O pássaro Moonwalker

Na florestas da América Central, este pássaro da família de dançarinos (sim, Pipridae é toda uma família da dançarinos!) faz o Moonwalk como parte de sua corte. É um macho de cabeça-encarnada (Pipra mentalis) tentando impressionar as fêmeas. Nite Owl tinha bons motivos para apreciar a ornitologia.

Mais algumas surpresas ornitológicas na continuação.

“Com a ciência, é tanta imprudência”

Uma reflexão sobre o papel da ciência na sociedade moderna, por Martim Nascimento. [BN]

Azul mental

duvidabanner2 

Monspiral 

Exercício de meditação: contemple as espirais, em sua bela disposição lembrando uma mandala. Aprecie suas cores chamativas, e concentre-se nas espirais verde e azul. Medite e contemple bem, porque as espirais verde-limão e azul-bebê são na verdade exatamente da mesma cor.

Não acredita? Tire a teima na continuação.

O algoritmo de ordenação Maggie

É um dos problemas clássicos em computação. Como ordenar uma lista de elementos? O prazer (ou desculpa) de organizar discos em ordem alfabética agora é substituído por um clique que faz a tarefa em frações de segundo. Mas fazê-lo nas menores frações de segundo possíveis, encontrando o algoritmo de ordenação mais eficiente, é o que torna este problema aparentemente trivial um tema de pesquisa até hoje.

Ou, como Eric Schmidt do Google perguntou a Barack Obama, “qual é a maneira mais eficiente de ordenar um milhão de inteiros de 32 bits?”.

Incrivelmente, o presidente responde “acho que bubble sort não seria o caminho certo”. Incrível porque, se a piada não foi combinada, a resposta é uma saída muito boa. O algoritmo bubble sort, de simples implementação e entendimento intuitivo rápido, é no entanto um dos mais ineficientes. Não é recomendado para listas maiores que uma dezena, muito menos de 1 milhão de elementos. Combinado ou não, a piada em si prova que temos o primeiro presidente nerd da era moderna.

Mesmo o algoritmo de ordenação Maggie pode acabar sendo mais eficiente que o bubble sort. A garotinha de 4 anos testa duas caixas por vez, mas é capaz de vasculhar todas as caixas bem como de criar pilhas diferentes de caixas ordenadas. Além de ser muito mais bonitinha. Resta ver se o Ricbit calcula a complexidade desse algoritmo. [via Kenjiria]

Deveriam ter enviado um poeta…

uFlnyxJUFosu2759xDuvJeTgo1_500

Porque eu não consigo expressar em palavras como a foto é estupendamente fenomenal. [13crows]

Bonus track: Time Warp, Soap Bubbles

Uma questão de escala

Ainda outro vídeo ilustrando a escala de grandes corpos celestes. Clique para conferir a versão em alta definição no Youtube. Ao final, para fornecer uma noção intuitiva do tamanho da maior estrela conhecida, menciona-se que a bordo de um avião a 900km/h, levaria apenas 1.100 anos para completar uma única volta em seu equador.

Nenhuma das religiões jamais sonhou com escalas tão vastas para o Universo. Algumas, como certas tradições principalmente orientais, chegaram sabiamente a sugerir números vastos para o cosmo em que vivemos, sem no entanto desconfiar que mesmo suas lendas mais selvagens eram pequenas frente à realidade. Outros cultos se atreveram à visão, que agora nos deve parecer absurda, de que estávamos no centro de um Universo de dimensões incrivelmente comezinhas, proporcionais à visão daqueles que imaginaram tal cosmo – e o atribuíram, claro, à revelação divina. Mesmo o nosso Sol, uma estrela mediana que vemos diariamente, já é muito maior do que o tamanho do Universo que esse suposto “deus” teria revelado aos antigos.

Longe da revelação, é surpreendentemente o conhecimento, objetivo, verificável e independente de simples fé que nos apresenta um Universo infinito, povoado por corpos de dimensões e escalas para as quais mal temos nomes, de fato, para as quais precisamos inventar nomes.

“A verdade não tem que ser aceita com fé. Os cientistas não seguram suas mãos todo domingo, cantando: Sim, a gravidade é real! Eu vou ter fé! Eu devo ser forte! Amém!” –Dan Barker

[Bad Astronomy, 3QD]

Um tapete voador no espaço

Tapetes voadores existem. Pelo menos em microgravidade, como o astronauta japonês Koichi Wakata, a bordo da Estação Espacial Internacional desde março, demonstra no vídeo acima. É apenas um de 16 exercícios malucos sugeridos pelo público no Japão, indo de dobrar roupas e nadar pelo ar a pingar colírio nos olhos.

Continue lendo para a lista completa traduzida, essencial para apreciar o vídeo em toda sua glória.

Continue lendo…

Espiral Áurea

Espiral Fibonacci

A razão áurea, chamada mesmo da “proporção divina”, relacionada à série de Fibonacci (ou vice-versa), e as muitas alusões à sua beleza, atração e mesmo perfeição…

Nada melhor do que mais esta bela ilustração para comentar como boa parte disso é pura baboseira.

“A natureza tem muitas formas espirais. Nenhuma delas é uma espiral áurea. A maioria nem passa perto de ser. Nem mesmo uma delas é ‘explicada’ pela matemática de Fibonacci”, explica o professor Donald Simanek (infelizmente apenas em inglês, tradução a caminho).

Fato: espirais são atraentes, ainda que não sejam áureas. São curvas, afinal. [via 13crows]

A Esponja Mágica de Menger

mengerubik.jpg

“Pronto, agora resolva”, desafia Petter Duvander, criador do pesadelo acima. Porque não é apenas um “cubo mágico“, é a representação de cubos mágicos em uma esponja de Menger, um fractal. A cada iteração o objeto se torna mais complexo, e na imagem acima, temos apenas três iterações.

Menger_sponge_(Level_1-4.jpg

Continue lendo para uma visão do inferno de Mengerubik.

Continue lendo…

Na Rússia, Plasma rádio VOCÊ !!

“Este vídeo de um ‘rádio de plasma‘ tem sido popular em blogs russos nos últimos dias. O efeito exibido é muito interessante, e aqui está uma breve história para entendê-lo:

Local: cidade de Brovary, Rússia

Potência do transmissor: 150 KW

Outros ingredientes: antenas soviéticas antigas, cabo de 90 metros de comprimento

Isso é todo o necessário para experimentos PERIGOSOS para receber ondas de rádio. Na área sob efeito das ondas de rádio uma grande diferença de potencial emerge. Por causa da modulação do sinal de rádio o arco elétrico começa a vibrar com a voz humana e começa a ‘falar’. A intensidade da corrente em tal ‘rádio’ pode chegar a centenas de Amperes e pode facilmente derreter metais. Tal eletricidade não tem barreiras e pode passar por um galho.

Não tente isso em casa!” [English Russia, via Mundo Gump]

Será mesmo verdade? Uma fraude elaborada? Uma lenda urbana? Aqui em 100nexos, as respostas lêem VOCÊ!! Read on.

Continue lendo…

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM