Feriado com Vinícius de Moraes

O falar empolado, por puro esnobismo ou incapacidade de adequação linguística à situação, me tira do sério (não venham vocês reclamar o uso da ênclise – argh!- após a vírgula. Isso também me tira do sério). Não consigo entender o comportamento de alguns advogados, sempre com um inconveniente “data venia” na ponta da língua. Existem também os delegados: “modus operandi”, “logramos êxito”, dentre outras risíveis expressões. Os médicos então… Falta de Vinícius. Deviam ter lido mais o nosso “poetinha”. Aprendi muito com ele. O Samba da benção, por exemplo:

“Senão é como amar uma mulher só linda; e daí?/Uma mulher tem que ter qualquer coisa além da beleza/Qualquer coisa de triste, qualquer coisa que chora/Qualquer coisa que sente saudade/Um molejo de amor machucado,/Uma beleza que vem da tristeza de se saber mulher,/Feita apenas para amar, para sofrer pelo seu amor/E para ser só perdão”
Outro que deveria ser leitura obrigatória como exemplo de clareza literária é “O haver“, principalmente os versos finais:
“Resta esse diálogo cotidiano com a morte, esse fascínio/Pelo momento a vir, quando, emocionada/Ela virá me abrir a porta como uma velha amante/Sem saber que é a minha mais nova namorada.”
Saravá, Vinícius!

Discussão - 10 comentários

  1. Anonymous disse:

    Data vênia, caro Amigo, mas o uso de tal expressão, além de próprio do meio jurídico, é capaz de transmitir com exatidão o sentido da idéia passada ao outro interlocutor. Deixe-me ir, afinal, a cefaléia, como diriam os médicos, está me consumindo! Grande abraço!

  2. ped paulo disse:

    Salve Vinícius!

  3. Cidadão disse:

    A bênção,amigo de Montaigne.É mais fácil um camelo passar pelo buraco da agulha do que os ditos médicos e advogados deixarem de se comunicar nesse dialeto.

  4. amigo de montaigne disse:

    Falta de Vinícius…

  5. luiz damasceno disse:

    Queria saber quem foi o desavisado que chamou Vinicius de “poetinha”. Ele foi a obra maior da nossa música, literatra e alegria de ser brasileiro.

  6. Theo disse:

    Ô amigo… Que beleza de reflexão!!! Ruminando, ruminando e ABOIANDO os TRENS dessa nossa passagem dentro de Gaia… Sabe, passei o dia de finados disperso em algumas lembranças. Já ouvi falar que gente considerada “inteligente” maldiz o Vinicius – aí fiquei lá debaixo da árvore, olhando aquela carinha boa dele – e pensei “eh, esse mundão, ta é perdido, mesmo”… Ah, lembrei-me também com sua postagem daquela música “Eu, bandoleiro/no meu cavalo alado/na mão direita o laço/nos campos da mente/jogando sementes – e se falasse engano, sonho e fantasia…” Talvez “engano, sonho e fantasia” seja uma boa epígrafe para muitos dos que rascunham a existência, hã?… 1 grande abraço!!

  7. amigo de montaigne disse:

    Caro Theo, certa vez li o Manoel de Barros dizendo que o “poeta deve ser simples sem ser demasiado simples”. Acho que Vinícius achou o tom (sem trocadilho). Existe uma ala da intelectualidade nacional que gosta de citar Eliot, Coleridge, Wordsworth. É certo que são todos grandes poetas, mas isso não deve me proibir de ler e ter prazer em poetas tão simples e diferentes entre si como Vinícius, Manoel de Barros e Carpinejar.Abraço!

  8. Theo disse:

    A tristeza é uma Mulher q não se pinta d+, não se perfuma d+ & nem bebe d+ para nos esperar, hã?… Sabe, tem aquela música do Vinícius que diz que é melhor ser alegre que ser triste & tal… Mas que pra fazer 1 samba com beleza é preciso 1 bocado de tristeza… é isso… a poesia ainda solicita a presença dessa dissonante Companhia. Muitos poetas não teriam sido sem Ela.1 forte abraço!

  9. ped paulo disse:

    Theo,essa música que você citou é o samba da benção!!!!!!

  10. Anonymous disse:

    AMIGO DE M., MUITO BEM !SUA RESPOSTA AO THEO FOI EXCELENTE!PEDPAPULO,TD BEM? ESTAS EDITANDO MUITO?

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM