Feliz Darwin Day 2019 Brasil com 210 anos de Darwin e 160 do “Origem”

Darwin Day torradaApesar de tudo isso que t√° a√≠, 2019 tem sim algum motivo para comemora√ß√£o. Nesse 12 de fevereiro de 2019 estamos comemorando os 210 anos do meu, do seu, do nosso eterno bom velhinho Charles Robert Darwin.¬†S√£o in√ļmero eventos ocorrendo no mundo inteiro. Trata-se de uma celebra√ß√£o internacional da vida e obra de Darwin, os 160 anos da Origem das Esp√©cies, bem como da Ci√™ncia e da Raz√£o, dois pilares de sustenta√ß√£o da modernidade que andam¬†imprudentemente cada vez mais desacreditados e desconsiderados. Um dia depois do Dia Internacional da Mulher e Menina na Ci√™ncia, hoje tamb√©m √© celebrado o Dia do Orgulho Ateu e a biografia de Darwin nos ensina que √© preciso muita coragem, curiosidade e honestidade intelectual para eclodir do conforto da religi√£o e encarar o mundo real de peito aberto. Em 12 de fevereiro de 1809 tamb√©m nascia Abraham Lincoln que lutou contra a escravid√£o, assim como Darwin e sua fam√≠lia. √Č de not√≥rio saber que Darwin quando esteve no Brasil rejeitou a escravid√£o, disse nunca mais na vida voltar a visitar um pa√≠s escravocrata, e at√© torceu para o Brasil seguir o exemplo do Haiti e fazer uma revolta contra os colonizadores.

evolution of the parasiteO que Darwin pensaria do Brasil do s√©culo XXI? Onde empresas privadas por gan√Ęncia e puro descaso destroem bacias hidrogr√°ficas inteiras envenenando seu ecossistema e toda sua biodiversidade e popula√ß√£o, onde √°reas de conserva√ß√£o ambiental est√£o sem recursos e sendo amea√ßadas, onde governantes cada vez mais rejeitam a laicidade do estado e a teoria evolutiva, onde cada vez menos se faz para combater o trabalho escravo, chegando at√© a ilus√≥ria nega√ß√£o da exist√™ncia da escravid√£o em nosso pa√≠s, onde as terras ind√≠genas continuam a ser invadidas e nossos nativos dizimados. Darwin velho na velha Rio de JaneiroAcho que Darwin at√© sentiria saudade do antigamente que ele outrora rejeitou assim que visse o quanto poder√≠amos estar avan√ßados enquanto civiliza√ß√£o, mas s√≥ que n√£o. Com mais mulheres na pol√≠tica e na ci√™ncia muitos desses e outros desafios estariam solucionados.

Aqui no MARCO EVOLUTIVO, celebramos anualmente o Dia de Darwin come√ßando em 2008, passando pelo Bicenten√°rio¬†em 2009, e por 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2016, 2017, e at√© a D√©cada de Darwin Days em 2018. Nesse per√≠odo de mais de uma d√©cada vi muitos cientistas se empolgarem pelo Darwin Day e come√ßarem a divulgar, prestigiar e at√© organizar eventos alinhados com as celebra√ß√Ķes internacionais. Afinal, com um legado desse n√£o d√° pra n√£o se engajar de vez, ainda mais em tempos sombrios como os atuais, talkei.

-charles-darwin-surrealism-paintingDarwin, além de ser a razão do meu blogar anual, é simplesmente a pessoa que viabilizou a real integração entre matéria e propósito, forma e função, ancestral e atual, adaptado e vestigial, individual e populacional, armamento e ornamento, domesticado e selvagem, animal e humano, corporal e emocional, geológico e biológico, vegetal e animal, sobrevivência e reprodução. Por isso que o Darwin Day iniciado no mundo em 1995 veio para ficar.

S√≥ nos resta colar e lotar pessoal ou virtualmente nas v√°rias celebra√ß√Ķes desse ano, algumas j√° ocorreram, outras est√£o ocorrendo agora e outras v√£o ocorrer depois do come√ßo do ano letivo ou at√© no segundo semestre. Voc√™ que √© do Rio de Janeiro, fique de olho no Darwin Day na Livraria Travessa Ipanema com 3 √≥timos palestrantes e no Museu do Amanh√£ com o incr√≠vel Ver Ci√™ncia. Em Botucatu, fique ligado no Darwin Day Unesp, sempre com √≥tima programa√ß√£o.¬†Em Ribeir√£o Preto, fique ligado no Darwin Day RP na USP,¬†sempre muito bom. Em Osasco, tem celebra√ß√£o sempre interessante e descontra√≠da no segundo semestre no Borbolet√°rio municipal.¬†Em Uberl√Ęndia, se ligue no Darwin Day da UFU de Umuarama, que promete. Em Bel√©m, fique ligado no DNA & Darwin Day da LAGEN na UFPA. Em Alagoas, o pessoal do GESEB na UFAL j√° celebrou seu Darwin Day.

darwin day 2019 mesa sele√ß√£o sexual Jarka e Marco no MZ-uspEm S√£o Paulo, haver√° o Darwin Day da Veterin√°ria na FMVZ da USP com programa√ß√£o excelente o dia inteiro, e que poder√° ser acompanhado¬†online pelo IPTV USP. Haver√°, tamb√©m em S√£o Paulo,¬†a tradicional e famosa Semana de Darwin no Museu de Zoologia da USP com programa√ß√£o excelente a semana inteira. Ser√£o 4 mesas redondas com √≥timos convidados, todas iniciando √†s 19h: uma hoje, dia 12/02, sobre Os 160 anos do Origem das Esp√©cies, uma amanh√£, dia 13/02, sobre Sele√ß√£o Sexual onde estarei junto com a Profa Dra. Jaroslava V. Valentova, minha esposa, uma dia 14/02 sobre Genes e Cultura, e a √ļltima dia 15/02 sobre Cultura e Cogni√ß√£o. Tenho muito orgulho de ter sido convidado a palestras duas vezes no Darwin Day do Borbolet√°rio de Osasco, uma vez no de Ribeir√£o Preto, uma no da Unesp de Botucatu e agora no do Muzeu de Zoologia da USP. Espero que cada vez mais institui√ß√Ķes comecem a celebrar esse Dia de Darwin (ou at√© essa Semana de Darwin) e a brilhantar esse dia num momento t√£o sombrio do nosso pa√≠s e do mundo.

Desejo a todos um Dia de Darwin bem subversivo, produtivo, desconstruído e evoluído.

Fique com um Darwin Day especial do Stated Clearly sobre Darwin e Seleção Sexual.

Feliz 2016, 7 e 8 anos de MARCO EVOLUTIVO

Feliz 2016¬†a todos leitores e f√£s do¬†MARCO EVOLUTIVO! cupcake_with_birthday_candle_for_eight_year_old_Iniciamos a segunda metade da segunda¬†d√©cada do s√©culo XXI j√° comemorando n√£o um, mas dois anivers√°rios do blog. Isso √© porque, em novembro de 2014 completamos 7 anos¬†de exist√™ncia (n√£o comemorados), e no final de 2015 completamos n√£o¬†UM, nem¬†DOIS,¬†TR√äS,¬†QUATRO,¬†CINCO ou SEIS, mas sim 8 anos¬†de blogagem evolutiva. Haja f√īlego! Agrade√ßo muito todos os coment√°rios, elogios e cr√≠ticas recebidos e tamb√©m aos novos seguidores na p√°gina do Facebook, que j√° est√° com 686 seguidores. Continuem sempre acompanhando e compartilhando links do blog com os amigos.

Em 2014 e 2015, o blog obviamente seguiu a tendência de desaceleração. Isso por conta da carga horária de aulas na Unb, junto com a organização do congresso internacional da ISHE (Sociedade Internacional de Etologia Humana) em 2014 e a mudança de volta a São Paulo em 2015. Foi um período para se dedicar mais à esposa, à casa e aos artigos científicos que escrevemos juntos. Agora estou ministrando aulas de Ciência e Science para alunos do Ensino Fundamental II na Escola Internacional de Alphaville e estou gostando muito, estou muito empolgado com essa oportunidade de ouro para aguçar o pensamento científico dessa juventude.

Com certeza, a experi√™ncia IMGP3380de aulas tanto na universidade quanto no fundamental v√£o influenciar as postagens, assim como as postagens influenciaram algumas das minhas aulas. Outra coisa que me motivou foi rever blogueiros das antigas dos tempos do saudoso Lablogat√≥rio como o grande √Ātila do Rainha Vermelha e do¬†Nerdologia, e ainda conhecer os novos vlogueiros de ci√™ncia cheios de energia para fazer a diferen√ßa e elevar o n√≠vel da divulga√ß√£o cient√≠fica em l√≠ngua portuguesa. Mais sobre eles em breve.

Em 2015 tivemos 14.813 visualiza√ß√Ķes com o √≥bvio pico no Darwin Day e com o esperado decl√≠nio durante os per√≠odos de f√©rias. Desse p√ļblico 86,32% foi de brasileiros e os pa√≠ses acima de 1% foram Portugal, EUA e √ćndia. Em 2014 tivemos 16.035 visualiza√ß√Ķes tamb√©m com um grande pico √≥bvio no Darwin Day, novamente a √ļnica publica√ß√£o do ano todo. O perfil do p√ļblico se manteve, 85,20% de brasileiros seguido de portugueses, estadosunidenses e indianos. A novidade √© que podemos tra√ßar o uso de celulares que visualizaram o MARCO EVOLUTIVO. O sistema operacional mais usado foi Android (64% em 2014 e 73% em 2015), seguido de iOS (26% em 2014 e 19% em 2015), com o Windows Phone j√° passando 4% em 2015.

Fechamos esse começo com um vídeo da Science Magazine sobre os maiores feitos científicos de 2015. Aproveitem.

Cem anos Sem Alfred Russel Wallace

aflred wallaceEstamos de volta com o MARCO EVOLUTIVO! Agradeço aos novos seguidoes da nossa página no Facebook, já estamos com 346. Tenho estado muito ocupado com as aulas que ministro e as pesquisas que faço na UnB, por isso não tenho muito tempo para escrever. Mas hoje é diferente, pois estamos celebrando o Centenário de falecimento de Alfred Russel Wallace.

No dia 07 de novembro de 1913 perd√≠amos Wallace, aquele de topete inconfund√≠vel que √© sempre lembrado como o homem do qual nos esquecemos! Ele n√£o s√≥ cunhou o termo darwinismo, como descobriu a sele√ß√£o natural independentemente de Darwin, descobriu v√°rias esp√©cies e fez v√°rias contribui√ß√Ķes n√£o s√≥ pra ci√™ncias naturais mas para as ci√™ncias sociais e exatas. Sua biografia √© rica e fascinante, mas infelizmente a grande maioria das pessoas e at√© graduandos em Biologia n√£o sabem muito sobre ele. At√© os livros did√°ticos quando falam algo sobre o Wallace, n√£o s√£o l√° muito precisos.viagens pelos rios amazonas e negro wallace

Por isso, √© chegada a hora de repararmos essa injusti√ßa hist√≥rica e redescobrirmos as descobertas Wallaceanas. Afinal o simples fato de ele ter sido pobre, n√£o ter estudado em universidade alguma, ter tend√™ncias socialistas, ter se convertido ao espiritismo e ter sido contr√°rio √† vacina√ß√£o, n√£o necessariamente nos obriga a fechar os olhos para suas muitas contribui√ß√Ķes cient√≠ficas. Muito n√£o sabem que Wallace esteve no Brasil, no Bel√©m do Par√° a caminho da Amaz√īnia, decobriu novas esp√©cies, contctou tribos ind√≠genes isoladas e descobriu pinturas rupestres por l√°. Poucos sabem tamb√©m que infelizmente seu naviu nalfragou quando j√° estava retornando pra Inglaterra, e por pouco ele n√£o faleceu bem antes de descobrir a sele√ß√£o natural e entrar para hist√≥ria.

alfred_russel_wallace closePara o pessoal de¬†Vit√≥ria, no Estado do Esp√≠rito Santo, HOJE haver√° a realiza√ß√£o do evento¬†‚ÄúWALLACE 100: CELEBRA√á√ÉO DA VIDA DO NATURALISTA ALFRED RUSSEL WALLACE (1823-1913)‚Ä̬†contando com uma¬†programa√ß√£o¬†com filme, palestras e mesa redonda voltados para¬†divulgar e discutir o legado deixado por Wallace entre os professores, pesquisadores e alunos na √°rea de Ci√™ncias Biol√≥gicas, na UFES.¬†Para aqueles na cidade do Rio de Janeiro, poder√£o assistir o¬†filme “Wallace, Darwin e a Evolu√ß√£o” sobre a vida e obra de Wallace e participar da discuss√£o na¬†Libraria da Travessa do Shoping Leblon no domingo dia 24 de novembro,¬†promovido pela parceria entre a livraria, o VerCi√™ncia e o Museu de Astronomia e Ci√™ncias Afins.

wallace 100 laranja

Em londres,¬†o Museu de Historia Natural de Londres apresenta desde julho de 2013 a exposi√ß√£o ‚ÄúWallace 100‚ÄĚ com uma extensa programa√ß√£o em sua homenagem. L√° no museu de londres em¬†2010, iniciaram o ‚ÄúThe Wallace Correspondence Project‚Ä̬†disponibilizando cerca de 1400 cartas que Wallace trocou com seus correspondentes ao longo de sua vida.

A BBC Two brit√Ęnica preparou um √≥timo document√°rio em dois epis√≥dios (UM e DOIS) sobre Wallace intitulado ‚ÄúBill Bailey‚Äôs Jungle Hero‚ÄĚ, em que o ator¬†William¬†Bailey¬†refaz os passos de

wallace-portra0t-bailey-490_118460_2

Wallace na polinésia contando e contextualizando seus feitos. Ao final do documentário o ator Bill Bailey e Sir David Attenborough inauguraram um grande quadro retratando o grande Wallace na escadaria do Museu de História Natural de Londres. Assim, eles repararm a enorme injustiça histórica, já que só havia a estátua de Darwin por lá e nenhuma menção a Wallace. Assista a baixo os dois episódios desse documentário da BBC e vamos redescobrir e celebrar os feitos e as descobertas de Alfred Russel Wallace.

Celebrando o Darwin Day 2013

darwin day joven e beagleHoje, 12 de fevereiro, em meio ao carnaval e à renuncia do papa, estamos celebrando mais um Dia de Darwin aqui no MARCO EVOLUTIVO. Nesse 2013 Darwin completaria 204 anos. Um homem sentado nos ombros de cientistas gigantes do passado que foi capaz de ver mais longe. Darwin se libertou das amarras do pensamento religioso e estabeleceu a sólida base que unificou toda as Ciências Biológicas e foi além, hoje já está presente em toda grande disciplina das Humanidades.

Coexist2

darwinday2013.jpg.300x300_q85

Charles Darwin emancipou a mente humana, separou a Biologia dos dogmas da religi√£o¬†e preparou o terreno para nosso real entendimento dos fen√īmenos biol√≥gicos, incluindo o ser humano, sua origem e comportamento.

Muito j√° avan√ßamos nesse sentido, mas ainda existem pessoas que teimam em fundamentar seus preceitos morais em fatos do mundo observ√°vel ao inv√©s de o fazer em princ√≠pios morais. Sempre que uma moral da hist√≥ria √© fundamentada num fato, como “a terra √© plana”, “estamos no centro no Universo”, “as esp√©cies n√£o mudam”, “s√≥ existe macho e f√™mea nada intermedi√°rio”, ou em lacunas factuais como “o que havia antes do Big Gang”, ou “o que aconteceu na vida pr√©-cambirana”, corre o risco de cientistas mostrarem novas facetas da quest√£o inclusive que as observa√ß√Ķes anteriores estavam erradas.

coexist1

J√° aqueles que, usando ou n√£o de algumas da religi√Ķes existentes, fundamentam suas posturas √©ticas em fundamentos morais como a “igualdade de direitos e oportunidades”, n√£o entrar√£o em conflito com as dimens√Ķes factuais do mundo, investigadas pela ci√™ncia.¬†Por ser hoje tamb√©m o Dia do Orgulho Ateu vale¬†a pena recarregarmos as esperan√ßas ao promovermos uma coexist√™ncia pac√≠fica e independente entre os grandes sistemas religiosos, sociais, pol√≠ticos e cient√≠ficos, cada um na sua. Temos que aceitar nossa interdepend√™ncia,¬†promover nossa coexist√™ncia global e zelar pelas outras esp√©cies e ecossistemas tamb√©m.

wallace100

Esse ano, al√©m de estarmos celebrando as contribui√ß√Ķes de Darwin para a Ci√™ncia a Humanidade e ao pensamento racional, estamos celebrando os 100 anos de falecimento de Alfred Russel Wallace (1823-1913), co-descobridor do mecanismo evolutivo da sele√ß√£o natural.¬†

aflred wallace

O museu de Hist√≥ria Natural de Londres est√° fazendo uma grande exposi√ß√£o chamada Wallace100 para homenagear e relembrar os feitos de Wallace que esteve no Brasil, assim como Darwin, para estudar a biodiversidade. Ele sobreviveu a um inc√™ndio e naufr√°gio do barco em que coletava na Amaz√īnia. Salvou s√≥ poucas gravuras, todo o resto do material coletado por ele foi perdido. Descubra outros fatos interessantes sobre sua obra e sua vida, como o quanto teve a ideia da sele√ß√£o natural delirando de febre.

entendendo a evolu√ß√£o UnicampO presente evolutivo deste Dia de Darwin √© a tradu√ß√£o brasileira para o site da Universidade de Berkeley, Entendendo a Evolu√ß√£o hospedado no site do Instituto de Bioci√™ncias da USP. √ďtimo site para professores, jornalistas e interessados em geral. Apresenta dicas tanto para ensinar quanto para aprender Evolu√ß√£o. Dou um destaque para as potenciais armadilhas¬†a serem evitadas e os equ√≠vocos que pessoas comumente atribuem ao evolucionismo, os quais devemos corrigir sempre. Existe tamb√©m uma vers√£o traduzida para o Espanhol, Comprendiendo la Evoluci√≥n para nossos colegas hermanos tamb√©m promoverem um melhor entendimento do evolucionismo atual em seus pa√≠ses.

Semana Darwin catavento 2013Em S√£o Paulo, o Catavento Cultural e Educacional apresenta de 5 de fevereiro a 10 de mar√ßo a Exposi√ß√£o Darwin: Evolu√ß√£o para Todos desenvolvida pelo Museu de Zoologia da USP que est√° fechado em reforma. O catavento ainda oferece oficinas sobre Evolu√ß√£o e Biodiversidade contando com origamis, desenhos e mais, al√©m do teatro de bonecos “Darwin e a Bicharada!” Ambos ocorrer√£o no final de semana do dia 23 e 24 de fevereiro. Confira os detalhes no cartaz ao lado.

E para acompanhar nossos pensamentos darwinistas nesse Dia da Darwin ficamos com um v√≠deo bem interessante. Trata-se de uma par√≥dia da¬†m√ļscia “Revolution” dos Beatles adaptada naturalmente esse ano de 2013 para celebrar a Revolu√ß√£o Darwinista que estamos vivendo que ajudando a contruir juntos.

Feliz Darwin Day 2013!!

5 Anos de MARCO EVOLUTIVO e Feliz 2013

5 year cakeComeçamos esse feliz ano de 2013 já celebrando não UM, nem DOIS, TRÊS ou QUATRO mas sim os 5 anos que o MARCO EVOLUTIVO fez em novembro de 2012. Nosso science-canal online sobre Biologia, Evolução, sua História e Filosofia, e Comportamento Animal e Humano está com meia década de existência, e amadurecendo junto com você.
Agrade√ßo como sempre todos os coment√°rios, elogios e cr√≠ticas recebidos. Continuem sempre acessando e compartilhando links do blog com os amigos. Aqui ao lado esquerdo ¬†do post temos v√°rias op√ß√Ķes para curtir e compartilhar!

Tive um 2012 cheio de viagens pra congressos, pesquisas, orientação, palestras, minicursos e concursos, pricipalmente no segundo semestre o que tomaram todo o meu tempo para blogar. Fiquei noivo da Jaroslava Valentová, a Antropóloga Tcheca que é a mulher dos meus sonhos. Estou muito feliz que tudo está dando certo conosco e logo estaremos vivendo juntos.

Estive tamb√©m trabalhando com rep√≥rter de Ci√™ncia e Sa√ļde na Folha de S.Paulo. Gostaria de agradecer ao Reinaldo Jos√© Lopes e toda a equipe da reda√ß√£o por essa fant√°stica experi√™ncia profissional em jornalismo cient√≠fico. Para acessar todos os textos que publiquei pela Folha √© s√≥ clicar AQUI.

Fora isso participei do Boteco Behaviorista #4: “Biologia, Evolu√ß√£o e Comportamento”¬†a convite do Felipe Epaminondas. Clique para assistir ao hangout coletivo inteiro gravado no dia 2 de setembro.

De janeiro de 2012 at√© janeiro de 2013 o MARCO EVOLUTIVO teve quase 27 mil visitas. Tivemos mais de 24 mil visitas no Brasil e 1.200 de Portugal. As outras visitas foram de EUA, Angola, Reino Unido,¬†Mo√ßanbique, Espanha, M√©xico, Rep√ļblica Tcheca, Alemanha, Fran√ßa, Irlanda, Col√īmbia, Cabo Verde, Canad√°, It√°lia, Chile, Su√≠√ßa, Eslov√°quia, Argentina, Venezuela, Jap√£o, Peru, B√©lgica, Bol√≠via, Equador, Holanda, todos com 10 ou mais visitas.¬†

Cesar Ades e Marco

As palavras mais usadas antes de encontrar o MARCO EVOLUTIVO foram: ‚ÄúBiologia‚ÄĚ, ‚ÄĚSomos dominados por genes ou mal-entendidos‚ÄĚ, ‚ÄúLamarck‚ÄĚ, ‚ÄúPsicologia Evolucionista‚ÄĚ, ‚ÄúBiosseguran√ßa‚ÄĚ , ‚ÄúRevolu√ß√£o gen√īmica‚ÄĚ ‚ÄúSteven Pinker‚ÄĚ, ‚ÄúDarwin‚ÄĚ, ‚ÄúSele√ß√£o Sexual‚ÄĚ e ‚ÄúMarco Evolutivo‚ÄĚ.

Os 5 posts mais lidos de 2012 foram: 1-‚ÄúDicas de Livros em Psicologia Evolucionista‚ÄĚ, 2- 2009 o ‚ÄúANO DA BIOLOGIA‚ÄĚ, 3-“Lamarck ‚Äď A Verdadeira Id√©ia Errada”, 4-‚ÄúO sexo chimpanz√© e o conflito de gera√ß√Ķes‚ÄĚ, e 5- “Sele√ß√£o Sexual, de Parentesco, Natural, Artificial e Social”, que data de 2012. O destaque do ano passado foi o tr√°gico acidente que vitimou nosso querido C√©sar Ades, um dos pais da Etologia no Brasil e seu representante ilustre em todos os Dias de Darwin. “Ades Egypti e seu Entusiasmo Contagiante”. C√©sar Ades foi devidamente homenageado diversas vezes por sua obra e car√°ter. Todos seguimos em frente pesquisando e divulgando Etologia inspirados e contagianos pelo seu entusiasmo.

Nesse início de 2013 o MARCO EVOLUTIVO já conta com 246 seguidores pela Página no Facebook, três vezes mais do que tinham no começo do ano passado. E já estamos contando as horas para celebrar o Dia de Darwin depois de amanhã. Não percam.

Palestra Internacional sobre Darwin e o Problema dos Insetos Oper√°rios

Amanh√£ dia 19/02 √†s 10 horas da manh√£ o Instituto de Estudos Avan√ßados da USP promover√° uma palestra com o Professor Francis Ratnieks da Universidade inglesa de Sussex. Chefe do rec√©m lan√ßado Laborat√≥rio de Apicultura e Insetos Sociais Universidade de Sussex o Professor Francis Ratnieks conduz elegantes experimentos com colabora√ß√£o em diferentes pa√≠ses, inclusive o Brasil, sobre v√°rios aspectos do comportamento de abelhas e formigas principalmente. Suas publica√ß√Ķes pedem ser acessadas aqui no site do seu laborat√≥rio.
Durante essa semana ele est√° ministrando uma disciplina de p√≥s-gradua√ß√£o no Instituto de Bioci√™ncias da USP chamada: T√≥picos Especiais em Ecologia: Comportamento Animal. Ela est√° bem legal e recheada de exemplo atuais de seus trabalhos. Sua palestra ser√° sobre as dificuldades especiais que Darwin enfrentou ao tentar explicar o comportamento casto das oper√°rias de insetos sociais.“Darwin’s Special Difficulty: Worker Insects”, al√©m de ser uma palestra gratuita ser√° transmitida online ao vivo pela p√°gina da mideateca do IEA. L√° no arquivo da mideateca voc√™s encontrar√£o muitas outras palestras dos mais variados temas para assistir quando quiserem.N√£o perca mais essa oportunidade evolutiva para celebrar o legado do nosso aniversariante do ano, Charles Darwin.

Mudança coletiva para o ScienceBlogs Brasil

Depois de pensarmos grande no grande Dia de Darwin em nosso grande Ano de Darwin eu tenho uma grande not√≠cia para dar. Nos pr√≥ximos dias os blogs do Lablogat√≥rios ser√£o nada mais nada menos que ScienceBlogs Brasil. √Č isso mesmo, a mais importante e influente uni√£o de blogs de Ci√™ncia est√° se expandindo pelo mundo e depois do ScineceBlogs Alem√£o seremos os representantes brasileiros.
Portanto, todos estamos orgulhosos e ansiosos com a mudança. O MARCO EVOLUTIVO ainda está em fase de transição, mas em breve estará melhor do que nunca. Seu novo endereço será http://scienceblogs.com.br/_br/marcoevolutivo/
Nos vemos no ScienceBlogs Brasil!!!

Darwin no 3¬ļ Colegial

Hoje estamos exatamente a 2 dias do t√£o esperado 12 de fevereiro duzentas vezes mais evolutivo do que nunca e dessa vez o presente para os 200 anos de Darwin vem em forma de v√≠deo. N√£o v√≠deos de celebridades discorrendo em ingl√™s sobre as vicissitudes do darwinismo na atualidade. Dessa vez veremos a vis√£o de brasileiros. N√£o de eminentes pesquisadores catedr√°ticos como veremos no final de semana no Museu de Zoologia da Usp, mas, e n√£o menos importantes, os autores s√£o alunos do 3¬ļ Colegial da Escola Estadual Oswaldo Aranha. E os v√≠deos s√£o recentes, datam de novembro de 2008 no youtube.

Pelo que eu pude perceber pelo youtube foi uma iniciativa conjunta da disciplina de Portugu√™s e de Biologia para que os alunos fizessem um trabalho em forma de apresenta√ß√£o de slides musicada sobre as aplica√ß√Ķes pr√°ticas cotidianas de Darwin, “o rebelde” com mais causa do que muito adolocente. Os v√≠deos abordam a teoria do ancestral comum, sele√ß√£o natural e artificial, al√©m de evolu√ß√£o cultural e tecnol√≥gica.

Achei muito interessante o conte√ļdo dos v√≠deos, fora alguns poucos deslizes conceituais, eles est√£o bem encadeados e produzidos. As m√ļsicas ficaram muito boas! Foi uma proposta did√°tica muito legal e um exemplo a ser seguido por outras escolas. T√£o interessante quanto o trabalho em si foi o fato dos alunos terem colocado o v√≠deo final no youtube para quem quiser acessar. Esse simples ato aumentou dramaticamente o alcance dos trabalhos e, por conseguinte, sua import√Ęncia na educa√ß√£o n√£o-formal.

Osvaldo Aranha, eminente diplomata brasileiro, ficaria orgulhoso desse aspecto internacional dado a um trabalho escolar.

Um dos motivos que me motivaram a fazer um blog foi que percebi que ao longo de todo nosso ensino formal nos matamos pra fazer v√°rios trabalhos, que depois de corrigidos ficam ainda melhores, simplesmente para acabarem engavetados no esquecimento. Se fiz√©ssemos trabalhos para serem publicados na net, as motiva√ß√Ķes do fazer seriam melhores. Poder√≠amos sentir que estamos fazendo a diferen√ßa pra algu√©m em todo momento no mundo todo.

Parabenizo a Escola Estadual Oswaldo Aranha, os professores, bem como os alunos: Beatriz Duarte Ressurrei√ß√£o, Fernando Leonel, Michel Lopes e Rayane Costa, autores do v√≠deo ‚ÄúCharles Darwin e a teoria do Ancestral Comum‚ÄĚ; Aline Targino, Jess√≠ca Cristine, Phillipe David e Rodrigo Nicolau autores do v√≠deo ‚ÄúAplica√ß√Ķes emp√≠ricas de Darwin na pr√°tica_3¬įA‚ÄĚ; e Aline Santos, Danielle Voss Rolando, Leon Souza de Oliveira e Lorean Ribeiro de Oliveira aoutores do v√≠deo ‚ÄúAPLICA√á√ēES EMP√ćRICAS – DARWIN NA PR√ĀTICA‚ÄĚ; e Ellen, Francine, Maysa e Tamara autoras do v√≠deo ‚ÄúAplica√ß√Ķes empiricas de darwin na pr√°tica‚ÄĚ.

Comforme eu for achando assistindo mais vídeos dessa turminha nota 10 eu vou postando aqui no MARCO EVOLUTIVO. Os vídeos abaixo são respectivamente os supracitados. E que todos tenham uma ótima semana de Darwin.

Xaveco Furado da TV sobre a Química do Amor

Agrade√ßo a todas as parabeniza√ß√Ķes recebidas sobre a not√≠cia da minha entrevista no Jornal da Cultura, mas para aqueles que n√£o assistiram fiquem sabendo que eu n√£o apareci! E eu at√© achei muito bom porque o que eu temia aconteceu: a edi√ß√£o da mat√©ria ficou demasiadamente apelativa e sensacionalista. Eles optaram por excluir a opini√£o de um especialista deixando apenas a opini√£o de quem realmente entende do assunto: o p√ļblico leigo apaixonado que √© mais facilmente manipul√°vel por jornalistas do que cientistas divulgadores de ci√™ncia.

Para muitos jornalistas que fazem divulga√ß√£o cient√≠fica, a felicidade est√° em ser justo com o p√ļblico. At√© a√≠ eu tamb√©m concordo, o problema √© que pra eles ser justo significa mostrar sempre ‚Äúos dois lados da quest√£o‚ÄĚ da forma mais sensacionalista poss√≠vel. Mas pra mim, ser justo √©: se n√£o for contribuir para o bom entendimento do tema pelo menos n√£o promova um desservi√ßo para seu entendimento.

Eles j√° se eximiram da tarefa educativa dizendo que s√£o apenas divulga√ß√£o e entretenimento. Ent√£o da√≠ para tratarem os cientistas como frios e calculistas que acham absurdamente que o amor, esse sentimento t√£o enternecedor, possa ser algo meramente qu√≠mico, como a fria tabela peri√≥dica, √© s√≥ um pulinho. Deu pra ver quais s√£o ‚Äúos dois lados da quest√£o‚ÄĚ? E o meu papel nesse teatrinho era dizer que o amor n√£o √© sentimento nem poesia, mas sim qu√≠mica!

Mas afinal, por que falar em qu√≠mica do amor soa t√£o reducionista? Porque ao dizer isso se est√° omitindo irresponsavelmente os dois grandes saltos contra-intuitivos que ligam naturalmente a tabela peri√≥dica ao amor. Com isso se est√° induzindo as pessoas a conclu√≠rem que o salto √© absurdamente maior do que a perna, o que √© sin√īnimo de explica√ß√£o for√ßada e muito pretensiosa. Al√©m de contribuir para o analfabetismo cient√≠fico est√° se refor√ßando uma reputa√ß√£o desmerecidamente danosa ao cientista e √† ci√™ncia.


O primeiro salto est√° na passagem da qu√≠mica para a qu√≠mica org√Ęnica. A qu√≠mica org√Ęnica √© a qu√≠mica + hist√≥ria evolutiva, ou seja, um horm√īnio neurotransmissor como a ocitocina n√£o tem apenas a f√≠sico-qu√≠mica como o sal de cozinha, ele tem tamb√©m fun√ß√£o biol√≥gica intr√≠nseca, foi projetado cegamente pela sele√ß√£o natural por desempenhar melhor uma tarefa. Esse detalhe nos permite entender toda a complexidade e especificidade biol√≥gica das biomol√©culas passando pelos os √≥rg√£os at√© aos organismos sem precisar postular nenhuma ajudinha m√°gica de cupido algum.

O segundo salto est√° na rela√ß√£o entre o que acontece no c√©rebro e o que sentimos na mente. C√©rebro e mente s√£o os dois lados insepar√°veis da mesma moeda, um √© o hardware, o motor e o outro √© o software, seu funcionamento. O mesmo conceito fundamental da linguagem de processamento de informa√ß√£o explica o funcionamento do computador e da mente. E assim como o Word √© um programa especificamente projetado para executar uma fun√ß√£o, os m√≥dulos cognitivos que comp√Ķem a adapta√ß√£o mental do amor foram cegamente projetados pela evolu√ß√£o para executar sua fun√ß√£o. E do mesmo jeito que Word n√£o √© s√≥ el√©trons passando na placa m√£e, mas sim muitas regras de programa√ß√£o, o amor n√£o √© s√≥ neurotransmissores, mas sim muitos vieses de racioc√≠nio e sentimentos poderosos.

Todos sabemos que a biologia do comportamento humano √© facilmente destorcida, e por isso muito mal vista. Precisamos perceber que somos mais dominados por mal-entendidos do que por genes ou subst√Ęncias qu√≠micas quando o assunto √© biologia do comportamento humano. Se voc√™ preferir continuar a ser cada vez mais facilmente ludibriado por ret√≥rica ent√£o saiba o que fazer para transformar seu pensamento cr√≠tico em pensamento cr√≠ptico aqui. Mas se preferir resolver tais mal-entendidos ent√£o sempre desconfie das manchetes sobre ci√™ncia do comportamento humano.

Espero que ainda nesse século XXI vejamos um real amadurecimento da divulgação científica no Brasil. E tomara que eles percebam que é feio ficar só piorando a tradução das matérias, já perigosamente simplificadas, das agências de notícias estrangeiras. Em suma: não deixe que a má divulgação atrapalhe sua química com a ciência.

Evolução Humana Facilitada

Para aqueles que acham a evolu√ß√£o humana muito complicada, distante e dif√≠cil de se entender apresento aqui um v√≠deo de 10 minutos que poder√° contribuir bastante. Este v√≠deo trata da evolu√ß√£o humana de modo simplificado, o que facilita muito o entendimento. Aborda as mitologias sobre as origens de outras culturas, a revolu√ß√£o Darwinista e os papeis de Darwin, Wallace e Huxley. Ver√£o tamb√©m os a quest√£o do elo perdido entre humanos e os ‚Äúmacacos‚ÄĚ, inclu√≠do a hist√≥ria dos Neandertais e Homo Erectus. Al√©m disso, veremos as hip√≥teses de surgimento dos humanos na √Āfrica e em v√°rios lugares ao mesmo tempo, nossas caracter√≠sticas √ļnicas e nossos parentes antepassados segundo a paleoantropologia e a gen√©tica. O famosos uso do DNA mitocondrial para tra√ßar filogenias √© explicado claramente. Assim veremos o quanto as evid√™ncias f√≥sseis e de DNA est√£o estreitamente relacionadas contando uma mesma hist√≥ria sobre nossa evolu√ß√£o.