O Culto do Código Da Vinci

Um Olhar Crítico a O Código Da Vinci de Dan Brown
por Robert Sheaffer, publicado em Skeptic, Vol. 11, n.4

davincifalsofdsPor defini√ß√£o um romance √© fic√ß√£o. Mas Dan Brown diz em O C√≥digo Da Vinci que ‚ÄúTodas as descri√ß√Ķes de arte, arquitetura, documentos e rituais secretos neste romance s√£o acuradas‚ÄĚ. Neste ‚Äúromance factual‚ÄĚ, Brown faz algumas afirma√ß√Ķes extraordin√°rias que, se verdadeiras, n√£o s√≥ revolucionariam toda a religi√£o Crist√£, mas muito da hist√≥ria tamb√©m. Brown quer que acreditemos que as pr√°ticas do Cristianismo antigo eram completamente diferentes das que nos foram ensinadas, e que uma enorme conspira√ß√£o nos impediu de saber sobre isto. Uma conspira√ß√£o patriarcal de um famoso imperador romano obliterou a adora√ß√£o dos primeiros crist√£os do ‚Äúsagrado feminino‚ÄĚ. Jesus e Maria Madalena foram casados e geraram uma linhagem real que continua at√© os dias de hoje. Uma sociedade secreta de alguns dos mais famosos cientistas e artistas da hist√≥ria tem se dedicado a preservar estes segredos antigos durante quase mil anos. No m√≠nimo estas alega√ß√Ķes subverteriam mais de um s√©culo de pesquisa diligente por estudiosos s√©rios das mais respeitadas universidades no mundo. Se houve alguma reivindica√ß√£o hist√≥rica extraordin√°ria que exigisse prova hist√≥rica extraordin√°ria, este √© o maior exemplo.

Quão boa é a prova que Brown apresenta?

Leia o restante de ‚ÄėO Culto do C√≥digo Da Vinci‚Äô

Ciência Divertida: for kids!

cienciadivertida231

Quer animar a festa de suas pequenas unidades de carbono, mas personagens da Disney, palha√ßos e m√°gicos j√° enjoaram? Na Europa e v√°rios pa√≠ses da Am√©rica voc√™ pode contratar a Ci√™ncia Divertida, uma rede internacional de ‚Äúcientistas malucos‚ÄĚ prontos para animar festas ou apresentar shows com experimentos cient√≠ficos.

Este que deve estar parecendo um comercial patrocinado (‚ÄúQuanto custa tudo isso? N√£o responda agora!‚ÄĚ) em verdade √© apenas admira√ß√£o com o sucesso desta id√©ia que merece todo o apoio. Com mais de uma d√©cada, a rede Ciencia Divertida √© uma franquia comercial espalhada pelo mundo. Uma olhada nos programas da rede em Portugal √© motivo para bater palmas. Confira um tema para festas infantis:

Festa Ci√™ncia Divertida Investiga – P√ļblico alvo: dos 9 aos 14 anos
A hist√≥ria: Aconteceu um crime! O Museu onde se encontram algumas das colec√ß√Ķes cient√≠fico-naturais mais ricas do Mundo, foi palco de um crime no dia em que se comemoravam os seus 150 anos. O respons√°vel por este acto foi muito cuidadoso… mas talvez n√£o o suficiente! Felizmente para os investigadores deixou ind√≠cios. Ser√° que este grupo vai ser capaz de resolver este crime? Com a ajuda do Super Cientista e do IDC (Investigador da Ci√™ncia Divertida) o grupo dever√° ser capaz de usar os princ√≠pios forenses e laboratoriais para analisar as provas e desvendar este mist√©rio.

Um CSI infantil. Infelizmente não há franquia no Brasil. Ainda. Por aqui, há esforços valiosíssimos como a Estação Ciência ou o Ciência em Show, mas um depende que as crianças visitem a estação e o outro é o trabalho de uma equipe de apresentadores itinerantes, mas que ainda não realizam a proeza da bilocação. Ambos trabalhos, aliás, ficam sediados em São Paulo. Se você conhecer outras iniciativas parecidas por aqui, por favor, indique nos comentários.

Fato é que um empreendimento comercial com várias franquias e suporte facilitando o investimento de qualquer um que queira explorar a área complementa tais esforços. Abre assim um leque ainda maior de oportunidades para incendiar essas pequenas massas cinzentas com ciência.

A vida de uma estrela: 12 bilh√Ķes de anos em 6 minutos

N√£o √© uma anima√ß√£o detalhada de como uma estrela √© formada e evolui ‚Äď voc√™ pode assistir a este v√≠deo ao inv√©s, que √© apenas um pouco mais aprofundado. Mas √© uma boa compila√ß√£o de imagens retratando alguns dos principais eventos no ciclo de vida de uma estrela da classe espectral G. Voc√™ sabe, uma como o nosso Sol.

A m√ļsica √© Hayling por FC Kahuna, com vocais da islandesa Hafd√≠s Huld. De nada.

Mais astronomia você confere no novo vizinho de Lablog, o Big Bang Blog.

Lentes adapt√°veis para um futuro melhor

A-Zulu-man-wearing-adapti-001A

Um homem Zulu usando √≥culos. √Č uma foto cheia de significado, ainda mais quando descobrimos toda a hist√≥ria por tr√°s dela. Porque n√£o s√£o qualquer tipo de √≥culos, s√£o a inven√ß√£o do professor de f√≠sica ingl√™s Joshua Silver: √≥culos universais que podem corrigir a vis√£o de mais de 90% das pessoas, sejam elas m√≠opes, hiperm√©tropes, com a ‚Äúvista cansada‚Ä̂Ķ como m√°gica. At√© parecem os √≥culos de Harry Potter, mas s√£o bem reais.

Seus √≥culos s√£o universais porque s√£o adapt√°veis. As lentes s√£o compostas de uma pel√≠cula flex√≠vel, preenchida por um fluido transparente. Adicione mais fluido e a lente incha, ficando mais grossa. E todos sabemos o que lentes ‚Äúfundo de garrafa‚ÄĚ fazem, s√£o mais ‚Äúfortes‚ÄĚ. Ajustando em alguns minutos as lentes, que podem funcionar para corrigir de ‚Äď6 at√© +6 graus, os √≥culos do professor ingl√™s ficam prontos para mudar a vida de at√© um bilh√£o de pessoas ao redor do mundo que n√£o enxergam bem mas n√£o t√™m acesso a oftalmologistas e lentes de grau feitas sob encomenda.

Silver est√° levando a frente seu sonho de melhorar a vis√£o de milh√Ķes, e j√° produziu 30.000 pares distribu√≠dos em 15 pa√≠ses principalmente da √Āfrica sub-saariana, onde h√° apenas um oftalmologista para cada um milh√£o de pessoas. Seu pr√≥ximo passo √© trabalhar na √ćndia, onde espera distribuir um milh√£o de √≥culos‚Ķ e chegar a 100 milh√Ķes de unidades ao custo de um d√≥lar cada entregues anualmente em todo o mundo.

Confira uma nota sobre seu trabalho no Guardian, em inglês, ou no website de sua iniciativa. Segue também um vídeo abaixo, onde fica clara a simplicidade e beleza da idéia. Que já é concreta:

POR QUE VOC√ä N√ÉO OLHA PRA MIM? 
Alguns acad√™micos sugerem que o vidro foi um dos muitos elementos que levaram a civiliza√ß√£o europ√©ia √† revolu√ß√£o cient√≠fica e industrial de que desfrutamos at√© hoje. Civiliza√ß√Ķes orientais milenares e sofisticadas n√£o possu√≠am uma tradi√ß√£o equivalente na manipula√ß√£o do vidro ‚Äď no Jap√£o, por exemplo, janelas de vidro nunca fizeram muito sentido por causa dos freq√ľentes terremotos ‚Äď preferindo ao inv√©s a cer√Ęmica, que pode fazer bules e pratos ador√°veis mas n√£o √© muito √ļtil para construir telesc√≥pios ou microsc√≥pios. Passaram mil√™nios acumulando conhecimento e tradi√ß√£o, mas nada como uma revolu√ß√£o cient√≠fica, nada como uma olhadela na Pluralidade de Mundos. A aus√™ncia do vidro pode ser uma das respostas para tal.

oculosdsank Entre todo o papel essencial que o vidro desempenhou na cria√ß√£o de instrumenta√ß√£o e descobertas subseq√ľentes, sem as quais o Iluminismo talvez n√£o fosse t√£o iluminado assim, tamb√©m destacam como a inven√ß√£o e dissemina√ß√£o dos √≥culos permitiu que toda uma for√ßa de trabalho pudesse estender seu per√≠odo produtivo mesmo com a idade mais avan√ßada e os olhos mais ‚Äúcansados‚ÄĚ.

O que é exatamente o que os óculos adaptáveis de Joshua Silver fazem. Permitem que pessoas voltem a enxergar e trabalhar, que crianças possam ler e escrever. Tais óculos parecem muito mais importantes e impactantes que um laptop.

Claro que uma coisa não exclui a outra, mas eu compraria um óculos adaptável para experimentar em casa e patrocinaria dez outros para serem distribuídos. A um dólar cada…

COMO FAZER FOGO COM UMA CAMISINHA
Neste post ‚Äús√©rio‚ÄĚ pensei sobre se deveria adicionar este adendo, mas caramba, se n√£o puder escrever tudo que penso neste blog, aonde mais lan√ßarei estas baboseiras? Ao ler sobre os √≥culos de Joshua lembrei de outra coisa al√©m da id√©ia acad√™mica sobre a import√Ęncia do vidro na civiliza√ß√£o ocidental.

√Č este magn√≠fico v√≠deo que mostra como fazer fogo com uma camisinha e √°gua:

Não colocaria minha mão no fogo (Ha-ha) sobre se esse vídeo não envolveu algum truque, como usar álcool na palha, mas o princípio, este com certeza é verdadeiro.

√Č realmente poss√≠vel fazer fogo usando uma camisinha cheia de √°gua como lente para focalizar raios de sol em um dia particularmente ensolarado, com palha particularmente seca. Os Mythbusters j√° fizeram o mesmo com gelo ou a parte de baixo de uma lata de refrigerante polida. MacGyver ficaria orgulhoso.

E aqui h√° um especialista em sobreviv√™ncia na selva demonstrando o mesmo com um ‚Äúbal√£o de √°gua‚ÄĚ, que √© apenas uma varia√ß√£o da camisinha (mas nunca use uma bexiga para outros fins. Ha-ha).

Imagino se alguém teria tempo suficiente para perder tentando criar um telescópio refrator usando camisinhas como lentes refratoras. Se esticadas bastante, imagino que sejam quase transparentes. Um telescópio feito de camisinhas e água, pode ser uma nova revolução científica.

Ha-ha.

O Fim do Mundo, agora em alta definição

O impressionante v√≠deo criado por um canal de TV japon√™s ilustrando o impacto de um aster√≥ide com a Terra j√° √© um tanto antigo na rede, mas agora est√° dispon√≠vel em alta defini√ß√£o ‚Äď ou qualidade muito melhor ‚Äď para seu deleite apocal√≠ptico.

Pensando também em seu conforto, informamos que asteróides do tamanho representado na animação são gigantescos e é pouco provável que um deles não fosse detectado com boa antecedência. Se poderíamos impedir seu impacto, seria outra história, mas caso não possamos, provavelmente saberíamos de antemão a hora exata do fim do mundo.

Por outro lado, mesmo objetos muitas vezes menores ainda são capazes de aniquilar nossa espécie. Menos impressionante, mas ainda assim efetivo. E é pouco provável que possamos detectar a todos com boa antecedência. Pelo menos com os pouquíssimos esforços que dedicamos a tal.

Contamos literalmente com a nossa sorte, certos de que esses impactos só acontecem com os outros (planetas e dinossauros), e não contentes com tal, dedicamos a maior parte de nossos esforços globais para a produção de armas capazes de nos aniquilar mesmo sem nenhum asteróide.

Gato ‚ÄúFractal‚ÄĚ: esquizofrenia artificial?

fractaliuscat4231

Imagem de beleza hipnotizante‚Ķ e ainda mais impressionante porque √© apenas uma fotografia comum de um gato processada com um filtro de imagem. √Č arte computadorizada, artificial, sem o que os macacos pelados chamam de ‚Äúalma‚ÄĚ.

O filtro √© o ‚ÄúFractalius‚ÄĚ para Photoshop, que diz que seus efeitos s√£o ‚Äúbaseados na extra√ß√£o da assim chamada textura fractal oculta de uma imagem‚ÄĚ, seja l√° o que isso signifique. Modificando seus par√Ęmetros, e dependente da imagem de origem, os resultados podem ser not√°veis como o gato acima. O filtro tem resultados especialmente belos com animais de p√™lo longo, pelo visto.

FractalLion01Lf

Fico fascinado porque intuitivamente, é como se esse filtro Photoshop processasse a imagem como nosso cérebro a processa. Extrai contornos, mas de forma mais sofisticada que os filtros comuns de imagem. Mas é apenas uma impressão intuitiva. Você pode conferir mais imagens processadas pelo Fractalius aqui, ou no Flickr.

Fato é que o gato processado ficou parecido com os famosos gatos estilizados de Louis Wain:cat

A arte de Wain, e em particular, as diferentes formas com que representou gatos em suas pinturas, é muito citada como um exemplo de como a doença mental teria afetado sua percepção. Ele foi diagnosticado, aliás, como esquizofrênico.

Mas reavalia√ß√Ķes de seu caso sugerem que talvez o diagn√≥stico n√£o tenha sido t√£o acurado, e principalmente, que a progress√£o de abstra√ß√£o em suas obras em verdade n√£o √© bem estabelecida.

Rodney Dale, bi√≥grafo de Wain, conta que "ele ‚Äúexperimentou com padr√Ķes e gatos, e mesmo muito tarde em sua vida ainda produzia imagens convencionais de gatos, talvez dez anos depois de suas produ√ß√Ķes supostamente ‚Äėposteriores‚Äô que s√£o padr√Ķes ao inv√©s de gatos‚ÄĚ.

Mais um gato fractalius para comparação:

gatofractalius23hjk

NewScientist: Top 5 vídeos científicos de 2008

E é época das infindáveis listas de fim de ano. Do canal da New Scientist no Youtube (assine), temos os cinco melhores vídeos sobre ciência eleitos pelos leitores. Listamos abaixo, com links para mais detalhes:

5‚Äď Ondas de choque em congestionamentos de carros recriadas;

4‚Äď Rob√ī controlado por neur√īnios de rato;

3- Reconstrução do mecanismo de Anticitera;

2- Vídeo de peixes vivendo à maior profundidade já registrada;

1- Ovulação humana capturada em filme pela primeira vez.

Pessoalmente, achei vários vídeos divulgados pela própria NewScientist mais interessantes, mas discutir listas de melhores também é a regra.

CSI Helsinki: Mosquito incrimina ladr√£o de carros

mosquitofas

‚ÄúO carro foi roubado em junho passado em Lapua, a cerca de 380 km ao norte de Helsinki, e encontrado pouco depois a 25 km de dist√Ęncia. ‚Ķ Ao examinar o carro, os policiais acharam o mosquito e conclu√≠ram que ele havia picado algu√©m pouco antes. O DNA encontrado correspondia a uma amostra registrada nos arquivos da pol√≠cia. O suspeito, no entanto, nega ter roubado o carro e afirma que s√≥ ‚Äúpegou uma carona‚ÄĚ. O inspetor geral Sakari Palomaeki, que est√° √† frente do caso, disse que esta √© a primeira vez que a pol√≠cia da Finl√Ęndia usou um inseto para solucionar um crime. A promotoria agora ter√° que decidir se a evid√™ncia do DNA √© forte o suficiente para apresentar queixa contra o suspeito‚ÄĚ.
[da BBC: Pol√≠cia da Finl√Ęndia encontra ladr√£o com ajuda de mosquito]

A notícia é uma boa indicação de que a inteligência policial avança sobre a burrice criminosa. O suspeito fez o favor de confirmar que esteve dentro do carro. Mas apenas de carona, claro.

Fim de ano com todos os primatas

primosprimatas.png

‚ÄúSomos ‚Äúparentes‚ÄĚ dos macacos?
Tenho uma d√ļvida, pessoal‚Ķ Todas as crian√ßas hoje em dia aprendem que viemos dos macacos, que eles s√£o nossos primos! Tanto que muita gente os chama de primatas… Mas a√≠, a B√≠blia (que na qual eu acredito) nos diz que somos descendentes de Ad√£o e Eva!‚ÄĚ

Mais uma Tolice do Orkut. Caso tenha coragem, dê uma olhada no tópico no Orkut. Eu não tive.

Feliz Natal!

feliznatal2008

Feliz Natal! Comemoremos e aproveitemos as festas e celebra√ß√Ķes nestes dias, por tudo de belo e positivo que mere√ßa ser celebrado.

Se sabemos que Jesus dificilmente nasceu em um 25 de dezembro; se sabemos a Verdade sobre o Papai Noel; se sabemos que esta celebra√ß√£o tem sua origem na comemora√ß√£o ‚Äúpag√£‚ÄĚ do solst√≠cio de inverno e o nascimento simb√≥lico do Sol no hemisf√©rio Norte ‚Äď e, assim, sua ‚Äúmorte‚ÄĚ no hemisf√©rio Sul, com os dias ficando cada vez mais curtos‚Ķ

Ter ci√™ncia de tudo isto n√£o deve ser motivo para deixar de comemorar, e sim motiva√ß√£o para encontrar, atrav√©s de tanto mais que descobrimos sobre n√≥s e o mundo que nos cerca, todo um sem n√ļmero de outras raz√Ķes para celebrar.

Podemos comemorar o nascimento de Newton, ainda que segundo um calendário diferente, ou o nascimento do primeiro ser humano, ainda que seja impossível saber em que dia exato tal evento tenha ocorrido. Ou simplesmente celebrar por celebrar junto às pessoas que nos são queridas.

Afinal, por que n√£o, podemos comemorar o maior e mais importante nascimento de todos. O nascimento do Universo. E talvez, talvez celebremos isto juntos com todas as outras formas de vida por todo o Cosmos. Haja paz e prosperidade.

Um ótimo Natal a todos! Por todo o Universo!

[Clique na imagem para conferir a imagem dos gl√≥bulos de Bok na nebulosa Carina a 7.500 anos-luz de dist√Ęncia, diretamente no Google Sky. E mais imagens astron√īmicas fabulosas no Hubble Space Telescope Advent Calendar 2008]

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Pol√≠tica de Privacidade | Termos e Condi√ß√Ķes | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


P√°ginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM