Psicologia Evolucionista no Milênio

Acabo de voltar de Natal onde participei de um m√™s de estudos em Psicologia Evolucionista que culminou no primeiro evento no Brasil, o “Simp√≥sio Internacional Psicologia Evolucionista no Mil√™nio: Plasticidade de Adapta√ß√£o”. Foi um evento muito bom, inesquec√≠vel. N√£o estava t√£o lotado aponto de voc√™ n√£o conseguir conhecer ningu√©m, nem t√£o vazio aponto de voc√™ se desanimar. A organiza√ß√£o estava muito boa, o coffebreak tamb√©m e √© claro que os speakers nas palestras e os alunos nos p√īsteres deram um show, tudo em ingl√™s.

Foram cerca de 60 p√īsteres abordando temas dentre comportamento social, moral, reprodutivo, cogni√ß√£o, investimento parental, desenvolvimento, fam√≠lia, t√≥picos te√≥ricos e metodol√≥gicos, psicopatologia, linguagem, teoria da mente, comportamento alimentar, arte e religi√£o. O grande destaque vai para os p√īsteres ganhadores que (se eu n√£o me engano) foram: Discounting the future: psychological and context variables de T√Ęnia Abreu da Silva Victor, Dandara de Oliveira Ramos, Maria Lucia Seidl-de-Moura, and Luciana Fontes Pessoa; Like father like son: preference for babies that resemble their fathers in Brazilian mothers de Lu√≠sa Helena Pinheiro Spinelli, Maria Bernardete Cordeiro de Sousa, and Maria Emilia Yamamoto; e o Cooperate or retaliate? Influence of social cues on group categorization de Diego Macedo Gon√ßalves, Ana Carolina Morais Sales, and Maria Emilia Yamamoto.

As palestras foram as seguintes: na confer√™ncia de abertura o casal Martin Daly e Margo Wilson da McMaster University Canad√° falaram sobre rela√ß√Ķes de parentesco em Kinship in human Evolutionary Psychology. No dia seguinte Maria Emilia Yamamoto da Federal do Rio Grande do Norte falou sobre identifica√ß√£o de coaliz√Ķes em Group categorization and ethnocentrism: an evolutionary perspective e em seguida Martin Daly e Margo Wilson falaram sobre caracter√≠sticas dos homic√≠dios Homicides. Depois do almo√ßo Paulo Nadanovsky da Estadual do Rio de Janeiro falou sobre agress√£o contra crian√ßas em Can evolutionary theory help identify circumstances conducive to child physical abuse? E em seguinda Klaus Jaffe da Universidad Simon Bol√≠var, Venezuela falou sobre a psicologia dos cientistas em Is there such thing as an evolution of scientific personalities? No final do dia Carol Weisfeld da University of Detroit Mercy, EUA falou sobre o relacionamento rom√Ęntico est√°vel em Long-term partnership: what it means in the postmodern era.

No √ļltimo dia, Heidi Keller da Universit√§t Osnabr√ľck, Alemanha falou dos modelos de socializa√ß√£o infantil em The expression of positive emotionality in early socialization strategies in different ecocultural environments. Depois do almo√ßo Ricardo Waizbort da Fiocruz, Rio de Janeiro falou sobre a escolha feminina em The evolutionism of the “O corti√ßo” of Alu√≠sio Azevedo, depois Martin Br√ľne da Universit√§t Bochum, Alemanha sobre psicopatologias em Towards an evolutionarily informed approach to understanding and testing mental disorders. E no final Suzana Herculano-Houzel da Federal do Rio de Janeiro falou sobre as regras de constru√ß√£o dos c√©rebros de roedores e primetas em Not that special: the human brain as a linearly scaled-up primate brain. Todos adoraram o simp√≥sio e as lindas praias de natal.

A pr√≥pria Suzana Herculano-Houzel em seu blog “A neurocientista de plant√£o” disse que gostou, ensinou e aprendeu muito nesse Simp√≥sio Internacional de Psicologia Evolucionista. Ela falou sobre homens mulheres e evolu√ß√£o e percebeu que o adaptacionismo nem sempre √© intuitivamente √≥bvio, com o caso das m√£es baterem nos filhos mais do que os pais, os quais t√™m menos certeza da paternidade. Ela tamb√©m falou que gostou muito de se ver alvo de tietagem e recebeu v√°rios elogios nos coment√°rios. Eu mesmo pedi um autografo dela no livro Charles Darwin Em um Futuro n√£o t√£o distante onde ela tem um cap√≠tulo.

Estreou também na Psico Evolucionista o Ciência Vista, grupo do qual participo interessado na divulgação científica cotidiana por meio de produtos, alguns feitos a mão, como camisetas científicas. As camisetas em comemoração o bicentenário de Darwin e dos 150 anos do Origem das Espécies fizeram o maior sucesso, muita gente gostou, comprou e vestiu a camisa da ciência.

Em resumo foi um excelente coroamento do Projeto do Milênio em Psicologia Evolucionista, o primeiro da área da Psicologia no país, que alcançou muito mais do que suas metas previstas. E principalmente graças à dedicação das professoras Maria Emilia Yamamoto e Maria Lucia Seidl-de-Moura o Instituto do Milênio catalisou o nascimento de uma área sólida, produtiva e interdisciplinar em Psicologia Evolucionista no Brasil.

MARCO EVOLUTIVO agora no ScienceBlogs Brasil

Inaugurado o mais novo braço abaixo do equador do forte grupo de divulgação científica da internet, o ScienceBlogs. Depois do ScienceBlogs Alemão, o ScienceBlogs Brasil vem com força total e é só o começo. Por trás dos ScienceBlogs está uma das melhores revistas de divulgação e cultura científica do mundo, a SEED, assim todos os ScienceBlogs somam as forças na disseminação do pensamento científico e incentivam o crescimento dos blogs de ciência no mundo.
E o MARCO EVOLUTIVO n√£o est√° fora dessa. Todo come√ßo de ano a revista SEED pede aos blogueiros para dizerem o que mais esperam blogar e o que mais temem blogar no ano. No n√ļmero de fevereiro 2009 foi a primeira apari√ß√£o do ScienceBlogs Brasil e a resposta do MARCO EVOLUTIVO estava entre as exibidas. E √© claro que em se tratando do lend√°rio 2009 eu n√£o poderia deixar de falar das celebra√ß√Ķes bicenten√°rias e sesquicenten√°rias sobre Darwin. E o Ano de Darwin tem permeado v√°rios dos posts do MARCO EVOLUTIVO desse come√ßo de ano. E √© claro que eu n√£o poderia deixar de temer que as outras grandes mentes da Biologia como, o Wallace e o Lamarck, fossem ofuscados nesse ano.

E para manter a mesma linha nesse primeiro post oficial comemorar a vinda do ScienBlogs pro Brasil divulgo aqui a vinda do neto da neta de Darwin ao Brasil, Randal Keynes. Participando da Expedi√ß√£o Caminhos de Darwin, Keynes visitou as 12 cidades do interior do Rio de Janeiro que seu bicenten√°rio tatarav√ī conheceu em 1832. Essa expedi√ß√£o passou em Maric√°, Saquarema, Araruama, S√£o Pedro da Aldeia, Cabo Frio, Barra de S√£o Jo√£o, Maca√©, Concei√ß√£o de Macabu, Madri Deus, Rio Bonito, Itabora√≠ e Niteroi. L√° foram inalguradas placas e mobilizadas muitas crian√ßas das escolas. Vale apena conferir o site da expedi√ß√£o pois tem muita coisa legal desde v√≠deos, textos e fotos. Vejam o v√≠deo sobre a expedi√ß√£o caminhos de Darwin.