Cinza

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=FBKHT5eBIIY]

Faz pouco tempo. As cicatrizes ainda estão visíveis por toda a Alemanha. Berlim, por exemplo, é uma cidade que, por mais ensolarada que esteja, sempre parece gris. No caminho pela Unter den Linden em direção ao portão de Brandemburgo passa-se diante da Universidade Humboldt, que abrigou, dentre outros, nomes como Max Planck, Karl Marx, Schopenhauer, Fichte, Hegel e Heinrich Heine. Em frente ao portão principal dessa renomada instituição universitária está localizada a Bebelplatz. Foi essa praça que serviu de palco para a Bücherverbrennung, em 1933. Queimaram-se, em uma única noite, mais de 25000 livros de autores não alinhados com o “espírito alemão”. Acredito que Heinrich Heine e Goethe foram os maiores estilistas da língua alemã. Heine, judeu assimilado, havia chamado a atenção para o antissemitismo crescente na Europa e na Alemanha já na metade do século XIX. Muito antes da Bücherverbrennung ele havia escrito, premonitoriamente, “onde se queimam livros, queimam-se no final também pessoas”. É necessário que se repita toda vez o que foi o Holocausto – existem figuras eminentes que tentam negá-lo, como todos nós sabemos. Mas a Alemanha mudou. Estive na Filarmônica de Berlim assistindo ao pianista e maestro judeu Vladimir Ashkenazy regendo a oitava sinfonia de Shostakovich. Foi aplaudido em pé pela platéia. Um judeu aplaudido em pé na Alemanha! Qualquer palavra é inútil diante da emoção que senti.

Discussão - 2 comentários

  1. Jonas Lopes disse:

    Shostakovich é grande. Quanto às cicatrizes, nada melhor do que ler WG Sebald.Agora aguardo os relatos de livrarias, museus e, claro, Kurt Masur.abs

  2. Caro Jonas,notícias em breve! Abs.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM