Manchetes comentadas 12 – Chimpanzé é morto ao atacar mulher nos EUA

Na tarde de segunda-feira Charla Nash foi brutalmente atacada por um chimpanzé quando chegava para visitar a dona do animal em Connecticut, EUA. Travis, o chimpanzé, provocou ferimentos graves nas mãos e no rosto da vítima que, devido à perda de sangue, segue hospitalizada em estado grave. Além de Charla, a dona do chimpanzé e um policial foram feridos pelo primata. Travis levou vários tiros ao tentar atacar um segundo policial encurralado dentro da viatura.

Primeiro de tudo, que diabos uma mulher fazia tendo um chimpanzé de estimação?!? Graças ao liberalismo estado-unidense manter como pet qualquer animal exótico só exige um registro do animal. Travis tinha 15 anos e já havia estrelado diversos comerciais e programas de TV. Também já havia se envolvido em dois outros episódios com a polícia por agressividade. Ao ver o ataque, sua dona ligou para a polícia e esfaqueou o animal para que interrompesse o ataque a Charla.

O debate sobre a natureza humana sempre intrigou os filósofos. Somos, como propôs Rousseau, bons por natureza ou, como propôs Hobbes, naturalmente maus? Os etólogos aproveitaram a filogenia de nossa espécie e os primeiros estudos primatológicos para tentar responder cientificamente esta questão filosófica. Assim, foram buscar em nossos parentes mais próximos indícios da natureza humana original. A tirar por Travis somos naturalmente violentos. Mas Travis vivia numa situação humanóide desde seus 4 dias de vida. Diz-se que assistia TV e usava o controle remoto, usava o vaso sanitário e se banhava sozinho, até ligar o computador e usar o mouse ele sabia. O convívio com nossa sociedade e cultura poderiam ter desvirtuado Travis. Se, contudo, olharmos para a natureza, a paisagem não será tão diferente. Desde os primeiros trabalhos de Jane Goodall sabemos que os chimpanzés são belicosos, territorialistas e violentos. Alguns matam os filhotes de outras fêmeas e até os comem, o que horrorizou Goodall.

Mas a situação é mais complexa do que isto. Entre nossos parentes mais próximos não temos apenas uma, mas duas espécies igualmente aparentadas. Os chimpanzés são apenas uma delas. A outra são os bonobos. Menores e restritos a uma pequena área florestal no Congo, os bonobos vivem numa sociedade matriarcal, altamente pacífica e sexualizada, sem lutas entre bandos ou agressões entre os indivíduos do mesmo grupo. Compararmo-nos aos chimpanzés apenas seria anti-natural, assim como adotar os bonobos e rejeitarmos os chimpanzés.

Os violentos chimpanzés ou os sensuais bonobos. Qual se aproxima mais do humano primitivo? Em números absolutos os humanos atuais matam muito mais seus semelhantes do que nossos antepassados. Só no conflito entre Israel e Palestina no início do ano foram mais de 1300 mortos. Numa proporção, porém, aproximadamente 2% das mortes nas sociedades modernas deve-se a guerras (incluiu-se aí a I e a II guerras mundiais), já entre os Ianomâmi da Amazônia, quase 40% das mortes devem-se a guerras, segundo Keeley, 1996.

O debate vai longe com argumentos adicionando-se do lado do bom selvagem ou da natureza vermelha em garras e dentes, talvez pertença mesmo mais à filosofia do que às ciências. Independente da nossa natureza, o que importa é como faremos para tornar nossa sociedade mais pacífica.


R.I.P., Mr. Travis

R.I.P., Mr. Travis


Discussão - 5 comentários

  1. Marão disse:

    “Macacos me mordam!” Mr. Travis estressou legal. Também pudera, quem manda entrar na nossa. O coeficiente de tolerância dele devia ser mais baixo que o nosso, afinal, em nossa “espécie de gente”, gerações vêm-se calejando na arte de simular aturar o “próximo”. De onde tiraram isso? Civilização, dirão alguns, séculos de civilização. Será?! A barbárie come solta até hoje nas guerras anti-éticas, no uso indiscriminado das armas de extermínio em massa (teria de discriminar e/ou descriminar?), na violência urbana, contra a mulher , contra os desvalidos, os incapacitados, etecétera e tal, para desdizer essa tolice de ser civilizado. Essa ética cristã está falida há tempos, viram o que fizeram com o seu Criador? Pois é, são valores em desuso, agora espantam-se hipocritamente com as reações naturais de um cara natural. Mr. Travis desceu o pau e se deu mau. É, como sempre, a velha lei da selva. Afinal, essa estória de Tarzam…também é de mentirinha, né.

  2. Felipe Demetrio disse:

    Uma sociedade pacifica é uma negação à nossa natureza biológica. Não me oponho a ela, mas uma certa imposição de valores morais vão contra nossos instintos, vide religiões. Os humanos estão sempre agrupando-se, marcando territórios e oprimindo adversários. Paz é só um conceito vazio na nossa civilização. Para nós, paz significa esmagar os inimigos ou converte-los aos nossos ideais. A tolerância é mínima, pra não dizer cínica, e é imposta pelo medo.

  3. Bhingo disse:

    Semelhante ao instinto dos primatas “eu sou mais eu” e sem saber quem é quem, as raízes primitivas da agressividade dos humanos é consequência de reações instintivas do id (pulsões). Logo depois, aí sim, os humanos adquirem a capacidade de diferenciar e administrar amor e ódio. Penso que tanto no caso Mr.Travis quanto das brigas de adolescentes, em Brasília, estamos esquecendo de nos referirmos ao desenvolvimento emocional dos “indivíduos”: macaco é macaco e gente é gente (cidadão). Concluo com a máxima:cada macaco no seu galho!

  4. mariana disse:

    tristesa

  5. andrea disse:

    Quem tinha de morrer sao esses seres humanos estupidos que logo matam o animal a culpada foi a que tirou ele do seu habtat. Igual na India, esta superpopuloso de primatas, invadem as cidade, mas nao foram os seres humanos que tiraram o lugar deles? O que um chimpanze fazia na cidade? fazendo comercial de tv , o que vc faria? nao ficaria elouquecido? Assassinos, os seres humanos repugnantes….

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM