Verbetes

No intuito de construir uma base de dados (plataforma de pesquisa), em Língua Portuguesa, sobre as teses e argumentos de filósofas dos mais diversos períodos da história da filosofia, a rede (blog?) se coloca como um espaço aberto para contribuições.

Para que a base de dados funcione como um instrumento de pesquisa, ou seja, como um suporte para o estudo e o ensino destas obras, pedimos que os verbetes respeitem uma estrutura formal básica e que possuam um conteúdo comum mínimo.

Os autores dos verbetes devem escolher uma filósofa, dando preferência às que ainda não possuam verbete escrito. O verbete deve descrever os temas e problemas da história da filosofia com os quais ela se engaja e apontar os principais argumentos defendidos em uma ou mais obras das autoras. O verbete, além dos principais argumentos e dos problemas e temas com os quais as autoras trabalham, deve conter: a contextualização da obra da autora na história da filosofia, os títulos de suas obras principais e uma descrição do contexto intelectual onde ela se insere onde ficam claros os seus interlocutores. Finalmente, o verbete deve ser concluído com uma justificativa do porquê tal autora deveria ser mais estudada e uma breve reflexão sobre pontos que exijam futuras pesquisas.

Os autores que quiserem contribuir com verbete sobre alguma filósofa não listada na linha do tempo da página, pedimos que adicionem, no corpo do email, um parágrafo justificando a escolha da autora, dando razões para que ela seja incluída na linha tempo.

Estrutura formal do verbete:

Nome – Variantes do nome/nome de solteira/nome no idioma original. Data e local de nascimento, data e local de morte.

Incluir uma imagem – foto – pintura da autora, com as referências. A atribuição de imagens pode ser equivocada. É preciso uma descrição detalhada da imagem oferecida, seus créditos e autor, além de licença para publicação.

Descrição em uma linha do perfil da filósofa: Tem tal nacionalidade e trabalhou com tal tema.

Dados biográficos: família, classe social, tipo de educação recebida, casamento, filhos, atuação profissional (cargos institucionais), religião, posição política (ativismo), principais interlocutores filósofos.

Obra:

  1. Breve apresentação dos títulos das obras segundo o ano de redação e em associação com os principais momentos da vida.
  2. Os argumentos centrais. Pode ser mais de uma seção e incluir subtítulos, como “Princípios Metafísicos”, “O Conceito de Liberdade”, “O Método”, etc. É importante descrever com clareza o argumento da filósofa indicando a referência em sua obra.
  3. A importância da filósofa: análise do autor do verbete sobre a importância dos argumentos, sua repercussão (e eventualmente como foi negligenciada)  na história da filosofia.

Bibliografia, deve vir separada em três categorias:

  1. Obras da autora em português e em idioma original.
  2. Trabalhos acadêmicos sobre a autora
  3. Links úteis

 

Skip to content