Seu réveillon nunca mais será igual

Amanhã, depois que as garrafas estiverem esvaziando e você notar que a hora chegou, impressione seus amigos com uma tartaruga pós-champagne:

tartaruguinha.jpg

Porque poucas coisas são mais recompensadoras que aqueles oito segundos de sorrisos sinceros e congratulações espontâneas que você vai receber quando seus amigos notarem a sua habilidade manual.

tartaruga.jpg

Os minutos seguintes onde eles levarão a tartaruguinha de mesa em mesa mostrando a todos aquela singela escultura e os olhares cheios de orgulho alheio são muito bons também, mas não como aqueles oito segundos iniciais.

A foto é melhor explicação que um guia escrito, mas basta imaginar um desses achatado:
arame champagne.jpg
As pernas são os arames dobrados ao meio e a parte arredondada que sobra vira a cabeça.
Legal, né? Eu quando descobri que isso existia fiquei extremamente feliz!

Lembre sempre: se for dirigir, não beba.
Mas se for beber, e for espumante, faça uma tartaruguinha.
Se tudo der certo, ano que vem eu volto por aqui com novidades (porque de coisa velha basta 2009 e minhas piadas).

Boa farra!
=¦¤þ

Como ganhar a Mega Sena da Virada

Como ganhar a Mega Sena da Virada?
Apostando nas seis dezenas sorteadas!
Não há “segredo para ganhar na mega sena”.
Se houvesse, a mesma pessoa ganharia sempre, pois saberia o segredo.
Dicas de especialistas? Se um sujeito soubesse como ganhar 100 milhões, vocês acham que ele espalharia?
Quer ser caridoso, aposte usando seu segredo, ganhe e dê o dinheiro para a caridade.
Este artigo infalível foi projetado para com certeza capitalizar com a febre da Mega Sena da Virada.
Enjoy!

Últimos dias

Lembram da moleza de promoção que eu criei?
Pois é, faltam três dias para o fim.

Boas festas!

Aos meus fiéis leitores,

Que a luz da Razão

Ilumine nossos primeiros dias de verão,

Que a sede de saber

Nos acompanhe durante o ano que vai nascer,

Que nossa curiosidade

Não nos deserte por toda nossa curta eternidade,

E que mesmo nosso desejo mais incrível

Se realize sempre que estatisticamente possível.

Aproveitem a semana com seus amigos/familiares/solidão e descansem bastante.

Até ano que vem!

P.S. Parabéns, Isaac Newton.

Minhas previsões para 2010

Eu sofro de apneia do sono tão intensa que tenho episódios até quando estou acordado. Sempre que isso acontece enquanto estou na rua, eu desmaio um pouquinho, ainda em pé, e tenho visões do futuro.
Hoje eu resolvi transcrever minhas previsões alucinatórias movidas a roncos e engasgos separando-as por assuntos.
Sem mais delongas, aqui estão as coisas que eu sei que vão acontecer em 2010 EC:
Mortes
Começando pelo tópico favorito de todos (não se enganem, todo mundo sabe o quão mórbidos vocês são), as pessoas que vão morrer em 2010 são:
Hugh Hefner (em setembro), Stephen Hawking (até maio), Stephen King (no dia seguinte), James Randi (dia 31 de dezembro, 23:56 GMT), Faustão (meu álibi já está sendo preparado, não se preocupem) e um atleta internacionalmente famoso (o único esportista que eu conheço por nome é Pelé, mas como ele só vai morrer em 2013 vou ficar devendo, mas quando a pessoa em questão bater as botas vocês vão lembrar da minha previsão e preencher essa lacuna).
Milhares de pessoas vão matar outras milhares em uma ou mais guerras motivadas por assuntos de suma importância, como qual entidade fictícia deve ser temida com mais força.
Ou ordens. Porque seguir ordens cegamente é a base da democracia.
Um blogueiro famoso (na blogosfera, não na vida real) vai sofrer um acidente grave e correr risco de morte. Após um tempo de recuperação, passará a correr risco de vida.
Eric Drexler vai morrer num bizarro acidente envolvendo gosma cinzenta (enquanto preparava uma massa para empanar e fritar camarões, misturando, displicentemente, farinha com fermento vencida, bicarbonato de sódio e cerveja ao lado de uma auto-clave) e Charles de Windsor vai dizer “não disse?”.
Falando nisso, em 2010, na categoria Tecnologia:
Células-solares e microprocessadores vão ficar mais eficientes, mas não muito. Uns mais, outros menos.
Um novo tipo de malha vai surgir da mescla de duas tecnologias têxteis com a promessa de manter o usuário seco e limpo por mais tempo. Trolls de Internet vão aplaudir a vinda das novas fraldas geriátricas com capacidade extra.
Um inventor no hemisfério norte criará um método para se fazer papel com fuligem e cinzas de cigarro, mas não terá como patentear sua invenção devido à falta de dinheiro causada pelo caríssimo tratamento contra câncer de garganta que já o acomete mas do qual ele ainda é ignorante.
Sua esposa eventualmente irá casar com um especulador da bolsa que achará os planos e os venderá para a Faber Castell, que os perderá num treinamento de evacuação de emergência.
Um cachorro de duas cabeças será clonado. Só não se sabe a partir de que outro bicho.
Já na categoria Ciências:
A Nature vai publicar um artigo (que será capa) controverso que será contestado e desprovado ainda em 2010.
Sobre células-tronco.
A Science vai evitar dar a capa e depois da refutação vai dizer que “já sabia”.
Uma nova espécia de inseto vai ser descoberta e vinte e sete vão desaparecer para sempre, incluindo aquela que acabou de se descoberta.
O mesmo acontecerá com aves, mas não tenho os números aqui comigo.
Venenos mais eficientes serão produzidos para exterminar coelhos, esquilos, toupeiras, cobras, corvos, ratos e outras pragas em plantações, antes que eles tenham chance de entrar nos campos, acabando de uma vez por todas com aquele gosto de sangue que acompanha a colheita de hortaliças vendidas como “orgânicas” da qual vegetarianos têm tanto orgulho pois não estão matando animais para servir de alimento quando comem suas cenouras caríssimas.
O termo “orgânico” vai perder todo e qualquer sentido por simples mal uso.
Uma nova constante física será proposta ainda no primeiro bimestre, mas será refutada até o fim do ano, tendo em vista que “zero” já é um nome razoavelmente bem estabelecido e vastamente conhecido internacionalmente e mudar seu nome para Constante de Keppe somente confundiria as coisas.
Falando em Keppe, entramos na última categoria deste texto, Misticismo:
Alguém vai lembrar de você no dia do seu aniversário e isso fará toda a diferença na vida de outrem.
Uma tia sua vai dizer que estava pensando em Faustão na hora em que ele morreu e que isso nada mais pode significar senão que ela prevê o futuro, o que apenas confirmará meus próprios poderes de clarividência, aqui expostos.
Eu vou continuar recebendo emails de pessoas inocentes que foram enganadas e acreditam que auto-hemoterapia serve para algo mais que causar dor ao furar dois pontos do corpo com apenas uma agulha (e cujo melhor argumento de eficácia que me foi apresentado até agora é a frase “também usam nos EUA“).
E emails de crentes anticiências demonstrando como eu sou ingênuo por não acreditar que meu próprio sangue é a cura para todas as doenças que eu virei a ter, porque eu vou precisar desse tratamento milagroso depois que eles me pegarem, porque além de defender uma terapia inútil essas pessoas também gostam de ameaçar a minha saúde.
Um conhecido seu vai contar uma estória comovente sobre como um sujeito qualquer que ele conhece é sensitivo e, do nada, ligou para uma amiga (cujo pai tinha acabado de morrer, cujo filho ia mal na escola, cuja mãe estava doente, cujo carro havia sido roubado na manhã anterior) exatamente no momento em que ela estava triste e como isso prova o quão sensitivo ele é.
Charlatões sem escrúpulos continuarão se aproveitando de pessoas sem instrução e processando por calúnia qualquer um que ouse apresentá-los como os enganadores que eles são, pois apesar de certas coisas serem claras e aparentes, a lei exige documentos por escrito. Menos quando estes são emails me ameaçando.
Algum imbecil que apareceu na TV dizendo mais ou menos as mesmas coisas que eu disse aqui vai voltar para mostrar como estava certo quanto ao atleta morto.
E esquecer que esteve errado por toda sua vida até então.
Cartomantes e adivinhos continuarão cobrando caríssimo por “leituras” com resultados bastante específicos como “eu vejo um rapaz moreno na sua vida” ou “uma chave tem importância para você“.
E eu continuarei esbravejando de graça enquanto tento dispersar um pouco de conhecimento pelos tubos internéticos.
O que eu queria mesmo que acontecesse era o fim do mundo. Mas acho que vamos ter que sofrer mais um tempinho (pelo menos mais um ano).
Essas são minhas previsões para o ciclo que inicia arbitrariamente daqui a nove dias.
Nove, eu digo!

Horóscopo 2010

Isso pode surpreender muitos dos meus leitores mais assíduos, mas eu sempre me interessei pelo zodíaco e seus signos (bom nome para uma banda, agora que vi escrito).
Sempre gostei muito de Física e, para mim, um de seus aspectos mais interessantes é a Astronomia.
Portanto, vou aproveitar o finzinho deste Ano Internacional da Astronomia promovido pela União Astronômica Internacional para falar sobre as constelações que regem nossas vidas ao longo do ano.
Antes de começar, uma curiosidade: como o sol está passando pela constelação que dá nome ao signo daquela época do ano, ela se torna invisível, só aparecendo no céu noturno alguns meses depois.
Sem mais delongas, eis a lista (atualizada, nada daquela besteira de cinco mil anos que não bate mais com a realidade) de signos e minhas previsões para 2010.
———
Sagitário (18 de dezembro a 18 de janeiro) – O seu é o primeiro e o último signo do ano, o que apenas vem confirmar que os últimos serão sim os primeiros, desde que a situação proposta seja cíclica e haja um mínimo de sobreposição entre os extremos.
Você também rirá melhor, mas infelizmente se tornará, eventualmente, a mulher do padre.
Capricórnio (19 de janeiro a 15 de fevereiro) – O sol cai na sua casa numa terça-feira (único dia útil da semana), prevendo que seu ano será marcado por muito trabalho, a não ser naqueles momentos de folga e/ou preguiça.
Por estar a 180 graus de distância, a constelação de Gêmeos deve ser considerada o lado escuro da sua Força, portanto evite engravidar em maio. Você não vai querer ter filhos durante o carnaval 2011.
Aquário (16 de fevereiro a 11 de março) – Você servirá de plataforma para alguém que realmente sabe usar o que você tem a oferecer, mas não se aborreça; alguns nasceram para receber ordens.
Aproveite o feriado que cai no seu primeiro dia. Talvez ele seja seu último.
Peixes (12 de março a 18 de abril) – Você é muito afortunado por Aquário lhe preceder. Menos no Ano do Gato, quando todas as previsões para o seu signo envolvem morte violenta.
Desconfie de estranhos que se oferecem para ajudar você com sua senha do banco. Pessoas que usam esse tipo de cantada não são bons maridos.
Mais um conselho: sua vida ficaria tão melhor com um penteado novo.
Áries (19 de abril a 13 de maio) – Eu sendo você não manteria esse sorrisinho na cara por muito tempo. As pessoas já estão comentando.
Lembra do desenho do He-Man? Aríete era um anão sem pescoço e que só servia para abrir portas forçosamente. Pense nisso.
E não atenda essa ligação!
Touro (14 de maio a 19 de junho) – Não mugir exatamente às seis da manhã da sexta-feira, 14 de maio, trará consequências indesejadas para a sua vida. Muja.
Invertendo o ponto de vista, você pode aproveitar que acordou cedo e ligar para o trabalho fingindo estar doente, aumentando em vinte e oito horas seu final de semana.
Nada mal para um cinzento mês de maio, hein? Mas lembre-se: muja!
Gêmeos (20 de junho a 20 de julho) – Um ano de paz e prosperidade lhe espera, desde que você evite contato com capricornianos. Eles estavam falando mal de você ali atrás.
Dirija sempre pela direita, a não ser quando precisar ultrapassar e notar que é seguro fazê-lo, e evite cozinhar com os cabos das panelas para fora da beirada do fogão. Crianças escaldadas emitem um odor horrível que dura dias.
Câncer (21 de julho a 9 de agosto) – Diferentemente de Capricórnio, o seu trópico atravessa o Oriente Médio (incluindo Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos), Egito e Índia. Fosse esse o meu signo, eu estaria comemorando agora.
Biscoitos da sorte são uma boa alternativa para agrião em saladas verdes. Saia da monotonia. A moda agora é politonia. Escute mais John Cage e menos Philip Glass.
Leão (10 de agosto a 15 de setembro) – Pele de zebra não fica bem em você. Não insista.
Não precisa começar a praticar esportes. Basta uma caminhada de meia hora todo dia e diminuir o consumo de Cebolitos e Pepsi. Essa pança não vai sumir sozinha (a não ser que você siga a Dieta do Signo, que no seu caso envolve Doritos e guaraná Pitchula e é tiro-e-queda, dez quilos em seis dias, garantido).
Virgem (16 de setembro a 30 de outubro) – Já notou quantos signos são de bichos com chifre? Portanto, a partir de agora, sempre que encontrar arianos, aponte, ria de suas caras e comente como a raça deles não é superior.
Sua constelação fica atravessada e o sol demora 45 dias para passar por ela, fazendo do seu signo o que tem maior probabilidade estatística de ocorrer. Ou seja, você é apenas mais um.
Libra (31 de outubro a 22 de novembro) – Na Inglaterra, uma libra de cogumelos italianos custa uma libra. Evite visitar a Itália.
A melhor maneira de solucionar o problema do cachorro sujando a casa é contratando um adestrador profissional. Para convencer você de que gatos são autolimpantes e requerem menos manutenção e despesas.
Escorpião (23 de novembro a 29 de novembro) – Não deixe o fato de seu signo ter o menor comprimento dentre todos levar você a gastar uma fortuna comprando um carro conversível. Ontem eu recebi um email que deve resolver “aquele” seu problema. Depois eu mando.
Você, ao contrário de virginianos, é especial. Mas não como uma moeda rara. Mais para aquele um amendoim cozido que estava mofando dentro do saco e que você só notou quando já tinha comido metade.
Mas sorria! Depois de amanhã faz exatamente três semanas que seu signo deixou de ser penetrado pelo sol (sério, o email já está a caminho)!
Ofiúco (30 de novembro a 17 de dezembro) – Agradeça à UAI pela sua existência. Mesmo eles tendo desenhado seu signo como um velhote parrudo segurando (com as duas mãos) uma cobra imensa que passa resvalando em seu períneo.
Compras de fim de ano devem ser feitas o quanto antes para evitar transtornos (hoje já é tarde demais). E pense bem se vale a pena participar daquele amigo secreto. Eu também achei muito estranho terem convidado você.
A propósito, o réptil chama-se Serpens. É bom já começarem a se conhecer melhor de agora.
zodiaco.jpg
———
E achem bom que 2010 não é ano bissexto.

Música? Alguém?

Vamos lá, povo. Eu botei muito esforço em ter a ideia, o mínimo que vocês podem fazer é me ajudar!
Eu estou dando um vale-compra de vinte pilas (d-a-n-d-o. É pouco mas é de graça) para quem me convencer de que sua letra vale a pena ser musicada por mim.
Leiam as instruções e participem.
Por favor!

:odnasrepsiD rbsgolbecneics

Para quem já segue o ScienceBlogs Brasil no http://twitter.com/, o título deste artigo é totalmente hilário.
Se você não é uma dessas pessoas (mas pelo menos já tuita), faça-se um favor e fique por dentro do que o ScienceBlogs dispersa por aí.
Só não é melhor que assinar o nosso feed RSS coletivo.
Uma das minhas personalidades também tuíta, mas como somos seres distintos, eu não aceito reclamações (muito menos me responsabilizo pelo que aquele irresponsável consegue socar em 140 caracteres).
Aproveitem.

A mágica viva de Montaigne (ou A química do amigo Bala)

É com imenso prazer (vocês não fazem ideia!) que apresento aqui três adições ao ScienceBlogs Brasil: dois químicos e um filósofo.
Começando (alfabeticamente) com o Amigo de Montaigne; uma lufada de ar puro no quartinho fechado do pensamento estagnado.
Tratando de literatura, filosofia, neurociências e trivialidades de uma maneira que vai fazer seu cérebro querer tirar os lençóis de cima do sofá, abrir as janelas, lavar os pratos e ligar para uns conhecidos para fazer um jantarzinho informal no fim da tarde para um bate-papo da melhor qualidade.
Ajudando a diluir o número de biólogos na imediata vizinhança, o Bala Mágica chega atirando para todos os lados (onde “atirando” significa “discutindo” e “para todos os lados” é mais adequadamente entendido como “nanobiotecnologia”).
Ciência e Tecnologia juntas, de um jeito que você nunca viu (nem nunca vai ver, porque se trata realmente de algo muito minúsculo).
Completando o time dos não-biólogos, o Química Viva apresenta tudo que há de mais rardicóri no universo das estruturas.
Praticamente um assalto à mão armada num beco escuro de um bairro chique do impressionante mundo da química aplicada.
Pessoas, sejam extremamente bem-vindas aqui.
Qualquer dúvida, já sabem; perguntem ao Carlos.
P.S. Este artigo deveria ter saído uma semana atrás, mas a Internet do cartório não deixou.

Troco música por brinde

Seguindo o exemplo dos meus colegas lablogueiros (sempre preferi o nome antigo), irei presentear um (01) leitor com um brinde.
A princípio não será sorteio, mas pode ser que chegue a tanto se eu não conseguir me decidir.
Deixem-me esclarecer: faz muito tempo que eu não consigo compor. Uma parte é preguiça, uma é tendinite, outra é falta de tempo e ainda outra é falta de inspiração (porque faz muito tempo que eu não toco, que é aquilo que me inspira no fim das contas), então eu decidi contar com a ajuda dos meus maravilhosos leitores (<= vocês! YAY! \o/).
O que eu quero é a letra.
Pode ser um poema, pode ser uma miríade de palavras soltas, pode ser uma descrição de um manual de solda (eu já usei isso numa música, sério mesmo), uma versão condensada das suas aventuras na casa da sua avó, aquele dia em que seu cachorro esqueceu que estava de castigo e, apesar de todas as proibições impostas veementemente pela sua mãe, mais uma vez mijou no sofá da sala, o gosto das amoras, qualquer coisa.
Não precisa rimar, não precisa ocupar vinte page downs, não precisa fazer sentido, não precisa se adequar à gramática (licença poética, crianças!). Eu me contento com conteúdo, seja ele qual for.
Mesmo que um de vocês seja ritmicamente prejudicado ou metricamente incapacitado, tanto faz. Eu gosto de desafios.
Caso alguém queira me mandar o áudio já com a melodia (o barulho que as pessoas fazem quando cantam) ou até mesmo com um violão ou teclado (ou gaita de fole, berimbau, xequerê, whamola, sanfona, côro de crianças berrando, etc) acompanhando, à vontade.
Não prometo usar a mesma sequência de acordes nem me manter fiel ao estilo, mas já é uma ajuda.
Eu farei a produção com os instrumentos que me vierem à cabeça, talvez até cante (mais provavelmente vou arrumar um cantor para isso ou quem sabe o letrista possa fazer isso depois) e, quando tudo estiver pronto, colocarei no mundo como conteúdo livre (creative commons) para que qualquer pessoa em qualquer possa baixar, ouvir, se divertir e espalhar mais.
Afinal, é para isso que estamos aqui: dispersar.
Escolherei aquela letra/música que mais me agradar, portanto vocês simplesmente não têm como saber qual será devido ao meu caráter aleatório quando achando algo bom.
Mas caso a escolhida não seja a sua, saiba de antemão que ela foi a segunda colocada e só perdeu no cara-ou-coroa.
Como incentivo, eu darei ao vencedor o prazer de ter uma música co-composta comIgor.[1]
Vocês têm o resto do ano todinho para me mandar uma letra (nos comentários ou direto para meu email caso seja um arquivo de áudio).
O meu prazo é mais flexível. A música vai ficar pronta quando ficar pronta.
[1] E um vale-presente da Saraiva. Mas isso é o que menos importa.
Né?

Categorias

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM