Micrômegas vai à praia (tilt-shift video)

“Beached”, de Keith Loutit, uma aplicação da técnica tilt shift em um vídeo, dando um ar de miniaturas e maquetes às mais gigantescas paisagens.

O efeito curioso se traduz em verdade em um campo de profundidade estreito para as imagens capturadas, e como comentei há alguns anos, “a estranheza que essas imagens evocam também nos lembra de como estamos condicionados às imagens de nossa cultura e mídia”.

Isto é, por que isso nos lembra miniaturas? Porque estamos acostumados a ver miniaturas através de lentes que ao lidar com objetos pequenos acabam produzindo… um campo de profundidade estreito. Mais, em inglês, aqui.

Um homem das cavernas que não tenha sido inculcado inconscientemente em como uma imagem de uma maquete difere de uma paisagem a céu aberto provavelmente não teria a mesma impressão que nós temos ao ver esses vídeos.

E falando em vídeos, Loutit tem mais alguns ótimos com a mesma técnica. [YBNY]

Discussão - 0 comentários

Participe e envie seu comentário abaixo.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM