Estresse (vídeo)

104_thumb_estresse

Você anda muito estressado? Um pouco de estresse pode até ser útil em várias situações, mas, em excesso, ele pode ser um “veneno” para nossas mentes e nossa saúde. No vídeo de hoje, falaremos um pouco sobre o que é e como funciona o estresse, além de como ele pode afetar a saúde, o cérebro e o comportamento das pessoas. Você pode ver o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

[youtube_sc url=”https://youtu.be/KsfR1bIxmQw”]

Referências recomendadas

A seguir, você terá acesso a um conjunto de links que vão te direcionar para sites, páginas especializadas e artigos sobre estresse e assuntos correlatos: link, link, link, link, link, link, link, link, link, link, link, link, link.

Amor (vídeo)

100_thumb_amor

Poetas e músicos têm falado sobre o amor durante séculos, mas foi só mais recentemente que cientistas começaram a “ter uma quedinha” pelo amor também. No vídeo de hoje, vamos falar um pouco sobre a ciência do amor e o que ela tem a nos ensinar sobre a parte boa (e a parte ruim) dessa experiência! Você pode ver o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

[youtube_sc url=”https://youtu.be/Y_hyuGHogCE”]

Hoje a principal referência cultural do vídeo foi Titanic, claro! Jack e Rose ficaram xonadassos um pelo outro e deram um bom exemplo das coisas meio assustadoras que as pessoas fazem por causa do amor passional! Também fizemos menção ao rei Bob Marley e no final à The Walking Dead (brincadeira, não foi essa a intenção não, mas a pessoa no final está tão apaixonada que até ficou parecendo um zumbi mesmo).

Referências recomendadas

Um dos principais trabalhos que usamos como base para elaborar o roteiro foi o capítulo de um handbook sobre relacionamentos. Um “handbook” é um tipo de trabalho acadêmico que visa compilar os últimos avanços em uma área de pesquisa, avaliar criticamente o estado da área e apontar as direções futuras que as próximas pesquisas deveriam seguir. Então é um tipo de trabalho que visa sintetizar de forma sistemática (e geralmente BEM DENSA) a produção científica sobre o assunto e ele é geralmente escrito por alguns dos principais pesquisadores ativos na área (os autores do capítulo que usamos são sem sombra de dúvidas até atualmente alguns dos mais importantes pesquisadores do assunto por sinal). A seguir, vou colocar a referência do capítulo: 

Aron A.; Fisher H.; & Strong G. (2006). Romantic love. In Vangelisti A., Perlman D. (Eds.), Cambridge handbook of personal relationships (pp. 595-614). Cambridge: Cambridge University Press.

Se você quer conhecer as outras fontes nas quais nos baseamos também para elaborar o roteiro do vídeo, assim como ter acesso a materiais complementares sobre o assunto que abordam questões que ainda não abordaremos diretamente no vídeo de hoje, dá uma olhada nos links a seguir: link, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link.

Sofrência: Aquela dor de cotovelo pelo seu Bilu Bilu (vídeo)

94_thumb_sofrencia

Dor de cotovelo… aquela dor que, quando você sente que está acabando, vem o cumpadi Washington e te fala: SABE DE NADA, INOCENTE! Quem ainda não viveu a “sofrência”, provavelmente irá viver. O que a ciência tem a dizer sobre a dor de cotovelo e como alguém pode superá-la mais rapidamente? Assista o nosso vídeo e descubra 😉 Assista o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

[youtube_sc url=”https://youtu.be/6bEkClFWwEs”]

Se você nunca ouviu falar de sofrência, aqui vai uma explicação bem breve: ele é considerado um subtipo musical de arrocha que tende mais ao brega e geralmente fala sobre término de relação, saudade ou sofrimento por causa de um parceiro romântico. O Pablo é um dos principais representantes dos artistas que trabalham com esse tipo de música, e Bilu Bilu é uma referência à uma das músicas mais famosas (e mais hilárias) dele. É um sofrimento que não tem fim!

Referências recomendadas

É claro que por “sofrência” ser um neologismo recente, não existe muita coisa na psicologia diretamente sobre isso, mas sobre términos de relacionamento e a dor de cotovelo, ai sim tem muita coisa direta e indiretamente sobre! Aqui vão alguns links sobre artigos científicos, páginas especializadas e matérias sobre vários aspectos relacionados à dor de cotovelo e ao fim de relacionamentos que abordam os principais tópicos que nós abordamos e complementam bem o vídeo (link, link, link, link, link, link, link, link, link, link, link).

Despersonalização e desrealização: Quando o real parece irreal (vídeo)

93_thumb_despersonalizacao

Você já se sentiu como se estivesse em um sonho, mas na verdade soubesse que não estava? Pessoas que vivenciam a despersonalização ou a desrealização sentem como se elas próprias ou o ambiente à sua volta não fossem reais ou tão vívidos quanto geralmente eram. Apesar de ser um tipo de experiência difícil de descrever, a maioria das pessoas já viveu ou irá viver esse tipo de experiência. No vídeo de hoje, falaremos sobre essas experiências e sobre o transtorno de despersonalização / desrealização! Você pode ver o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

[youtube_sc url=”https://youtu.be/DCa968Cb1D8″]

No vídeo de hoje, fizemos algumas referências culturais. Primeiro usamos o C3PO de Star Wars para ilustrar metaforicamente algumas das descrições que pessoas que vivenciam a despersonalização muitas vezes relatam. Em um dos filmes, o C3PO tem o olho arrancado por um monstrinho que no primeiro quadro do nosso vídeo está indo atacar o C3PO (aqui você pode ver um trecho do filme que mostra o robô e o monstrinho, mas não é um vídeo da cena original, o diálogo entre os personagens é de um outro filme). Também fizemos menções ao vídeo viral no Youtube David After Dentist, que se você ainda não viu nós recomendamos que você comece a usar a internet e assistir vídeos nela (brincadeira :])! Também fizemos menção ao Neo do filme Matrix. A ideia no quadro era fazer o Neo ter que responder pro David se aquilo era a vida real… uma pergunta meio complicada pra se fazer pro salvador da humanidade que descobriu que a realidade não passa de uma simulação computacional ( :/ ). Também fizemos uma menção à raposinha sapeca, que sempre vive umas experiências diferentes por causa de umas substâncias que ela toma.

referências recomendadas

Nossa principal referência para esse vídeo, assim como boa parte dos nossos vídeos sobre transtornos psiquiátricos, foi o DSM. Ele é a principal referência acadêmica na psiquiatria. Também vale a pena conferir os artigos científicos, as matérias e algumas páginas especializadas que selecionamos nos links a seguir (link, link, link, link, link, link, link).

Psicopatia (vídeo)

85_thumb_psicopatia

A psicopatia é um dos temas mais polêmicos e complicados na psicologia e psiquiatria. Saiba como a psicopatia é entendida atualmente nessas duas áreas, qual é a diferença entre psicopatia, sociopatia e psicose, além de conhecer também os principais mitos sobre esse assunto no vídeo de hoje. Assista o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

[youtube_sc url=”https://youtu.be/T1zg5qeLu-4″]

No vídeo de hoje nós apelamos nas referências culturais! Aqui vai uma explicitação de quais foram. Um dos primeiros desenhos mostra quatro personagens dos quadrinhos: o Coringa, a Harley Quinn (“Arlequina”), o Punisher (“Justiceiro”) e o Peter Quill, dos Guardiões da Galáxia. A ideia aqui foi ilustrar o fato de que pessoas que se envolvem em ações criminosas variam muito quanto à sua personalidade, indo desde alguém como o Coringa até o Peter Quill, que é um herói da Marvel (mesmo ele comete atos criminosos nos quadrinhos e no filme). Em outro desenho, nós citamos três personagens do Watchmen: o  Comediante, o Ozymandias e o Dr. Manhattan (atenção, a cena do vídeo que linkei no nome do Dr. Manhattan pode ser considerada um pouco forte para alguns). Achamos que cada um deles ilustrava de maneira interessante cada uma das 3 principais características que citamos da psicopatia. Depois fizemos também menção à série da Netflix do momento: Stranger Things (“Bagulhos Bizarros”) no desenho que mostra a Winona Ryder vendo bagulhos bizarros rolando com as luzes de natal. Por último, nós mencionamos o Freezar, vilão de Dragon Ball Z, e o Goku também.

Referências recomendadas

O principal trabalho no qual nos baseamos para fazer o vídeo de hoje foi um artigo publicado na revista Psychological Science in the Public Interest. O artigo (que é bem grande e denso) tem o objetivo de esclarecer os principais mitos sobre a psicopatia e discute várias questões super interessantes sobre o assunto, além de citar e descrever os principais trabalhos científicos sobre o isso. Nós não nos aprofundamos nem em um terço de tudo que os autores discutem, então quem ficar interessado deve dar uma olhada nesse artigo para saber um pouco mais! Também existem outras fontes interessantes sobre tópicos que abordamos no vídeo, como os links a seguir: link, link, link.

Pânico (vídeo)

84_thumb_panico

O transtorno do pânico traz sofrimento pra muitas pessoas. Nele, as pessoas vivenciam aquilo que é conhecido como ataque de pânico. Entenda o que é isso, quais são as causas do transtorno do pânico e quais são algumas das intervenções usadas no seu tratamento assistindo o vídeo de hoje! Você pode assistir o vídeo abaixo ou clicando aqui.

[youtube_sc url=”https://youtu.be/Q1j3zobrNYE”]

Pra quem não entendeu o porquê o Homem de Ferro aparecer no vídeo, dá uma olhada nesse vídeo. Em resumo: no terceiro filme da franquia do Homem de Ferro, ele sofre ataques de pânico. Vale fazer uma ressalva: não estamos querendo deixar a entender que o Homem de Ferro tinha transtorno do pânico no terceiro filme. Eles tem vários ataques de pânico e foi no momento de explicar o que são ataques de pânico que ele parece como uma forma de ilustrar o conceito. Não existem informações o suficientes disponíveis no filme para chegar a uma conclusão desse tipo. Esse texto traz várias fontes de discussão sobre a condição psicológica do Tony Stark nesse filme, mas em resumo, independente de se encaixar perfeitamente em algum critério psiquiátrico, os ataques de pânico que ele exibe parecem estar ligados muito mais a um possível transtorno do estresse pós-traumático do que ao transtorno do pânico (repetindo que o filme não exibe informações o suficiente para dar embasamento a nenhum desses dois diagnósticos). Apesar do ataque de pânico ser uma das principais características do transtorno do pânico, as pessoas também sofrem ataques de pânico em outras condições, como o transtorno do estresse pós-traumático e a agorafobia.

Referências recomendadas

Os links a seguir vão te direcionar para artigos, páginas da internet relevantes e outros materiais sobre o transtorno do pânico, a ansiedade e os seus mecanismos psicológicos (link, linklink, linklink, linklink, link, link). 

Gêmeos siameses (vídeo)

Se gêmeos já têm muitas coisas em comum, gêmeos siameses têm mais ainda. Eles compartilham alguma parte do corpo desde antes do nascimento e muitas vezes continuam assim pelo resto da vida. Em casos bem raros, uma das coisas que eles podem compartilhar é parte do cérebro. Saiba hoje quais podem ser algumas implicações disso para a mente e o comportamento dessas pessoas! Veja o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

[youtube_sc url=”https://youtu.be/TQz_Zqu3GaA”]

Referências recomendadas

Nos links a seguir você vai poder encontrar várias informações sobre gêmeos siameses, casos de separação de siameses e informações sobre Krista e Tatiana Hogan (link, link, link, link, link, link, link, link, link, link, link, link, link, link, link, link). Destaco especialmente esse documentário aqui que foi feito sobre a Krista e a Tatiana e como a família delas tem lidado com essa situação tão rara e complexa. Vale muito a pena (elas são tão fofiiinhas :] )!

Dor (vídeo)

74_teaser_dor

A dor física é uma experiência incômoda que nos acompanha a vida inteira. Mas ela é só uma parte da história, já que a dor social também impacta as nossas vidas de uma maneira bem dolorosa. Vamos ver hoje o que esses dois tipos de dor tem a ver um com o outro e como a experiência de dor pode variar entre as pessoas. Veja o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

Referências recomendadas

Aqui vai uma série de links para páginas e trabalhos científicos sobre a dor (link, link, link, link, link, link, link, link, link, link, link, link).

Prazer (vídeo)

72_teaser_prazer

É muito bom viver experiências prazerosas como comer aquela sua comida favorita, encontrar com os amigos ou escutar sua música favorita. Mas você sabia que a sua capacidade de sentir prazer depende de toda uma maquinaria cerebral específica pra isso? No vídeo de hoje, falaremos sobre o sistema de recompensa do cérebro. Você pode ver o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

[youtube_sc url=”https://youtu.be/-r5Y1Aqbg0A”]

Referências recomendadas

Temos hoje aqui uma lista de referências sobre o sistema de recompensa e também sobre o ponto que exploramos rapidamente no fim do vídeo relacionado com os receptores compatíveis com substâncias opióides. Alguns links também exploram um pouco mais a relação desses assuntos com como as drogas atuam no cérebro, assunto que ainda vamos explorar com mais detalhes (link, link, link, link, link, link, link ,link, link, link, link, link, link, link).

Borderline (vídeo)

70_teaser_borderline

As emoções são essenciais para sobrevivermos e tomarmos nossas decisões, mas elas podem nos atrapalhar quando são constantemente excessivas e instáveis, como ocorre no Transtorno de Personalidade Borderline. Assista o vídeo de hoje abaixo ou clicando aqui.

[youtube_sc url=”https://youtu.be/GswP0EFF-0w”]

Referências recomendadas

A seguir, você poderá acessar links com informações gerais, estudos científicos, sites especializados e curiosidade sobre o Transtornos de Personalidade Borderline (link, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, linklink, link, link, link).

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM