PressPac da American Chemical Society (24/09/08)

Indícios de que um dispositivo barato aumenta a economia de combustível em até 20%
Publicaçãol: Energy & Fuels
Título: “Electrorheology Leads to Efficient Combustion”

Em meio aos assustadores aumentos no preço dos combustíveis, pesquisadores da Pennsylvania estão relatando resultados de testes em laboratório e na estrada que verificam que um dispositivo simples e barato, ligado nos injetores de combustível do motor de um veículo pode aumentar o rendimento em termos de quilômetros por litro em até 20%. Isso se traduz em muitos preciosos quilômetros a mais por litro, dizem eles. O estudo vai ser publicado na edição bimensal de 19 de novembro da Energy & Fuels da ACS.

No novo estudo, Rongjia Tao e seus colegas descrevem o desenvolvimento e os testes de um novo redutor de consumo de combustível. O pequeno dispositivo consiste em um tubo eletricamente carregado que pode ser fixado à mangueira de combustível de um automóvel, próximo ao injetor de combustível. O dispositivo cria um campo elétrico que afina o combustível, ou, dito de outra forma, diminui sua viscosidade, de forma que gotículas menores são injetadas no motor. Isso leva a uma combustão mais eficiente e limpa do que um injetor de combustível comum, dizem os pesquisadores.

Seis meses de testes em estrada em um carro a diesel mostraram que o dispositivo reduziram o consumo de 11,68 km/l para 13,1 km/l. “Nós esperamos que esse dispositivo tenha grandes aplicações em todos os tipos de motores de combustão interna, atuais e futuros”, declara o relatório, citando motores alimentados por gasolina, biodiesel e querosene. Maiores aperfeiçoamentos no dispositivo podem levar a uma relação km/l ainda melhor, é o que eles sugerem. — MTS
Viagra Natural ? A “Erva do bode tesudo” se mostra promissora nos estudos em laboratório
Publicação: Journal of Natural Products
Título do Artigo: “Potent Inhibition of Human Phosphodiesterase-5 by Icariin Derivatives”

Mais ainda, pesquisadores de Viagra na Itália relatam que um venerável remédio herbal chinês, conhecido como “erva do bode tesudo” (Epimedium) mostrou-se, em testes de laboratório, como uma fonte potencial para novas futuras drogas para o tratamento da disfunção erétil. O estudo, que fornece indícios científicos que apóiam o uso bem conhecido da erva como afrodisíaco, será publicado na edição de 24 de outubro da publicação mensal da ACS Journal of Natural Products.

No novo estudo, Mario Dell’Agli e colegas observam que o Viagra (sildenafil) e vários outros medicamentos já estão disponíveis para o tratamento da DE, ou impotência masculina. A DE afeta estimados 18 milhões de homens somente nos Estados Unidos. Entretanto, os estudos mostram que essas drogas podem causar efeitos colaterais, tais como dores de cabeça, rubor facial, náusea e perturbações visuais.

Para encontrar tratamentos melhores, os cientistas estudaram extratos de ervas com reputação de melhorar o desempenho sexual. Os cientistas expuseram as substâncias a uma enzima que controla o fluxo sanguíneo para o pênis e cuja inibição resulta em uma ereção. Um dos extratos testados, o da “erva do bode tesudo” se revelou o mais potente inibidor da enzima. Modificando quimicamente a icariina, o princípio ativo retirado do extrato, os cientistas obtiveram um sucedâneo com a atividade similar ao Viagra e um potencial menor de causar efeitos colaterais, porque ele alveja a proteína mais precisamente do que o sildenafil. — MTS

Os atuais regulamentos governamentais esquecem poluentes importantes na região de Los Angeles
Publicação: Environmental Science & Technology
Título do Artigo: “Apportionment of Primary and Secondary Organic Aerosols in Southern California during the 2005 Study of organic Aerosols in Riverside (SOAR-1)”

A legislação existente pode não enquadrar eficazmente uma grande fonte de partículas poluentes finas de origem orgânica que contribuem para o céu turbado e a má qualidade do ar sobre Los Angeles, de acordo com um estudo a ser publicado na edição de 15 de outubro da publicação quinzenal da ACS Environmental Science and Technology.

No estudo, Ken Docherty e colegas observam que a legislação corrente sobre qualidade do ar visam as fontes de emissão ‘primárias’, ou seja. diretamente emissoras de partículas. No entanto, suas novas descobertas indicam que partículas “secundárias”, ou seja, formadas quimicamente, contribuem de maneira mais significativa para a má qualidade do ar.

O estudo descobriu que a maior parte da neblina orgânica acima da cidade não é diretamente emitida por veículos ou processos industriais, diferentemente do que se pensava — 75% das partículas poluentes orgânicas se formam quando gases orgânicos reativos passam por transformações químicas e se condensam sobre partículas existentes no ar. “Nosso estudo sugere que a legislação precisa dar muito mais atenção aos gases orgânicos que reagem quimicamente na atmosfera, criando as partículas secundárias que constituem uma significativa parte da neblina”, declarou Docherty. — AD
Versão microscópica da tomografia computadorizada revela segredos da formação dos ossos
Publicação: Chemical Reviews
Título do artigo: “X-ray Microcomputer Tomography for the Study of Biomineralized Endo- and Exoskeletons of Animals”

Uma nova versão da tomografia computadorizada, que revolucionou o imageamento médico nos últimos 25 anos, está dando aos cientistas novas informações preciosas sobre como Mamãe Natureza forma conchas, ossos e outras estruturas rígidas em animais, dos guppies aos ratos. Essas informações sobre “biomineralização” podem formar uma base de conhecimentos para compreender as perdas ósseas em seres humanos e até conquistar o Santo Graal da medicina regenerativa — descobrir como lagartixas, estrelas do mar e outros animais fazem crescer partes do corpo amputadas.

Essas são as observações em uma nova visão geral sobre esse campo a ser publicada na edição de 12 de novembro da publicação mensal da ACS Chemical Reviews, Matthias Epple e Frank Neues descrevem as pesquisas correntes onde os cientistas usam tomografia computadorizada com raios-X para estudar a biomineralização, o processo pelo qual os animais formam ossos, conchas e outras estruturas rígidas. A microtomografia computadorizada é a versão de alta resolução da tomografia computadorizada convencional. Tal como uma TC, ela monta imagens tridimensionais de estruturas em ossos e conchas que são muito pequenas para serem vistas com a TC comum.

O artigo dá uma visão geral das pesquisas correntes que envolvem o uso da Micro-TC com raios-X e suas implicações para a medicina, projetos de novos materiais e outros campos. “É interessante para a moderna ciência de materiais imitar essas estruturas inorgânicas para criar novos revestimentos, materiais e instrumentos para aplicações práticas”, declara o artigo. “Estamos convencidos de que esse processo será de alto valor para o futuro estudo dos processos espacialmente diferentes de mineralização nos animais e plantas que realizam mineralização”. — AD

Revelando os segredos do leite materno
Journal: Chemical & Engineering News
Título do artigo: “Unraveling breast milk”

Pesquisadores estão relatando que novas descobertas sobre a composição do leite materno humano podem levar a novas maneiras de prevenção e tratamento de doenças estomacais e outras doenças em bebês e adultos. Uma artigo sobre este tópico está programado para a edição de 29 de setembro do semanário da ACS Chemical & Engineering News.

Na história de capa da C&EN, a Editora Associada Jyllian Kemsley observa que o leite materno humano é um fluido complexo, composto de diversos componentes chave, que incluem a lactose, um açúcar que fornece energia para o recém-nascido, e lipídios, que, se supõe, fornecem gorduras saudáveis para os recém-nascidos. Porém os cientistas só agora estão começando a entender  a composição e função de muitos dos componentes do leite materno.

Por exemplo, os pesquisadores descobriram que certos açúcares no leite materno podem ser desenvolvidos para o tratamento de entrecolite necrosante (necrotizing enterocolitis = NEC), uma doença potencialmente letal que afeta cerca de 10% dos bebês prematuros. Alguns tipos de açúcar no leite materno parecem ser preventivos de infecções bacterianas,  inclusive as que causam diarréias graves, observa o artigo. Uma melhor compreensão da química e da função do leite materno pode também levar ao projeto de fórmulas nutritivas mais eficazes para crianças e produtos à base de leite de vaca, sugere o artigo. “[O leite materno] é um fluido notável”, observou um pesquisador. “É extremamente embaraçoso que saibamos tão pouco sobre ele”.

****************************************************
O PressPac da American Chemical Society é traduzido com expressa permissão da Sociedade Americana de Química e, em alguns casos, fornece o link para os originais em inglês.
Como eu digo nas traduções do Physics News Update, correções são bem vindas.

Discussão - 1 comentário

  1. João Carlos disse:

    Esse, quem começa comentando sou eu…
    Em primeiro lugar, eu estou começando a achar que esses boletins da ACS são de uma qualidade muito discutível. O tipo de notícia que eles passam são bem do tipo “essa vai ser publicada nos jornais”.
    O primeiro artigo citado é um “parto da montanha”… Como os americanos insistem em usar o sistema “Avoirdupois” e medem o consumo em milhas por galão, o resultado da tal trapizonga dá uma diferença de mais 6 milhas por galão. Bom… “Seis” é um número que impressiona muito mais do que os cerca de “dois” que se obtém, quando é feita a conversão para km/l… E, evidentemente, os testes de estrada foram feitos em algum tipo de SUV, as 4×4, tão queridinhas dos americanos, que são “Pantagruéis da goela-seca” e bebem mais que os donos… É claro que, considerando o universo dos SUV nos EUA, uma redução dessas é significativa para o quadro geral.
    Mas existe outro “porém”… O diesel é uma das frações mais pesadas que se extrai do petróleo. Então, a sugestão de que o tal dispositivo pode ser eficaz em todos os tipos de motores de combustão interna é para lá de questionável… mais ainda se considerarmos que ele, praticamente, não vai obter efeito algum sobre GNV, por exemplo…
    O segundo artigo parece uma piada de mau gosto: “a erva do bode tesudo”!… Mas, colocando a parte cômica de lado, o que se vê é um claro exemplo de biopirataria!. Pegam em uma erva minelarmente conhecida no oriente e – notem bem a frase, reproduzida do texto – “Modificando quimicamente a icariina, o princípio ativo retirado do extrato, os cientistas obtiveram um sucedâneo com a atividade similar ao Viagra”… ou seja: criando um sucedâneo patenteável de algo de domínio público.
    grande serviço à humanidade presta esse Dell’Agli!
    Vou até esquecer os poluentes sobre Los Angeles, porque não há legislação no mundo que impeça reações químicas de ocorrerem, e, igualmente, passar longe das Micro-TC (que também sugerem biopirataria), para falar do último item: o artigo sobre o leite materno… A única coisa realmente relevante de toda aquela lenga-lenga é a afirmação final: é mesmo uma vergonha que a química do leite materno seja tão pouco conhecida!. De resto, mais insinuações de criação de “suplementos alimentares” à base de leite de vaca… ou seja/; mais faturamento para a indústria farmacêutica!
    E depois reclamam da “divulgação científica” feita pela “Grande mídia”… Tenha dó!…

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM