal de estudiosos alemães de instaurar a tese definitiva de autoflagelação. Quanto vale uma orelha?

Discussão - 1 comentário

  1. Max disse:

    Van Gogh é demais… Viajar é demais…

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM