O dedo médio de Galileu

“É uma grande ironia, esse dedo. Venerado, conservado em um relicário, sujeito ao mesmo tratamento que um santo. Mas esse dede não pertenceu a nenhum santo. É o longo dedo ossudo de um herético. Um homem tão perigoso à instituição religiosa que foi feito prisioneiro em sua própria casa. Ele repousa em um pequeno ovo de vidro sobre uma base de mármore no Instituto e Museu da História da Ciência em Florença, Itália. Na prateleira ao lado do dedo médio de sua mão direita está algo que o herético ficaria muito mais feliz de ver preservado. Um pequeno pedaço trincado de vidro que já foi usado para perscrutar os céus. … O dedo [de Galileu] foi removido por um tal Anton Francesco Gori em 1737, 95 anos depois de sua morte. … Se o dedo aponta ao céu, onde Galileu teve um relance da glória do universo e viu deus na matemática, ou se repousa eternamente desafiante à igreja que o condenou, cabe ao visitante decidir”.

Se o dedo médio de Galileu conservado em um museu o surpreendeu, leia sobre o cérebro de Einstein, conservado em potes de geléia, cortado sobre uma tábua de cortar pão e acomodado em um pote de comprimidos. É a saga do cérebro de Einstein.
[via Proceedings of the Athanasius Kircher Society]

Discussão - 1 comentário

  1. meneame.net disse:

    El dedo medio de Galileu…

    "Si el dedo apunta al cielo, donde Galileu tuvo un relance de la gloria del universo y vio dios en la matemática, o se reposa eternamente desafiante a la iglesia que lo condenó, cabe al visitante decidir". ¡Nota en portugués!…

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM