Ciclone de Ovelhas, Gato Ouroboros e Síndrome da Mão Alheia

O meme é meu pastor. Ou pelo menos é o pastor dessas ovelhas que, provavelmente assustadas com o carro, correm cada vez mais rápido umas atrás das outras, sem perceber que estão em conjunto apenas circulando o próprio carro do qual pretendem fugir em conjunto.

Esta situação em que o comportamento de rebanho reforça a si mesmo é algo similar ao conceito de meme introduzido por Richard Dawkins, e como ele, alerta sobre como ideias auto-replicadoras podem tomar conta de seus hospedeiros, por vezes em detrimento deles mesmos.

E o vídeo lembra outra imagem adorável do gato mordendo o próprio rabo:

Se o ciclone de ovelhas remete aos memes, o gato mordendo o rabo, como alguns outros animais, remete n√£o apenas √† serpente Ouroboros, como a um dos fen√īmenos neurol√≥gicos mais fascinantes, a S√≠ndrome da M√£o Alheia.

‚ÄúImagine ser atacado por uma de suas pr√≥prias m√£os, que tenta repetidamente estapear e socar voc√™. Ou ent√£o entrar em uma loja e tentar virar √† direita e perceber que uma de suas pernas decide que quer ir para a esquerda, fazendo-o andar em c√≠rculos‚ÄĚ.

‚ÄúEssa realidade √© bem conhecida da americana Karen Byrne, de 55 anos, que sofre de uma condi√ß√£o rara chamada S√≠ndrome da M√£o Alheia.‚ÄĚ

Para lidar melhor com ataques extremos de epilepsia que a afligiam desde a inf√Ęncia, Byrne passou por uma cirurgia que cortou o corpo caloso, que conecta os dois hemisf√©rios de nosso c√©rebro. Assim como uma parcela de outros pacientes submetidos √† mesma cirurgia, Byrne passou a ver sua m√£o esquerda agir de forma alheia √† sua vontade consciente. “Eu acendia um cigarro, colocava-o no cinzeiro e ent√£o minha m√£o esquerda jogava-o fora. Ela tirava coisas da minha bolsa sem que eu percebesse. Perdi muitas coisas at√© que eu percebesse o que estava acontecendo”, diz. No v√≠deo acima, vemos sua m√£o alheia estapeando seu pr√≥prio rosto.

Uma das interpreta√ß√Ķes do fen√īmeno √© a demonstra√ß√£o de como nossa mente √© em verdade fragmentada. Cirurgias cerebrais dr√°sticas podem afetar as delicadas conex√Ķes que formamos para termos a ilus√£o de um ‚Äúeu‚ÄĚ monol√≠tico ‚Äď voc√™, a pessoa que est√° lendo isso, √© a mesma pessoa, voc√™, que estava almo√ßando ontem, n√£o? ‚Äď e por vezes mostrar que epis√≥dios como pegar-se assobiando uma m√ļsica sem perceber talvez n√£o estejam t√£o distantes de ter uma m√£o com ‚Äúvontade pr√≥pria‚ÄĚ tentando estrangul√°-lo.

As alegorias de Plat√£o e Freud da alma e do c√©rebro como uma carro√ßa com condutores e cavalos em conflito sobre quais rumos tomar podem ser em verdade uma ilustra√ß√£o simplificada do que seria em verdade uma s√©rie de ‚Äúeus‚ÄĚ em nosso c√©rebro. E, como o gato mordendo o pr√≥prio rabo, que parece n√£o entender como sendo uma parte de seu pr√≥prio corpo, demonstra, podemos partilhar esta mente fragmentada com outros animais. Esta mente fragmentada composta por diversas a√ß√Ķes aut√īnomas, em verdade, talvez seja a regra. Poucos deles partilham da fabulosa ilus√£o da consci√™ncia monol√≠tica, de um ‚Äúeu‚ÄĚ constante e no controle.

Retornando também ao ciclone de ovelhas, é fascinante notar como o gato mordendo o próprio rabo ilustra um conflito individual, mas um análogo ao de ovelhas seguindo umas às outras formando um círculo. Talvez ovelhas formando um círculo possa ser uma alegoria mais apropriada para nossa mente do que uma carroça com condutor e vários cavalos.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Pol√≠tica de Privacidade | Termos e Condi√ß√Ķes | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


P√°ginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM