Cinematerna é vida!

H√° menos de um m√™s fiquei sabendo do Projeto Cinematerna. Para mim, um dos projetos mais sensacionais e inteligentes criados nos √ļltimos tempos! O que √© o Cinematerna?
Imagine ir ao cinema com seu beb√™ rec√©m-nascido. Voc√™ estaciona o carrinho do pimpolho, acomoda-se numa poltrona super confort√°vel, bota o pimpolho pra mamar… A sala tem o ar-condicionado reduzido, meia luz, trocadores de plant√£o, um tapetinho pra crian√ßas mais velhas socializarem, e pais com os mesmos interesses, dificuldades e d√ļvidas que voc√™.
O filme? Voc√™ participa de uma enquete que seleciona que filme vai passar naquela sess√£o. H√° sess√Ķes em v√°rias cidades e √†s vezes mais de um cinema em uma mesma cidade. As sess√Ķes s√£o em hor√°rios n√£o convencionais, tipo s√°bado de manh√£ ou em algum dia de semana √† tarde. Ganham os pais, ganha o cinema que, muito provavelmente, teria aquele hor√°rio meio perdido…
Assista o vídeo a seguir e saiba mais sobre o projeto.

Eu recomendo!
www.cinematerna.org.br
@cinematerna

Wildlife Photographer of the Year 2009 – minhas escolhas

Estou um m√™s atrasada. Mas, como eu n√£o me importo com isso e coisa bonita n√£o envelhece… a√≠ v√£o minhas 5 escolhas do Wildlife Photographer of the Year 2009!

Coloco numa n√£o-ordem. Dessa vez n√£o saberia escolher qual eu mais gostei entre as cinco.  

1. Porque pegadas surpreendem a todos, de carbono ou n√£o.

Wildlife_Photographer_01.jpg

2. Porque a vida deve ser simples assim.
Wildlife_Photographer_02.jpg
3. Porque ser simples também significa ir a luta.

Wildlife_Photographer_03.jpg

4. Porque precisamos sempre nos lembrar que a natureza é grande.
Wildlife_Photographer_04.jpg
5. Porque parecer fr√°gil, n√£o significa necessariamente, ser fr√°gil.

Wildlife_Photographer_05.jpg

Quem mais escolheu suas favoritas:

Porque livro bom é livro livre

Livro bom √© livro livre. A gente l√™, armazena a informa√ß√£o interessante para n√≥s, e passa pra frente. Algu√©m que n√£o pode comprar livros novos (porque s√£o caros) l√™ e armazena as mesmas informa√ß√Ķes que voc√™, ou outras, que lhe parecem mais interessantes e passa pra frente de novo. Considerando que voc√™ goste de livros de papel (e n√£o ebooks), bibliotecas p√ļblicas s√£o fant√°sticas exatamente porque √© poss√≠vel ler praticamente qualquer livro sem ter que compr√°-lo. Sebos s√£o sensacionais para achar aquela edi√ß√£o antiga daquele livro que ningu√©m publica mais. Trocar, reutilizar, compartilhar, dividir. T√£o legal e sustent√°vel num mundo de tanta compra.
Eu estava h√° tempos com os livros para serem reutilizados em uma caixa l√° em casa. Alguns amigos que foram me visitar nesse per√≠odo sa√≠ram com exemplares pra eles, mas ainda assim sobraram livros. A semana passada resolvi que deveria libert√°-los de uma vez por todas. S√£o livros legais, que eu li, gostei, mas dificilmente vou ler de novo – OK… tem uns que eu n√£o gostei… e esses eu n√£o vou ler de novo mesmo.
Pensei em levar a um sebo, tentar vender ou conseguir créditos para pegar outros livros no sebo mesmo, mas só de pensar em carregar aquele monte de livros para algum lugar (não tem nenhum sebo perto de casa então havia necessidade de uma certa logística), desisti.
Tentei anunciar no Twitter, num esquema “d√™ seu lance, n√£o precisa ser muito” mas n√£o consegui nenhuma resposta.
Tentei registrá-los no site Estante Virtual mas descobri que só pessoas com CNPJ podem vender [UPDATE] Рo Luiz Bento, nos comentários, diz que ele já cadastrou livros pra vender sem CNPJ, eu que não consegui/procurei direito [/UPDATE], embora qualquer um possa comprar Рe de fato é uma excelente alternativa. Já comprei livros através da Estante Virtual e fiquem bem feliz!
estantevirtual.png
Pensei tamb√©m em libert√°-los num esquema mais “libertat√≥rio” ainda, mas a verdade √© que ainda n√£o me acostumei bem com essa ideia e por isso fiquei meio triste e me achei extremamente “loser” “conservadora”. Um dia, quando eu for grande, vou tentar deixar um livro ao relento, sujeito a ventos, chuvas e trovoadas, coco de pombos e afins. (Embora de fato eu acredite que algu√©m vai achar e salvar o livro bem antes de qualquer um desses problemas de origem natural).
livrolivre.png
Qual a solu√ß√£o? Doar para uma biblioteca p√ļblica me ocorreu, mas me lembrei da log√≠stica associada ao sebo e tamb√©m desisti. Tem uma escola p√ļblica DO LADO de casa, mas nenhum dos livros √© exatamente literatura infantil ou infanto-juvenil. Tem livros em ingl√™s, por exemplo, mas n√£o s√£o para iniciantes nos estudos da l√≠ngua estrangeira, ent√£o tamb√©m n√£o adiantaria levar pra escola de ingl√™s DO OUTRO LADO de casa.
Resolvi olhar o site Trocando Livros. Me pareceu uma alternativa interessante. Eu registro o livro, alguém escolhe, eu envio e pago a taxa de envio e ganho um ponto se for uma boa garota. O ponto serve pra eu escolher o livro que alguém registrou.
trocandolivros.png
Sexta feira (menos de uma semana antes de ter registrado os livros) ganhei meu primeiro ponto no Trocandolivros. Recebi o pedido, embrulhei o livro, paguei R$ 3,80 para enviá-lo ao Paraná e agora, com o meu ponto posso escolher qualquer livro Рque eu de fato desejo que esteja em um estado de conservação tão bom quanto estava o que eu mandei. Gostei. Gostei muito. Essa alternativa me serviu muito muito bem.
E aí? Aposto que tem livros pra você libertar na sua casa. Escolha seu método e liberte-o. Livro bom é livro livre!
_________________________________________________
Alternativa para os livros de papel:
Dom√≠nio P√ļblico

Mulheres na Ciência 5 РLideranças femininas para o meio ambiente

Para fechar a semana de posts sobre mulheres na Ci√™ncia, tinha escolhido buscar mulheres que tinham ou t√™m contribu√≠do para o meio ambiente, que s√£o consideradas l√≠deres ambientais e que de uma forma ou de outra, pressionam por a√ß√Ķes na Ci√™ncia, na pol√≠tica ou na sociedade.
Pois… depois de pesquisar vi que grande parte do que eu queria dizer j√° estava dito. Andr√© Trigueiro, apresentador do Cidade e Solu√ß√Ķes e tamb√©m comentarista da R√°dio CBN falou tudo em sua participa√ß√£o para a R√°dio no dia Internacional da Mulher.
N√£o s√£o mulheres da Ci√™ncia no senso mais estrito da palavra, mas s√£o mulheres que agem pressionando todos os lados (o da Ci√™ncia, o popular, o pol√≠tico, o social, o econ√īmico, e qual mais lado estiver dispon√≠vel para ser pressionado.).
Com vocês, as lideranças femininas segundo André Trigueiro (recomendadíssimo!)
Clique aqui

Você conhece o City Rain?

Uma grande amiga minha me escreveu essa semana passando um link para um jogo que parece muito legal para os educadores de plantão. Eu não tenho lá muita paciência para jogos, mas devo dizer que esse, que mescla um pouco de SimCity com Tetris merece um tempo de procrastinação.
O objetivo do jogo é construir uma cidade sustentável. E rápido porque pedaços da cidade vão caindo em cima da cidade já existente!
Ainda não consegui jogar, porque a versão para download grátis de City Rain é para PCs, mas, pelo vídeo do Youtube, parece ser bem legal mesmo!

O jogo foi idealizado e construido para competir no Imagine Cup, uma competi√ß√£o para estudantes de tecnologia do mundo, para que possam se focar e desenvolver solu√ß√Ķes para o mundo.
Legal, n√©? Particularmente, achei a ideia sensacional. √Č um jeito leve e inteligente de usar jogos para ensinar alunos e interessados em meio ambiente.
Se voc√™ conseguir jogar antes de mim (o que eu acho absolutamente prov√°vel) e mandar seus feedbacks, essa minha amiga tem contato com os desenvolvedores do jogo que adorariam saber opini√Ķes diversas – e eu teria um imenso prazer em encaminhar os coment√°rios para ela.
Ent√£o, fa√ßa o download e me conte suas impress√Ķes!

Para você que quer agir


Muitas pessoas t√™m propostas de a√ß√Ķes para melhorar o ambiente onde vive, e, como consequ√™ncia, melhorar o meio ambiente. S√£o, muitas vezes, propostas simples, a√ß√Ķes pessoais, mudan√ßas pequenas nas atitudes e no estilo de vida, e que podem ser feitas em casa, no trabalho, na escola e em muitos lugares pelos quais passamos diariamente.
Você se acha capaz de mudar um pouco seu estilo de vida? Acha que pode ter uma atitude verde?
Fa√ßa uma a√ß√£o entre os dias 01 e 07 de dezembro (mesma data em que algo muito similar estar√° acontecendo na Inglaterra) e registre. Vale ser uma foto, um post, um v√≠deo…
N√£o tem onde postar ou “uploadear” seu registro? N√£o se preocupe! Organize-se, registre seus feitos que, at√© o primeiro dia de dezembro, voc√™ ter√° uma surpresa!
Transforme um pouco o mundo em que você vive e conheça outras pessoas que habitam com você essa grande aldeia que chamamos Terra!
Ajude a divulgar essa a√ß√£o e n√£o se esque√ßa: entre os dias 01 e 07 de dezembro, fa√ßa uma a√ß√£o ou exponha sua proposta e registre. Vamos conhecer a√ß√Ķes pessoais que tamb√©m podemos fazer no nosso dia-a-dia e outras pessoas interessadas pelo meio ambiente tanto quanto n√≥s.

Dr. R. K. Pachauri tem um blog!


Desde o dia 15 de setembro, Dr. R. K. Pachauri, presidente do IPCC e ganhador do Prêmio Nobel da Paz de 2007 junto com o ex-vice presidente americano Al Gore tem seu próprio blog. 
Dr. R. K. Pachauri √© economista, com vasto conhecimento sobre meio ambiente e mudan√ßas clim√°ticas. √Č um dos maiores colaboradores para a educa√ß√£o e divulga√ß√£o dos efeitos antr√≥picos do aquecimento global.
√Č muito gratificante ver que cada vez mais cientistas, pol√≠ticos e empres√°rios de sucesso e renome, utilizarem essa poderosa ferramenta como instrumentos para popularizar suas id√©ias e propagandear sobre suas a√ß√Ķes.

I shall post my comments on this blog as often as possible, in the hope that you would send me your comments and responses, which would provide the basis for a healthy and continuous debate on the subjects that are crucial to the practice of sustainable development worldwide.
¬†¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† –¬†Dr. R. K. Pachauri –

Gostaria de parabenizar publicamente o Dr. R. K. Pachauri pela sua atitude e coragem.
Parabéns!

Recomendo – livro

Conheci esta semana um livro fant√°stico: Imagens que contam o mundo, de Eric Godeau, editado no Brasil pela Edi√ß√Ķes SM.

“Imagens que contam o mundo” traz uma s√©rie de fotografias que contam a nossa hist√≥ria, desde 1950 at√© 2007. Entre a recostru√ß√£o da Europa p√≥s-guerra, apartheid , Guerra Fria, Gagarin, Pel√© The Beatles, movimento feminista, Jo√£o Paulo II em Auschwitz, independ√™ncia da Palestina, queda do muro de Berlim, Mandela presidente, globaliza√ß√£o, surgimento do Euro, e muito mais, os anos 2000 chegam cheios de tecnologia e h√°bitos arcaicos.¬† Trag√©dias ambientais como o cliclone Katrina, tsunami, megal√≥poles megapolu√≠das e aquecimento global. Trag√©dias n√£o t√£o aparentes quanto maus h√°bitos de consumo e obesidade infantil.

Tudo com fotos bel√≠ssimas e cita√ß√Ķes de pol√≠ticos, celebridades e jornais importantes no mundo. Quer um exemplo?

“Observem esta ervilha. √Č aqui. √Č nossa casa. Somos n√≥s. Na hist√≥ria da humanidade, todas as nossas alegrias, nossos sofrimentos, milhares de religi√Ķes, de ideologias, de doutrinas econ√īmicas, ca√ßadores, her√≥is e covardes, criadores, destruidores de civiliza√ß√£o, reis e camponeses, jovens casais enamorados, m√£es, pais, crian√ßas cheias de esperan√ßa, moralistas, pol√≠ticos corruptos, superstars, grandes l√≠deres, santos, pecadores viveram aqui, num gr√£o de poeira suspenso num raio de sol.”

Carl Sagan (1934-1996)