Feliz Década Darwin Day Brasil 2008-2018

Darwin-Day_ss_515355631-790x400Foi com muita emo√ß√£o e descontra√ß√£o que comemorei o nosso¬†12 de fevereiro com minha esposa Jarka e meus dois filhos Alice (1 ano e 6 meses) e Bernardo (3 semanas). Entre a visita ao Butant√£ e a ida √† piscina muitas alegrias e choros, claro. Que dia especial √© sempre nosso Darwin Day. Ele que faria 209 anos, teve¬†10 filhos, ent√£o devia ter v√°rios motivos para comemorar o 12 de fevereiro. Que dia esse… Do nascimento de Martinho da Vila em 1938 ao falecimento de Tomie Ohtake em 2015, no Darwin Day tudo pode acontecer. Assim como que em qualquer outro dia… √Č quando menos se nota a import√Ęncia hist√≥rica daquele momento que notadamente se faz e vive a hist√≥ria.

Comemoramos o Dia de Darwin¬†no MARCO EVOLUTIVO h√° uma d√©cada. Temos, ent√£o dez vis√Ķes sobre a import√Ęncia desse dia e do quanto ele ainda precisa crescer. Desde¬†2008,¬† passando por 2009 (Bicenten√°rio ‚Äď Ano de Darwin),¬†2010,¬†2011,¬†2012,¬†2013,¬†2014,¬†2015, 2016 e 2017. Nessa d√©cada, vivenciamos um pleno crescimento do interesse e de celebra√ß√Ķes promovendo a vida e a obra desse naturalista que com muita dedica√ß√£o reuniu as evid√™ncias e foi √†s √ļltimas consequ√™ncias em suas conclus√Ķes evolutivas.

Nosso pensamento darwinista do ano vem de Ron Amundson que em um cap√≠tulo de 2001 fez uma observa√ß√£o em um par√°grafo bem intrigante. Para ele o Origem das Esp√©cies foi a “primeira reconcilia√ß√£o cient√≠fica genu√≠na entre forma e fun√ß√£o”. Antes de Darwin a escola estruturalista focada na embriologia e na anatomia comparativa explicava os padr√Ķes das formas corporais segundo tipos gerais, bem diferentemente do que a escola da teologia natural que focava na perfei√ß√£o de fun√ß√Ķes espec√≠ficas. Pois bem, Darwin conectou as duas pe√ßas do quebra-cabe√ßa: usou a escola estruturalista para embasar a descend√™ncia comum marcando o trajeto evolutivo, e a sele√ß√£o natural como motor da mudan√ßa evolutiva, o que explicava tanto as perfei√ß√Ķes quanto as imperfei√ß√Ķes funcionais das adapta√ß√Ķes e √≥rg√£os vestigiais. Desde Arist√≥teles forma e finalidade tinham respostas pr√≥prias e distintas, agora com a evolu√ß√£o por sele√ß√£o natural continuam cada uma na sua, mas com alguma coisa em comum: √Č o sucesso funcional de cada vers√£o de uma forma que propele sua evolu√ß√£o e os padr√Ķes estruturais interagindo com o ambiente que definem sua vers√£o formal. Que legado!

Para al√©m de simplesmente unificar escolas de pensamento e linhas de pesquisa, o Darwinismo abriu caminho para explicar a nossa origem e a de todos os outros seres vivos no planeta. Ent√£o, mesmo aqueles muitos curtiram um √≥timo carnaval contesta√ß√£o Fora Temer & coaliz√£o, no fundo por esbanjar presen√ßa, atitude, viv√™ncia e experi√™ncia moment√Ęnea est√£o celebrando a vida, sua diversidade e complexidade, em forma e fun√ß√£o, sobreviv√™ncia e reprodu√ß√£o.

Fiquem de olho nos eventos comemorativos do Darwin Day Brasil 2018 em todos os locais onde j√° se comemoraram o dia em anos anteriores.

E fiquem bem com Sir¬†David Attenborough sobre a import√Ęncia da Darwin.

 

Feliz Dia de Darwin 2017, Brasil

darwin day 2017√Č chegado o dia mais esperado do ano novo: hoje, 12 de fevereiro Charles Robert Darwin completaria 208 anos e sua obra prima “A Origem das Esp√©cies” completa 158 aninhos. √Č o famoso “Dia de Darwin”, momento em que celebramos sua obra e legado para a humanidade. N√≥s do MARCO EVOLUTIVO marcamos essa data em nosso calend√°rio desde 2008, passando por 2009 (Bicenten√°rio ‚Äď Ano de Darwin), 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015 at√© 2016. No Brasil e ao redor do mundo (Veja o DARWINDAY.ORG) est√£o sendo mantidos e criados novos eventos para promover e disseminar o pensamento darwinista.

O pensamento darwinista ainda √© jovem, est√° s√≥ come√ßando a segunda metade do seu segundo s√©culo, ent√£o √© esperado que as pessoas v√£o ter dificuldades em compreender sua l√≥gica b√°sica. Al√©m disso, o maior inimigo do pensamento darwinista ainda √©, de longe, a mente humana primata cheia de vieses, atalhos cognitivos, e de agendas pr√≥prias de um mam√≠fero da nossa laia. Um desses becos sem sa√≠da psicol√≥gicos √© o “Erro Beethoven”, nomeado por Frans de Waal em seu livro “Eu, Primata: Por Que Somos Como Somos (2007)” [Our Inner Ape: The Best and Worst of Human Nature (2005)”.
beethoven apartment

O “Erro Beethoven” ocorre sempre que confundimos ou igualamos o processo ao seu produto e vice-versa. Os conhecidos de Beethoven ficavam chocados e incr√©dulos sempre que visitavam o compositor em seu apartamento. Ele viveu em 39 apartamentos diferentes, teve cinco pianos todos sem pernas que ficavam no ch√£o. No geral, seu ap√™ era sujo, bagun√ßado, fedido, cheio de restos de comida e partituras amassadas espalhadas. N√£o era poss√≠vel, imaginar que todas aquelas pe√ßas musicais sublimes, criativas e elegantes foram compostas ao ch√£o em meio ao um caos repulsivo. Normalmente as pessoas imaginam que o produto demonstrar√° claramente caracter√≠sticas do processo e, quanto melhor √© o produto, mais positivamente imaginamos o processo correspondente. Ocorre o mesmo problema com a Sele√ß√£o Natural: ‘j√° que somos seres bem complexos, conscientes e perfeitinhos ent√£o n√£o √© poss√≠vel que um processo cego, mec√Ęnico e sem destino tenha nos produzido.’ Ou ent√£o ocorre o contr√°rio: ‘j√° que a natureza √© selvagem e cruel – tipo cada um por si – somos naturalmente cru√©is por sermos seu produto‘ ou ent√£o ‘j√° que, na evolu√ß√£o, os genes mais ego√≠stas deixam mais descendentes, ent√£o s√≥ podemos ser naturalmente ego√≠stas mesmo’.

Qualquer pessoa que j√° foi ao barbeiro ou cabeleireiro sabe que para ter um corte novo, lindo e impec√°vel √© preciso passar pelo corte, esse processo longo, desconfort√°vel e ‘sujo’ (cheio de fios em peda√ßos pra todo lado). Qualquer pessoa que j√° ralou um queijo sabe que para ter um delicioso, soltinho e leve queijo ralaralando queijodo, tem que ralar (literalmente), √© preciso passar por esse processo cansativo, √°rduo e potencialmente perigoso. Qualquer pessoa que j√° mudou de casa sabe que para ter um novo lar, confort√°vel, acolhedor e organizado √© preciso passar pelo processo ca√≥tico, cansativo e angustiante da mudan√ßa. Como o produto √© mais saliente do que o processo acabamos imaginando o processo √† luz do produto. Mas temos que lembrar que na maioria dos casos processo e produto t√™m caracter√≠sticas distintas. Ent√£o, com a Evolu√ß√£o por Sele√ß√£o Natural √© a mesma coisa: o processo evolutivo que √© simples, desnorteado, amoral, implac√°vel e ignorante d√° origem, ap√≥s v√°rios ciclos, a seres complexos, focados, morais, funcionais e inteligentes. Totalmente poss√≠vel, nada que possa nos denegrir, pelo contr√°rio, s√≥ pode nos exaltar j√° que nossa complexidade e outras qualidades n√£o s√£o vers√Ķes pioradas vindas de um processo ainda mais complexo e melhor, mas sim as primeiras do g√™nero para cada ramos da √°rvore da vida.oficinas-darwin day mzusp 2017jpg

Esse ano no Brasil tivemos, temos e teremos v√°rios eventos Darwindaynianos. √Č muito bom ver que a lista s√≥ aumenta. No Museu de Zoologia da USP em S√£o Paulo como sempre houve a Semana de Darwin com apresenta√ß√£o de document√°rios, √≥timas palestras, oficinas e exposi√ß√£o. Hoje a programa√ß√£o vai at√© as 17 e ser√£o duas palestras na parte da tarde. O destaque vai para o jogo Ca√ßada no Museu: Edi√ß√£o especial Charles Darwin, para crian√ßada.
Darwinday osasco 2017

No Borbolet√°rio de Osasco houve do 2¬ļ Darwin Day com discuss√£o aberta sobre “Por que a vida √© assim?” no dia 10/fev contando com o Prof. Dr. N√©lio Bizzo, o Prof. Dr. Waldir Stefano, e a MsC. Carolina Yamaguchi.darwin day catavento 2017

No Catavento Cultural est√° tendo esse final de semana a “Mostra VerCi√™ncia – Dia de Darwin” com exibi√ß√£o continua de curtas-metragens com ‘o que √© evolu√ß√£o?’ e ‘como funciona a evolu√ß√£o’.

Ver ciência Rio de Janeiro museu do Amanhã 2017No Rio de Janeiro, haverá hoje a partir das 14h no Darwin Day no Museu do Amanhã exibição de dois documentários e debates mediados por Sergio Brandão, curador internacional da Mostra VerCiência.

Darwin Day Lagen UFPA 2017

Em Bel√©m do Par√° no Instituto de Ci√™ncias Biol√≥gicas da UFPA no dia 15/fev quinta-feira haver√° o 2¬ļ Darwin Day com carga hor√°ria de 10 horas, para o dia todo sobre o tema “A teoria Evolutiva precisa ser repensada?” a √≥tima discuss√£o ser√£o 7 palestras imperd√≠veis. Sobre Constru√ß√£o de Nicho, Epigen√©tica, Evolu√ß√£o Cultural, Plasticidade Fenot√≠pica, Evolu√ß√£o e Sa√ļde, Assimila√ß√£o Gen√©tica e Evo-Devo. As inscri√ß√Ķes antecipadas saem por R$10 ¬†e no dia sae por R$15, basta enviar email para o pessoal da Liga Acad√™mica de Gen√©tica lagenufpa@hotmail.com

Darwin Day UNESP - Botucatu - BrazilPela primeira vez na UNESP de Botucatu organizado com apoio da P√≥s-Gradua√ß√£o em Gen√©tica e do Instituto de Bioci√™ncias de Botucatu haver√° dia 30 de mar√ßo o Darwin Day UNESP contando com tr√™s palestras com o Prof Dr. Ricardo Waizbort falando sobre o ‘Darwinismo no Brasil’, Prof Dr. Mario de Pinna falando sobre ‘A Evolu√ß√£o da Perspectiva Evolutiva’ e Profa. Dra. Jaroslava Varella Valentova (minha esposa e m√£e da minha filha Alice) falando sobre a ‘Sele√ß√£o Sexual’. O Prof. Dr. Danillo Pinhal organizador do evento ser√° o mediador da mesa-redonda onde eu vou falar sobre Evolu√ß√£o Adaptativa, o Prof. Dr. Reinaldo de Brito falara sobre o Neodarwinismo, e o Prof Dr. Cesar Martins sobre Revolu√ß√£o Gen√īmica. Imperd√≠vel!

E todo ano o pessoal da Pós-Graduação em Biologia Comparada e em Entomologia, da USP de Riberião Preto, organiza o Darwin Day USP de Ribeirão geralmente entre abril e maio. Então fiquem ligados no face.

Fiquem com uma s√©rie de falas do saudoso bi√≥logo brit√Ęnico John Maynard Smith (1920-2004) sobre Biologia, Gen√©tica e Evolu√ß√£o.

Sem reprodução não há evolução; sim e não.

Da ideia inicial a respeito da ‘sobreviv√™ncia dos mais fortes’ para a ‘sobreviv√™ncia dos mais aptos’, o foco no tempo de Darwin era nas condi√ß√Ķes necess√°rias para se gerar descend√™ncia. Sim √© necess√°rio ter alguma for√ßa para se alimentar, vitalidade, sa√ļde, estar bem ajustado √†s condi√ß√Ķes locais, enfim, sobreviver. Por√©m, apesar de ser necess√°rio, sobreviver n√£o √© suficiente para gerar descend√™ncia, pois √© preciso ainda se acasalar, ter filhos e cuidar da prole, enfim, realizar a reprodu√ß√£o propriamente dita.

Foi percebendo isso, entre outras coisas, que Darwin prop√īs a sele√ß√£o sexual, a qual frisa que at√© as diferen√ßas individuais herd√°veis nas capacidades de escolher e atrair parceiros, defender e competir por parceiros, e cuidar da prole podem influir na quantidade de filhos. Infelizmente, por introduzir a dimens√£o est√©tica aos animais e dar muito poder para a escolha das f√™meas a ideia da sele√ß√£o sexual, principalmente a atra√ß√£o e escolha de parceiros, foi rejeitada na √©poca.

D√©cadas depois, veio a concep√ß√£o mais moderna de que sem a reprodu√ß√£o individual n√£o h√° evolu√ß√£o na popula√ß√£o. Como sabemos n√£o √© o indiv√≠duo que evolui, ele s√≥ se desenvolve: nasce, cresce, se reproduz e morre. Quem evolui √© a popula√ß√£o, e por meio da reprodu√ß√£o diferencial entre os coespec√≠ficos. Por√©m, imersos na rejei√ß√£o da sele√ß√£o sexual, a modelagem da mudan√ßa na popula√ß√£o ao longo das gera√ß√Ķes bem frequentemente assumia o fict√≠cio acasalamento ao acaso; a famosa e ideal popula√ß√£o panm√≠tica (do grego pan= todos, e do latim miscere= misturar). Mesmo assim, at√© aqui: sim e n√£o. Sim, sem reprodu√ß√£o n√£o h√° evolu√ß√£o, no sentido de que se ningu√©m da popula√ß√£o se reproduzir, n√£o existir√° linhagem futura a partir dessa popula√ß√£o. S√≥ que tamb√©m n√£o, pois se evolu√ß√£o √© qualquer mudan√ßa (casual ou selecionada) na composi√ß√£o da popula√ß√£o ao longo das gera√ß√Ķes, ent√£o at√© extin√ß√£o tamb√©m √© mudan√ßa evolutiva.
Pouco depois, com o aumento do interesse e conhecimento sobre comportamento animal, o foco voltou para saber quais indiv√≠duos v√£o contribuir mais com sua descend√™ncia nas gera√ß√Ķes seguintes. Veio a concep√ß√£o de que sem a reprodu√ß√£o do pr√≥prio indiv√≠duo n√£o h√° contribui√ß√£o sua na evolu√ß√£o na popula√ß√£o. Mesmo assim at√© aqui ainda: sim e n√£o. Sim, sem reprodu√ß√£o do indiv√≠duo n√£o h√° evolu√ß√£o, no sentido de que seus tra√ßos e adapta√ß√Ķes n√£o ser√£o herdados, n√£o contribuindo para a evolu√ß√£o futura da popula√ß√£o. S√≥ que tamb√©m n√£o, pois se evolu√ß√£o √© fruto de qualquer reprodu√ß√£o diferencial, seja pra mais ou para menos (favorecendo ou eliminando), ent√£o at√© no n√£o deixar descendentes pr√≥prio o indiv√≠duo contribui para a mudan√ßa evolutiva em sua popula√ß√£o.

Com a integra√ß√£o sociobiol√≥gica do comportamento social e da gen√©tica de popula√ß√Ķes, ficou claro que o comportamento de um indiv√≠duo altru√≠sta ajudando um parente a sobreviver e se reproduzir pode aumentar a representa√ß√£o gen√©tica do indiv√≠duo altru√≠sta na propor√ß√£o em que s√£o relacionados genealogicamente. Muitos entenderam errado essa tal de reprodu√ß√£o indireta, pois ela n√£o √© apenas o n√ļmero de filhos dos parentes porcionado pelo grau de parentesco. Mas tem que se levam em conta quantos mais filhos o parente consegui ter gra√ßas √† ajuda do altru√≠sta em sua reprodu√ß√£o. Ent√£o aqui sim √© s√≥ n√£o. Pois mesmo sem se reproduzir diretamente o indiv√≠duo poder√° contribuir positivamente na sua descend√™ncia, no sentido de que se ele ajudar a sobreviv√™ncia e reprodu√ß√£o dos seus parentes, uma por√ß√£o dos seus tra√ßos e adapta√ß√Ķes estar√£o representados nas pr√≥ximas gera√ß√Ķes. Com isso sobreviver ajudando na reprodu√ß√£o dos parentes passou a ser condi√ß√£o suficiente para a evolu√ß√£o. Apesar que, ainda assim, a reprodu√ß√£o direta d√° uma contribui√ß√£o positiva maior na descend√™ncia do que a indireta. Por isso que fazendo os dois, seja reprodu√ß√£o direta ou indireta, ou nenhum deles, em um sentido ou de outro, todos contribuiremos na evolu√ß√£o.

Esse foi o post especial sobre reprodução e evolução, dada a condição pré-parto pós-data que minha esposa e eu nos encontramos; prestes a ter nossa primeira descendência direta, e muito felizes.

Assista ao programa sobre os top 10 extremos animais em matéria de reprodução comparado aos humanos.

FELIZ DARWIN DAY 2016 BRASIL

Darwin day osasco 2016√Č chegado o seu, o meu, o nosso Dia de Darwin! Hoje, dia 12 de fevereiro, Charles Robert Darwin faria 207 anos, ent√£o no mundo todo est√£o sendo rememorados e comemorados sua obra e seu legado cient√≠fico para a humanidade. Isso porque seu livro mais influente “A Origem das Esp√©cies” foi publicado em 1859, no ano em que ele comemorava 50 anos, ent√£o hoje tamb√©m estamos comemorando os 157 anos desse que foi o livro que mudou a hist√≥ria das ci√™ncias naturais e acabou influenciando tamb√©m exatas e humanas. Aqui no MARCO EVOLUTIVO incentivamos e comemoramos essa data desde em 2008, 2009 (Bicenten√°rio – Ano de Darwin), 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, at√© 2015.

O segredo de como a Revolu√ß√£o Darwiniana nos deu uma nova vis√£o de mundo est√° em identificarmos os pilares do mundo aristot√©lico que ela ajudou a quebrar. Encontramos essa ideia no livro de 2015 “From Aristotle’s Teleology to Darwin’s Genealogy: The Stamp of Inutility” de Marco Solinas, um historiador italiano que vir√° √† FEUSP dar uma disciplina condensada de p√≥s-gradua√ß√£o de 22 a 26 de fevereiro 2016, a convite do
Prof. N√©lio Bizzo. Os pilares do mundo Aristot√©lico,¬†segundo Solinas, s√£o o Fixismo (o mundo e as esp√©cies n√£o mudam), Essencialismo (cada esp√©cie teria Teleology to Darwin's Genealogyqualidades √ļnicas e descont√≠nuas), e a Teleologia aristot√©lica (tudo e todos estavam perfeitamente adaptados funcionalmente para a manuten√ß√£o das rela√ß√Ķes existentes). Eu torno expl√≠cito a adi√ß√£o do Antropocentrismo (os humanos s√£o qualitativamente superiores em import√Ęncia aos outros seres vivos e s√£o o centro das aten√ß√Ķes) como um quarto pilar aristot√©lico, o qual Solinas comenta, mas n√£o chega a elevar a condi√ß√£o de pilar. ¬†Assim temos esse ‘quadr√ļpede’ aristot√©lico que sobreviveu s√©culos chegando ao fim gra√ßas¬†√†s marteladas de Darwin em cada uma das¬†suas bases.

Darwin, que era um naturalista (n√£o confundir com naturista!), rompe com o fixismo ao perceber que, assim como com a geologia, as condi√ß√Ķes e os seres vivos estavam em constante mudan√ßa lenta e gradual; tornou-se um trasformacionista (n√£o confundir com transformista!). Darwin rompe com o essencialismo ao aplicar o pensamento populacional e perceber que a varia√ß√£o individual n√£o √© um mero ru√≠do, mas sim a mat√©ria prima para a sele√ß√£o; assim percebeu que s√£o as popula√ß√Ķes que evoluem e n√£o o indiv√≠duo, ent√£o tornou-se um populacionista (n√£o confundir com populista!). Darwin ent√£o rompe com a teleologia panadaptacionista e perfeccionista de Arist√≥teles ao chamar aten√ß√£o para as muitas imperfei√ß√Ķes e inutilidades dos seres vivos, como os √≥rg√£os vestigiais, justamente o que dever√≠amos observar se um processo demogr√°fico cego e autom√°tico como a sele√ß√£o natural estivesse atuando; tornou-se um selecionista (n√£o confundir com seletista). Darwin day osasco endere√ßoE finalmente Darwin rompe com o antropocentrismo ao perceber que o ser humano n√£o √© o √°pice da evolu√ß√£o,¬† pois esta √© multirramificada e sem metas ou rumo, ent√£o n√£o existem seres superiores nem inferiores; torna se um indiv√≠duo humilde perante a biodiversidade.

Enquanto voc√™ n√£o enfrentar e demolir cada um dos pilares do mundo pr√©-darwinista voc√™ vai ter alguns mal-entendidos sobre evolu√ß√£o biol√≥gica e n√£o vai sentir todo o peso e poder da Revolu√ß√£o Darwinista. Nada melhor do que um bom Darwin Day cheio de atra√ß√Ķes para abra√ßarmos de vez seu legado.

Em Osasco, o N√©lio Bizzo e eu estaremos hoje 12/02 na Escola de Artes “Antonio Savi”/Biblioteca Municipal “Monteiro Lobato” de Osasco a partir das 18h30 assistindo e discutindo um document√°rio, tudo organizado pela Secretaria do Meio Ambiente e Borbolet√°rio Municipal. O Darwin Day em Osasco tem entrada gratuita, o evento ser√° transmitido ao vivo atrav√©s das m√≠dias sociais. Note que o endere√ßo correto √© o Rua Tenente Avelar Pires de Azevedo n¬ļ 360

darwin day brasil mzusp 2016Em S√£o Paulo, teremos Darwin Day no Museu de Zoologia da USP e no Museu Catavento.

No MZUSP, que foi recentemente reaberto ao p√ļblico com uma excelente exposi√ß√£o, a programa√ß√£o vai de hoje 12/02 at√© dia 19/02 com √≥timas palestras, oficinas, jogos e exposi√ß√Ķes. Vale muito a pena conferir.

darwin day no catavento 2016No Catavento – Espa√ßo Cultural da Ci√™ncia em Sampa, no nov√≠ssimo Museu do Amanh√£ no Rio de Janeiro e no Sesi Tiradentes – Centro Cultural Yves Alves em Tiradentes, Minas, a MOSTRA VERCI√äNCIA DIA DE DARWIN vai exibir o epis√≥dio “Darwin no Brasil” uma produ√ß√£o da BBC de 1978 sobre a viagem a bordo do HMS Beagle e vinda de Darwin ao Brasil entre outros v√≠deos.

No Catavento ser√£o sess√Ķes √†s 12h e as 14h hoje 12/02 e amanh√£ 13/02.

No Museu do Amanhã será a tarde inteira de sábado dia 13/02 das 13 às 19h com uma palestra e cinco vídeos. Imperdível para os cariocas.

O Prof Gast√£o Galv√£o dar√° a palestra¬†A import√Ęncia da pesquisa de Darwin e a vinda dele ao Brasil”. Depois vir√£o os document√°rios:

13h20 ‚Äď “A viagem de Charles Darwin ‚Äď Epis√≥dio Darwin no Brasil‚ÄĚ (50min)DArwin day 2016 tiradentes

14h20 ‚Äď Darwin e a √°rvore da vida (60min)

15h30 ‚Äď Macacos geniais (60min)

16h40 ‚Äď Grandes brit√Ęnicos: Darwin (50min)

17h40 ‚Äď O jardim de Darwin (60min)

No Sesi Tiradentes ser√£o duas¬† exibi√ß√Ķes de v√≠deo: Darwin e a √Ārvore da Vida (√†s 18h00) e A Viagem de Charles Darwin (√†s 20h00).

Em Bel√©m do Par√°, o pessoal do Lagen do ICB da Universidade Federal do Par√° organiza o seu 1¬ļ Darwin Day desde ontem. Hoje a partir das 14h ter√£o ainda duas palestras imperd√≠veis: uma sobre a Teoria Evolutiva ministrada pelo Prof J√ļlio Pieczarka, e outra sobre EVODEVO ministrada pelo Prof Igor Schneider.darwin day belen 2016

Outros locais como o IB-USP e a USP Ribeir√£o
provavelmente ter√£o as comemora√ß√Ķes do Darwin Day em alguns meses. √Č lindo demais ver o¬†Darwin Day¬†se difundindo pelo pa√≠s. Convido as outras universidades a organizarem o seu Darwin Day e ampliarem essa tend√™ncia mundial evolucionista. Aproveitem!

Fechamos ent√£o com a grava√ß√£o do III Darwin Day de USP de Ribeir√£o Preto do ano passado que teve 5 horas de dura√ß√£o e palestras e discuss√Ķes muito interessantes e instigantes.

 

Feliz 2016, 7 e 8 anos de MARCO EVOLUTIVO

Feliz 2016¬†a todos leitores e f√£s do¬†MARCO EVOLUTIVO! cupcake_with_birthday_candle_for_eight_year_old_Iniciamos a segunda metade da segunda¬†d√©cada do s√©culo XXI j√° comemorando n√£o um, mas dois anivers√°rios do blog. Isso √© porque, em novembro de 2014 completamos 7 anos¬†de exist√™ncia (n√£o comemorados), e no final de 2015 completamos n√£o¬†UM, nem¬†DOIS,¬†TR√äS,¬†QUATRO,¬†CINCO ou SEIS, mas sim 8 anos¬†de blogagem evolutiva. Haja f√īlego! Agrade√ßo muito todos os coment√°rios, elogios e cr√≠ticas recebidos e tamb√©m aos novos seguidores na p√°gina do Facebook, que j√° est√° com 686 seguidores. Continuem sempre acompanhando e compartilhando links do blog com os amigos.

Em 2014 e 2015, o blog obviamente seguiu a tendência de desaceleração. Isso por conta da carga horária de aulas na Unb, junto com a organização do congresso internacional da ISHE (Sociedade Internacional de Etologia Humana) em 2014 e a mudança de volta a São Paulo em 2015. Foi um período para se dedicar mais à esposa, à casa e aos artigos científicos que escrevemos juntos. Agora estou ministrando aulas de Ciência e Science para alunos do Ensino Fundamental II na Escola Internacional de Alphaville e estou gostando muito, estou muito empolgado com essa oportunidade de ouro para aguçar o pensamento científico dessa juventude.

Com certeza, a experi√™ncia IMGP3380de aulas tanto na universidade quanto no fundamental v√£o influenciar as postagens, assim como as postagens influenciaram algumas das minhas aulas. Outra coisa que me motivou foi rever blogueiros das antigas dos tempos do saudoso Lablogat√≥rio como o grande √Ātila do Rainha Vermelha e do¬†Nerdologia, e ainda conhecer os novos vlogueiros de ci√™ncia cheios de energia para fazer a diferen√ßa e elevar o n√≠vel da divulga√ß√£o cient√≠fica em l√≠ngua portuguesa. Mais sobre eles em breve.

Em 2015 tivemos 14.813 visualiza√ß√Ķes com o √≥bvio pico no Darwin Day e com o esperado decl√≠nio durante os per√≠odos de f√©rias. Desse p√ļblico 86,32% foi de brasileiros e os pa√≠ses acima de 1% foram Portugal, EUA e √ćndia. Em 2014 tivemos 16.035 visualiza√ß√Ķes tamb√©m com um grande pico √≥bvio no Darwin Day, novamente a √ļnica publica√ß√£o do ano todo. O perfil do p√ļblico se manteve, 85,20% de brasileiros seguido de portugueses, estadosunidenses e indianos. A novidade √© que podemos tra√ßar o uso de celulares que visualizaram o MARCO EVOLUTIVO. O sistema operacional mais usado foi Android (64% em 2014 e 73% em 2015), seguido de iOS (26% em 2014 e 19% em 2015), com o Windows Phone j√° passando 4% em 2015.

Fechamos esse começo com um vídeo da Science Magazine sobre os maiores feitos científicos de 2015. Aproveitem.

Brasil, Feliz DARWIN DAY 2015!

darwin_day 2015Feliz 2015 a todos! Come√ßamos o ano j√° celebrando os 206 anos de Charles R. Darwin como fazemos desde 2008 aqui no MARCO EVOLUTIVO. Neste dia 12 de fevereiro, o famoso ‚ÄúDARWIN DAY‚ÄĚ, o mundo inteiro est√° promovendo eventos e reflex√Ķes sobre a vida, obra e todo o legado de Darwin.ontogenese de Darwin

‚ÄúH√° uma grandeza nessa vis√£o da vida‚ÄĚ, disse Darwin ao contemplar as implica√ß√Ķes da mudan√ßa de paradigma iniciada por ele. Ap√≥s muitas leituras, cartas, viagens, coletas, experimentos, descobertas e dilemas, Darwin se viu na obriga√ß√£o avisar o mundo simplesmente que a Natureza est√° nua!

m√£e naturezaAssim como no conto de fadas ‚ÄúA roupa nova do Rei‚ÄĚ de Hans Andersen, a maioria na √©poca de Darwin estava mais preocupado em validar sua pr√≥pria e merecida superioridade frente aos outros seres do que encarar os fatos humildemente. Afinal, s√≥ os inteligentes conseguem ver a roupa nova do rei, n√£o √© mesmo? Darwin, ao abandonar o antropocentrismo criacionista, foi como aquela crian√ßa que fez o favor de mostrar a todos que somos t√£o especiais quanto qualquer outra esp√©cie, e que toda a efici√™ncia, funcionalidade, complexidade e apar√™ncia de intencionalidade no projeto dos seres vivos √© fruto do mecanismo cego seletivo e n√£o da intru√ß√£o premeditada de um criador.

darwin day brasil 2015 s√£o caetano√Č claro que o gosto amargo que se sente com a possibilidade de conceber que se esteve muito errado ainda hoje impede muitos de perceber a Natureza nua mais como um nu art√≠stico do que como uma pornografia fajuta. Por isso, junte cruriosidade, coragem e humildade e descubra tamb√©m a beleza e grandeza da verdade nua e crua da Evolu√ß√£o Biol√≥gica.

Esse ano no Brasil teremos √≥timos eventos. Hoje √† noite √†s 20h no Universidade Municipal de S√£o Caetano do Sul, SP o grande¬†Prof. N√©lio Bizzo dar√° uma palestra intitulada ‚ÄúO que pensam os jovens sobre evolu√ß√£o?‚ÄĚ.

Em sampa, teremos amanh√£ (13/02/2015) o II Darwin Day no IB da USP com o tema ‚ÄúCombatendo a anti-Ci√™ncia com Educa√ß√£o‚ÄĚ. O evento ser√° transmitido ao vivo online nesse link.
darwin day brasil 2015 IB USP

Em breve será divulgado os detalhes do III Darwin Day da USP de Ribeirão Preto na página deles do Facebook. Abaixo segue o vídeo do evento passado do quel tive a honra de participar.

Assistam tamb√©m o document√°rio curto da BBC ‚ÄúDarwin’s Struggle: The Evolution Of The Origin Of Species‚ÄĚ, √© muito bom. Tenham todos mais um √≥timo Dia de Darwin!!

Feliz Darwin Day Brasil 2014!

Dia de Darwin 2014

Neste dia 12 de fevereiro, como em todos os anos, estamos celebrando mais um DIA de DARWIN 2014! Hoje Charles Darwin faz 205 anos de hist√≥ria e a lenta revolu√ß√£o desencadeada por ele continua se expandindo como nunca. A teoria evolucionista n√£o parou em Darwin, nem diz respeito apenas ao tamanho de pesco√ßos das girafas. A Evolu√ß√£o tem uma import√Ęncia, um potencial e abrang√™ncia que v√£o al√©m da Biologia.

Darwin_Day sunset

A Biologia Evolutiva hoje encontra aplica√ß√Ķes em todas as √°reas do saber, umas mais que outras. Sem os conhecimentos sobre evolu√ß√£o ainda estar√≠amos perdidos em in√ļmeras perguntas sobre o mundo e n√≥s mesmos: Viemos do macaco ou dos mam√≠feros? Estamos separados da natureza ou vamos nos separar no futuro? Sobreviv√™ncia do mais bonito ou reprodu√ß√£o do mais esperto? Somos parentes das plantas ou dos fungos? As girafas se adaptam por que foram selecionadas ou foram selecionadas por necessitam se adaptar? Se tr√™s tigres nunca nascem de um le√£o, s√≥ de tigresas, ent√£o da onde veio o primeiro par de tigres? √Č poss√≠vel domesticar uma planta selvagem ou precisamos de duas? Como √© poss√≠vel que o mesmo antibi√≥tico que mata bact√©rias acaba deixando-as mais resistentes? Por que temos mais medos de cobras do que eletricidade? Por que pessoas com toxoplasmose acabam sendo mais atra√≠das para situa√ß√Ķes perigosas? Somos bondosos por termos genes ego√≠stas ou por esperamos algo em troca? Quem ensinou os beb√™s cegos a sorrirem? Se a sobreviv√™ncia √© dos mais fortes e os homens t√™m mais for√ßa f√≠sica do que as mulheres, ent√£o por que eles morrem mais cedo? Por que n√≥s do nosso grupo somos sempre melhores do que eles? Se os animais do zool√≥gico t√™m tudo o que precisam: cuidado, prote√ß√£o e alimento, por que parecem t√£o desanimados? O que as ang√ļstias de Dom Casmurro e da Cinderela nos ensinam sobre a natureza humana? Teriam a l√≠ngua Portuguesa e o Romeno um ancestral comum? Se sempre precisamos atualizar o nosso anti-v√≠rus, por que o agricultor insiste em usar o mesmo pesticida de sempre?

darwin day a celebration of science

Hoje celebramos a vit√≥ria da curiosidade livre, do pensamento cr√≠tico e cient√≠fico e do bom senso humanista. No mundo todo s√£o in√ļmeros eventos programados para a ocasi√£o do Darwin Day. No Brasil, teremos no domingo que vem dia 16 a palestra gratuita ‚ÄúQuem acredita na Evolu√ß√£o‚ÄĚ no audit√≥rio da Livraria da Travessa. N√£o fique de fora dessa comemora√ß√£o global no Dia de Darwin 2014!

Darwin Day brasil 2014

Fique com esses v√≠deos musicais pirados e inspirados sobre Darwin, sua obra e a import√Ęncia da Evolu√ß√£o.

6 anos de MARCO EVOLUTIVO e Feliz 2014

cupcake-6-candle-Feliz 2014 a todos seguidores, leitores e fãs do MARCO EVOLUTIVO! Iniciamos esse ano novo comemorando o singelo fato de que em novembro de 2013 completamos não UM, nem DOIS, TRÊS, QUATRO ou CINCO, mas sim 6 anos de existência. Agradeço muito todos os comentários, elogios e críticas recebidos e também aos mais de cem novos seguidores no Facebook que tivemos no ano passado, já estamos com 368. Continuem sempre acessando e compartilhando links do blog com os amigos.

Em 2013, grandes acontecimento acabaram freando um pouco a escrita no blog. O ano passado foi meu primeiro ano completo como professor universitário, então tive bastante trabalho, ministrei muitas aulas e por isso estou muito realizado. Estou desde abril como professor substituto no Departamento de Processos Psicológicos Básicos do Instituto de Psicologia da UnB e venho ministrando a disciplina de Introdução a Psicologia para graduandos dos mais variados cursos. Estou gostando muito da UnB e de morar em Brasília.

darwin_loveNo ano passado tamb√©m me casei com a mulher da minha vida, a Jaroslava Varella Valentova, Antrop√≥loga Tcheca. Estamos muito felizes e realizados morando juntos, alternando entre a vida no Brasil e na Rep√ļblica Tcheca. Enfrentamos o desafio de desenvolver uma cerim√īnia matrimonial humanista evolutivamente relevante com conte√ļdos de Psicologia, Biologia e Antropologia que ficou bem interessante e agradou a todos. Afinal, a ci√™ncia tem muito a dizer sobre o amor e as parcerias rom√Ęnticas.

fighting-irish-in-every-cultureMesmo com apenas 5 postagens, de janeiro de 2013 at√© janeiro de 2014 o MARCO EVOLUTIVO quase 15 mil visitas. Tivemos mais de 12 mil visitas no Brasil, 682 de Portugal e 534 dos EUA. As outras visitas foram de Angola, Mo√ßanbique, Reino Unido, √ćndia, M√©xico, Espanha, Fran√ßa, Rep√ļblica Tcheca, Canad√°, Alemanha, Cabo Verde, Jap√£o, Filipinas, Col√īmbia, Irlanda, Argentina, Chile, Su√≠√ßa e Equador, todos com 10 ou mais visitas.

WallaceEbookGutenberg.org

Os 5 posts mais lidos de 2013 foram: 1-‚ÄúLamarck ‚Äď A Verdadeira Id√©ia Errada‚ÄĚ, 2-‚ÄúO sexo chimpanz√© e o conflito de gera√ß√Ķes‚ÄĚ, 3- ‚ÄúDicas de Livros em Psicologia Evolucionista‚ÄĚ, 4-‚ÄúSele√ß√£o Sexual, de Parentesco, Natural, Artificial e Social‚ÄĚ, e 5-‚ÄúFestival de V√≠deos: Evolu√ß√£o da Sexualidade Humana I‚ÄĚ.¬†O destaque do ano passado foi a comemora√ß√£o dos Cem anos Sem Alfred Russel Wallace, quando celebramos a vida e a obra desse evolucionista esquecido por muitos.

index-tinbergen 4 questionsO presente evolutivo desse come√ßo de ano vem tamb√©m em forma de celebra√ß√£o. Em 2013, fez 50 anos da famosa publica√ß√£o de Nikolaas Tinbergen Sobre os Objetivos e M√©todos da Etologia, onde ele descreve as famosas Quarto Quest√Ķes de Tinbergen para o estudo do comportamento animal.
Tinbergen's legacyEnt√£o a√≠ vai um n√ļmero especial do Human Ethology Bulletin inteiro em homenagem ao meio s√©culo do paper On Aims and Methods do Tinbergen, que est√° bem interessante.
E aí vai ainda um artigo também em comemoração às 4 perguntas de Tinbergen que faz um retrospecto e atualização interessantes.
Fiquem com o v√≠deo do CrashCourse Biology sobre comportamento animal onde as quatro quest√Ķes s√£o abordadas de forma descontraida.

Cem anos Sem Alfred Russel Wallace

aflred wallaceEstamos de volta com o MARCO EVOLUTIVO! Agradeço aos novos seguidoes da nossa página no Facebook, já estamos com 346. Tenho estado muito ocupado com as aulas que ministro e as pesquisas que faço na UnB, por isso não tenho muito tempo para escrever. Mas hoje é diferente, pois estamos celebrando o Centenário de falecimento de Alfred Russel Wallace.

No dia 07 de novembro de 1913 perd√≠amos Wallace, aquele de topete inconfund√≠vel que √© sempre lembrado como o homem do qual nos esquecemos! Ele n√£o s√≥ cunhou o termo darwinismo, como descobriu a sele√ß√£o natural independentemente de Darwin, descobriu v√°rias esp√©cies e fez v√°rias contribui√ß√Ķes n√£o s√≥ pra ci√™ncias naturais mas para as ci√™ncias sociais e exatas. Sua biografia √© rica e fascinante, mas infelizmente a grande maioria das pessoas e at√© graduandos em Biologia n√£o sabem muito sobre ele. At√© os livros did√°ticos quando falam algo sobre o Wallace, n√£o s√£o l√° muito precisos.viagens pelos rios amazonas e negro wallace

Por isso, √© chegada a hora de repararmos essa injusti√ßa hist√≥rica e redescobrirmos as descobertas Wallaceanas. Afinal o simples fato de ele ter sido pobre, n√£o ter estudado em universidade alguma, ter tend√™ncias socialistas, ter se convertido ao espiritismo e ter sido contr√°rio √† vacina√ß√£o, n√£o necessariamente nos obriga a fechar os olhos para suas muitas contribui√ß√Ķes cient√≠ficas. Muito n√£o sabem que Wallace esteve no Brasil, no Bel√©m do Par√° a caminho da Amaz√īnia, decobriu novas esp√©cies, contctou tribos ind√≠genes isoladas e descobriu pinturas rupestres por l√°. Poucos sabem tamb√©m que infelizmente seu naviu nalfragou quando j√° estava retornando pra Inglaterra, e por pouco ele n√£o faleceu bem antes de descobrir a sele√ß√£o natural e entrar para hist√≥ria.

alfred_russel_wallace closePara o pessoal de¬†Vit√≥ria, no Estado do Esp√≠rito Santo, HOJE haver√° a realiza√ß√£o do evento¬†‚ÄúWALLACE 100: CELEBRA√á√ÉO DA VIDA DO NATURALISTA ALFRED RUSSEL WALLACE (1823-1913)‚Ä̬†contando com uma¬†programa√ß√£o¬†com filme, palestras e mesa redonda voltados para¬†divulgar e discutir o legado deixado por Wallace entre os professores, pesquisadores e alunos na √°rea de Ci√™ncias Biol√≥gicas, na UFES.¬†Para aqueles na cidade do Rio de Janeiro, poder√£o assistir o¬†filme “Wallace, Darwin e a Evolu√ß√£o” sobre a vida e obra de Wallace e participar da discuss√£o na¬†Libraria da Travessa do Shoping Leblon no domingo dia 24 de novembro,¬†promovido pela parceria entre a livraria, o VerCi√™ncia e o Museu de Astronomia e Ci√™ncias Afins.

wallace 100 laranja

Em londres,¬†o Museu de Historia Natural de Londres apresenta desde julho de 2013 a exposi√ß√£o ‚ÄúWallace 100‚ÄĚ com uma extensa programa√ß√£o em sua homenagem. L√° no museu de londres em¬†2010, iniciaram o ‚ÄúThe Wallace Correspondence Project‚Ä̬†disponibilizando cerca de 1400 cartas que Wallace trocou com seus correspondentes ao longo de sua vida.

A BBC Two brit√Ęnica preparou um √≥timo document√°rio em dois epis√≥dios (UM e DOIS) sobre Wallace intitulado ‚ÄúBill Bailey‚Äôs Jungle Hero‚ÄĚ, em que o ator¬†William¬†Bailey¬†refaz os passos de

wallace-portra0t-bailey-490_118460_2

Wallace na polinésia contando e contextualizando seus feitos. Ao final do documentário o ator Bill Bailey e Sir David Attenborough inauguraram um grande quadro retratando o grande Wallace na escadaria do Museu de História Natural de Londres. Assim, eles repararm a enorme injustiça histórica, já que só havia a estátua de Darwin por lá e nenhuma menção a Wallace. Assista a baixo os dois episódios desse documentário da BBC e vamos redescobrir e celebrar os feitos e as descobertas de Alfred Russel Wallace.

Darwin Day na USP de Ribeir√£o

Continuamos divulgando a todos as celebra√ß√Ķes brasileiras sobre o Dia de Darwin.

Nessa ter√ßa-feira dia 5 de mar√ßo, haver√° uma comemora√ß√£o especial e in√©dita, o I Darwin Day Ribeir√£o Preto, na ¬†FFCLRP da¬†USP de Ribeir√£o Preto SP. √Č muito bom ver que as celebra√ß√Ķes sobre o Dia de Darwin est√£o crescendo em nosso pa√≠s.

O evento conta com três palestras e uma mesa redonda ao longo do dia de hoje, todos imperdíveis. Acesse a página do evento no facebook e cdarwin day ribeirãoonfira abaixo a programação.

Participe e divulgue para os outros amigos primatas da sua espécie!