Eu sou o Futuro

Em que era vivemos? Seremos feitos reféns da singularidade tecnológica? Acabo de ler no Estadão de hoje que “o pesquisador Adauto Novaes decidiu montar um ciclo de palestras para discutir as novas configurações do mundo”. Singularidade para os físicos é um universo no qual as leis naturais que conhecemos não valem mais, e nem sequer somos capazes de imaginar esse outro universo (a palavra “singularidade” costuma ser usada para se referir à situação do cosmos no momento imediatamente anterior ao big bang). A criação de um supercomputador equiparará, em 2045, segundo o inventor americano Ray Kurzweil, as inteligências humana e artificial. Viveremos num cenário de Blade Runner, com a organização da sociedade imaginada por Aldous Huxley? Pelo menos teremos a opção de um “Third Life”? Deep Blues vencerão “Kasparovs” numa disputa por emprego? Entraremos para a história como um estágio evolutivo bastante recente – o Homo sapiens -, que deu origem ao Silicon supersapiens? Nada parece fazer sentido. Cada vez mais me sinto como o Cavaleiro Antonius, o enxadrista de Bergman (O Sétimo Selo), que protagoniza o fatídico dialógo com o Futuro, digo, com o monge sombrio: “Quem é você?”, “Eu sou a morte”.

Discussão - 16 comentários

  1. kx disse:

    Esse é um sintoma de niilismo ou um tipo de arrebatamento pelo novo?

  2. amigo de montaigne disse:

    Mais para niilismo do que para arrebatamento pelo novo. Confesso que não sou a pessoa mais pronta a absorver toda a tecnologia que nos cerca, mas a previsão da singularidade tecnológica me deixa angustiado, perdido. E você?

  3. Z� Luiz disse:

    Muito bom o site. Vale a pena ler cada um dos textos. Lendo-o tenho certeza que a internet, apesar da sua imensid�o, n�o tem tantas boas op�es como a princ�pio parece. Por isso, tornar-me-ei ass�duo aqui.Quanto ao texto, creio percorrermos um t�nel escuro, que se chama futuro. H� sa�da, por�m n�o nos � poss�vel enxergar mais do que 5 milhas, quer dizer anos. As previs�es, em sua maioria, falham. Cabe a n�s, creio eu, dosarmos o j� conquistado com o novo, a tecnologia. Afinal, temos realmente op�o? Fugir para floresta ? Construir um bunker? Desesperarmo-nos? A incerteza � um combust�vel para os meus dias. O n�o saber o amanh� ajuda-me a viver o hoje.Abra�os

  4. Anonymous disse:

    silicon supersapiens foi muito boa!!!

  5. Anonymous disse:

    conselheiro vai ter mais dois livros da trilogia de SILÊNCIO DOS INTELECTUAIS, TEM QUE DAR TEMPO ^DE LÊ-LOS.VC ESTÁ NELES?NÃO SE APAVOREM, O DAWKINS É MAIS PAVÃO DO QUE EU!

  6. ped paulo disse:

    Estou aterrorizado com essa perspectiva da singularidade tecnológica. Li a matéria sobre o Adauto também (Mutações). Mas acho que a sensibilidade humana nunca será possível ‘as maquinas, mesmo com tanta nanotecnologia e o diabo.

  7. Anonymous disse:

    PEDPAULO VC VOLTOU AMOR, TRABALHOU MUITO?NÃO SE APAVORE,DAÍ ATÉ A PRÁTICA É UM GRANDE PASSO.BJUSSSSSSSSSSSSSSSSSS

  8. Anonymous disse:

    Amigo de Montaigne, gostaria eu de conversar com a Morte, como também encontramos de forma aflitiva no filme “All that Jazz”, apesar da forma feminina & bela com que ali ela se apresenta? Não sei. Estou cheio de dúvidas. Quem morre quando a gente morre??

  9. Anonymous disse:

    o seu corpo como um todo pede demissão,e morre,pronto e acabou,ainda não .pois, caso vc seja enterrado teremos os restos em decomposição que é chamado de necrochorume,vira tipo um líquido com as cntp seca e enfim ao pó retorna.é necessário ter cuidado com o necrochorumedaí a ter que enterrar direitinho, de modoque havendo chuvas fortes este líquido não vá parar dentro de casa ou msturado aos legumes e verduras.o local do cemitério é decisivo nesta hora,é sérissimo, questão de saúde pública.

  10. Anonymous disse:

    pedpaulo mande um oi como vai para mim.e vc ,mil…bjusssssssssssssssssssssse o filme? tudo de acordo?helenabe_neviani@hotmail.com

  11. Anonymous disse:

    você notou como sou sem identidade?bjusssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss

  12. kx disse:

    Seríamos um obstáculo às mudanças por amarmos demais nossas idéias? Isso é ficar velho…

  13. Amigo de Montaigne disse:

    Kx, colocação perfeita. Veja o “post” acima.Abraço!

  14. kx disse:

    Acho que foi num livro do Bobbio…

  15. Anonymous disse:

    MESTRE CONSELHEIRO,O QUE VC QUIS DIZER COM A FRASE:”OLHE O POST ACIMA” PARA O KX?

  16. Eu sou o futuro.. Amazing 🙂

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM