O Nobel da Paz vai para o Obama, mas o de literatura…

Hoje de manhã já escrevi sobre minha opinião sobre o Obama ter ganhado o prêmio Nobel da Paz – vale a pena chegar os comentários. Estão excelentes!
Para completar, acabo de receber essa tirinha. Acho que ela ilustra bem o meu sentimento sobre premiar alguém pela intenção e não pelo feito.
barack_nobelpaz.gif
By Little Gamers
O Comitê do Nobel anunciou hoje que o Prêmio Nobel da Paz é de Barack Obama.
Em notícia relacionada, Andrew Andrews, que a seis meses atrás teve a ideia de tentar escrever um livro e, desde então, mantém essa ideia, fala sobre isso mas ainda não escreveu uma só palavra…
ganhou o Prêmio Nobel de Literatura.

E o Nobel da Paz vai para… what?

Nobel_paz_2009.png

Verdade seja dita logo no começo: de todos os Prêmios Nobel, os que mais me chamam a atenção, e pelos quais eu espero a semana toda e mais um fim de semana com ansiedade são o da Paz, revelado sempre na sexta-feira e o de Economia, sempre na segunda-feira da semana seguinte.

Agora, sexta-feira, estou aqui embasbacada. Prêmio Nobel da Paz de 2009 vai para… expectativa, expectativa… internet lenta… quem será o ganhador desse ano… ansiedade… B-A-R-A-C-K     O-B-A-M-A????????????????


What????????????

Pára tudo, vamos organizar minhas ideias.

Primeiro… um histórico dos últimos três anos:


2006
– Prêmio Nobel da Paz vai para e espetacular Dr. Yunus – por seus esforços e ideia sobre o microcrédito e anos de luta contra a pobreza.


2007
– Prêmio Nobel da Paz vai para IPCC e Al Gore, por seus esforços na luta contra o aquecimento global.


2008
– Prêmio Nobel para Martti Ahtisaari por anos de trabalho como mediador de conflitos.

E tem mais. 1977 – Anistia Internacional. 1979 – Madre Teresa. 1993 – Nelson Mandela. 1999 – Médicos sem fronteira. Para ver a lista completa, clique aqui.

E afinal, qual a justificativa em dar o Prêmio para Obama? “Por seus esforços em fortalecer a diplomacia internacional e cooperação entre pessoas” – em resumo, feito por mim, por “ser um bom presidente”. Estamos tão carentes assim de bons presidentes? [Não responda agora! Você ainda pode levar pra casa um congresso nacional!]

O prêmio concedido à Barack Obama tem cheiro de pressão política. Não que seja a primeira vez que isso acontece na história dos Prêmio Nobel da Paz. Já aconteceu em 1994, por exemplo, ano em que foi dado ao palestino Yasser Arafat e aos israelenses Shimon Peres e Yitzhak Rabin por seus “esforços em criar a paz no Oriente Médio”. Até onde consta, muito pouco evoluiu desde então e, inclusive, temos um muro a lá muro de Berlim construído para separar palestinos de israelenses. Processo de paz? Truco, marreco! Prêmio dado antes da hora, por um processo ainda em construção que acabou em nada.

Dessa vez me soa parecido. É como se a academia dissesse: “Viu? Agora faça por merecer esse prêmio!” ou o clássico “Te vira! Votaram em você, você mal chegou, mas resolve aí a parada!”.

Também não é a primeira vez que um presidente dos Estados Unidos leva a grana pra casa. Em 2002 o ex-presidente americano Jimmy Carter, que ficou no poder do governo americano entre 1977 e 1981 levou o dele. Mas pelo menos ele já tinha feito a sua parte.

Francamente, achei precoce. Esperança a gente tem, claro. Depositamos várias de nossas expectativas no Obama. Mas dar prêmio pela expectativa me soa estranho. É como dar o Prêmio de Medicina ao Rainha Vermelha por ter descoberto a cura da AIDS, ou ao RNAm por ter livrado os humanos de todos os tipos de cânceres do mundo. Concordam? Estou sendo preciosista demais?

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM