Coldplay – Talk

Discos voadores e robôs gigantes. Discos voadores e robôs gigantes.

Ah é. E Coldplay.

Phonographantasmascope

Ao invés de contar com um zoótropo, o vídeo acima funciona regulando a velocidade de captura de imagens pela câmera. E em 3D! Como isso.

Suicídio em C sustenido

A idéia é boa, mas se esgota antes dos dois minutos que dura a apresentação. Mas vale pela idéia. [Neatorama]

A beleza da flor de Feynman

No vídeo, acima, Feynman se queixa de um amigo seu, artista, que diz: “Vocês cientistas não sabem entender a beleza de uma flor: vocês pegam a flor e separam parte por parte, até ela perder a graça”. Ele diz: “Ora, tudo que outras pessoas vêem numa flor eu também vejo, mas vejo muito mais. Eu posso imaginar as estruturas das células lá dentro, e ver como são bonitas. A flor tem beleza numa escala de centímetros, mas também numa escala muitíssimo menor. O fato de que a flor é capaz de desenvolver cores para atrair insetos também é interessante. Isto quer dizer que os insetos enxergam as cores. Será que eles têm também um senso estético? Como se vê, o conhecimento científico só faz aumentar a beleza e o mistério das coisas, não vejo como possa diminuí-lo”.

A tradução em português acima eu encontrei na coluna de Bráulio Tavares, que ainda comenta:

“Eu me arrisco a dizer a Feynman que ele talvez não tenha percebido que grande parte das pessoas que elogia a beleza não se interessa por ela. Gostam das flores e dos crepúsculos como um enfeite para seu lazer, como algo que está ali com a função de proporcionar-lhes deleite. Grande parte da apreciação estética não tem nada dessa curiosidade desinteressada de Feynman. É apenas uma fruição egoísta de um prazer socialmente encorajado. Um sujeito só acha uma flor bonita no instante em que admitir que a flor é tão importante quanto ele”.

Depois disso, passei uma hora lendo todas as colunas de Tavares de uma só vez.

Ah sim, o vídeo de Feynman contando essa história eu já havia visto em um documentário mais longo, onde ele conta várias histórias e fala principalmente de seu pai. Mas achei indicado no Glúon, que anda bem atualizado.

A Ilusão da Mão de Borracha

Como vocês, a ilusão da mão de borracha, onde os sujeitos sentem que a mão de borracha faz parte de seu corpo – porque ela está visível e reproduz perceptualmente o que a pessoa sente em sua mão, escondida.

A ilusão é especialmente importante porque ocorre com pessoas “normais”, demonstrando um paralelo de outras dissonâncias como a mão alheia, membros fantasmas ou mesmo a esquizofrenia.

Também é uma boa indicação adicional de que o que “somos” é muito flexível. Assim como podemos facilmente racionalizar decisões que não são nossas como “nossas”, ou ter nossa percepção da realidade influenciada pela opinião de outras pessoas, é “salutar” que uma mão de borracha possa ser tão facilmente percebida como parte de seu corpo.

E as pessoas continuam acreditando que o que somos é uma fumacinha branca imaterial, e que nosso corpo é apenas o veículo para a manifestação da fumacinha. Detalhe é que a fumacinha de vez em quando acha que tem três braços. [Situationist]

Evolução e Criacionismo: uma nova síntese

evolution-creationism-models

“Hoje nós entendemos que todas as teorias devem receber a mesma consideração, sendo ensinadas lado a lado. Desta forma, apresentamos as duas escolas de pensamento e demonstramos as vantagens deta abordagem equilibrada”.

new-synthesis-evolution-creationism

Páginas imperdíveis de sabedoria de Tom Weller: “Science Made Stupid”, ganhador do Hugo Award de 1986 (por livro de NÃO-ficção ?!). [Neatorama]

Um Requiém Adoidado

Repleto de muitas confusões!

Brendan Fraser em ‘Viagem ao Centro da Terra’

viagemterrawq34hjk

A imagem acima é exatamente como imaginava o mundo interior, com nuvens de gás luminescentes e tudo mais. Clique para mais imagens (atente para os links no canto inferior direito para as versões de alta resolução).

Confira também o trailer e clipes no site oficial de Journey To The Center Of The Earth. É incrível, mas Brendan Fraser à parte, ainda parece uma adaptação razoavelmente fiel ao original (ou pelo menos do que me lembro). Montanhas, a forma como ficam presos, jangadas e tudo mais.

É dirigido ao público infanto-juvenil, mas o original de Verne também era. O filme deve ser lançado em 11 de julho nos EUA.

The Ting Tings – Shut Up and Let Me Go

Clipe e música bacana. O efeito “fermento em pó Royal”, mais conhecido como recursão ou Droste Effect, já havia sido usado no clipe do White Stripes Seven Nation Army. [Neatorama]

Carnaval Científico

Acabou não dando tempo de participar do “Carnaval Científico – um cientista em minha vida” (para variar talvez eu falasse do Tesla), mas vai aqui o resumo feito pelo Hotta no Brontossauros:

carnavalfdsa2– No Brain Dump temos um post interessante de como um colunista de uma revista pode despertar o interesse em uma área com histórias e problemas interessantes.
– Igor Santos, do 42, lembra do cientista que tem a melhor cor de jalecos do mundo (Baddadi-Badabam)… Beakman! (apesar de todos saberem que o Lester era o cérebro do programa).
РNo Girino.org nos lembramos que os cientistas esṭo por toda a parte, inclusive contribuindo com o nosso pool gen̩tico!
– Luciano do Crash Computer se lembra de um cientista que trouxe luz a todos nós: Tomas Edison!
– Começando uma sequência de posts de divulgadores científicos, Renan do N-dimensional fala do cara que despertou a faísca da Ciência em bilhões e bilhões de jovens mentes: Carl "Cosmos" Sagan!
– Mais divulgadores: Stephen Jay Gould, outro monstro da divulgação científica (e outro grande admirador dos brontossauros) é o cientista escolhido pela Lucia Malla, que cruzou com o cara em boston (ainda tem uma foto de livro autografado de lambuja).
– Ciência pode ser escrita de forma competente por não-cientistas? O Átila fala de Carl Zimmer um excelente divulgador de ciências não-cientista que também inspira muita gente.
– Por fim, temos a minha contribuição com o grande Edward O. Wilson, que eu considero um dos grandes biólogos da atualidade!
Termino o post na esperança de atualizá-lo muitas vezes mais durante o dia. E você, qual é o cientista da sua vida?
Mais posts:
– Isis do Xis-xis dá uma de fiha-coruja e fala de seu pai, hidrogeólogo.
РClaudia Chow do Ecodesenvolvimento/Sustentabilidade fala de Alfred Nobel, desenvolvedor da dinamite e do pr̻mio Nobel.
– A nossa estatística predileta, Tine, do Este ou aquele? fala da ausência de figuras científicas na sua vida…
РE Dedalus, do Atlas, fala de Carl Sagan que assume a lideran̤a entre os "cientistas de minha vida" (junto com meu pai).
– NeLas dá sua original contribuição ao falar de Élie Metchnikoff e suas contribuições à imunologia. Quem? Leia mais no OrgaNeLaS.
– E o Ibrahim Cesar do ótimo 1001gatos de Schrödinger manda Steve Pinker, mais um mega divulgador científico. Quem curte o Steve Pinker tem que ouvir um Nature Podcast Extra dele que pode ser baixado aqui.
– No RNAm, tem uma questionamento do Rafael se ele poderia ser o cientista da vida dele…
– Opa! Um post atrasado do Glúon, que escreveu sobre um dos cientistas mais divertidos e sagazes que eu já li: Richard Feynman!

Parabéns ao Átila e ao Carlos pelo enorme sucesso que foi esse carnaval fora de época, a blogosfera pró-ciência anda muito bem!

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM