Brasil ameaçado-tubarão dente liso (Carcharhinus isodon)

Somos uma ameaça até para os ameaçadores tubarões. (Imagem: C. Barret/fishbase.org)

O tubarão dente liso vive em grandes cardumes, alimentam-se de peixes ósseos e distribuem-se próximo à costa desde os Estados Unidos até o Uruguai. São tubarões vivíparos, nos quais os filhotes se nutrem através da placenta da mãe. No momento da cópula o macho segura a fêmea mordendo seu dorso, o que torna fácil identificar a estação reprodutiva ao ver fêmeas com marcas de mordidas nas costas. Seus dentes são mais afilados do que os outros tubarões, também não possuem serrilhado nas margens. Não existem relatos de ataques dessa espécie contra humanos. A recíproca, no entanto, não é verdade. Nos Estados Unidos, o pico de capturas aconteceu em 1999, quando mais de cem toneladas desse animal foram mortos e vendidos. Não encontrei uma estatística confiável para as capturas dessa espécie no Brasil, mas sua inclusão na lista do ICMBio deve reduzir a pressão pesqueira. O problema é que as fêmeas dessa espécie precisam chegar até 1 m de comprimento para reproduzir, o que leva cerca de seis anos. Mesmo assim ela só irá gestar uma média de 3 filhotes a cada 2 anos, tendo grande chance de morrer antes de se reproduzir. Para ajudar o dente liso e diversas outras espécies de tubarões não consuma sopa de “barbatana” de tubarão. Essa duvidosa iguaria oriental estimula a captura de tubarões apenas para amputar suas nadadeiras e descartar o corpo, muitas vezes ainda vivo, do animal no mar.

Brasil Ameaçado – Tartaruga gigante Dermochelys coriacea

Um gigante gentil, a tartaruga de couro, apesar do tamanho, está criticamente ameaçada de extinção no Brasil. (Foto: Albert Hering)

A maior tartaruga marinha do mundo também está criticamente ameaçada de extinção. A tartaruga de couro ou gigante, Dermochelys coriacea, visita o litoral brasileiro nos meses de outubro a fevereiro para desovar nas praias do Brasil, em especial Bahia e Espírito Santo. Ali elas cavam ninhos de 90 cm de profundidade na areia da praia e colocam cerca de 110 ovos do tamanho de bolas de ping-pong, mas com a casca flexível como papel. Cada animal adulto pode medir até 2 m de ponta a ponta do casco e pesar 700 kg. São um dos poucos répteis capazes de manter a temperatura do corpo (endotermia) e não possuem placas de queratina sobre o casco, que é revestido de couro. Apesar de ocorrerem por todo o mundo, só existem sete populações isoladas e a população decresceu cerca de 40% nos últimos anos devido principalmente à coleta de ovos e afogamento por captura acidental em redes de pesca. Elas se alimentam de águas-vivas e frequentemente são encontradas mortas engasgadas com sacolas plásticas. Imagina-se que esses animais confundam sacolas plásticas flutuando no mar com seu alimento. Portanto, para preservar a tartaruga gigante não jogue sacolas plásticas no mar (e nem em ruas onde a chuva possa arrastar a sacola para o mar).

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM