Ecofeminismos

Um conjunto de práticas e teorias que entende que as categorias mulheres, natureza e animais se articulam interseccionalmente a partir de diferentes formas de dominação, exploração e opressão. Assim Daniela Rosendo e Tânia Kuhnen nos apresentam o verbete sobre ecofeminismo, ou melhor, ecofeminismos, indicando uma pluralidade que não resume neutralidade, objetividade e abstração. Neste verbete, as autoras apresentam a história dos ecofeminismos abordando suas raízes práticas e téoricas, introduzem o debate no Brasil e indicam a contribuição das perspectivas ecofeministas: desenvolver uma nova cosmologia que reconheça as diferentes formas de vida como dependentes da cooperação e de relações de cuidado mútuas e ampliar a liberdade para todos, humanos e não humanos.

Leia aqui o verbete e assista aqui à entrevista que Nádia Junqueira fez com as autoras.

Daniela Rosendo é doutora e Mestra em Filosofia (UFSC) e graduada em Direito (Univille). Com experiência no terceiro setor e na docência/coordenação no ensino superior, realiza atualmente um estágio pós-doutoral no Programa de Pós Graduação em Filosofia da Universidade Federal de Santa Catarina e dedica-se ao desenvolvimento de um projeto de educação ecofeminista. Membra do Comitê Latino Americano e do Caribe para Defesa dos Direitos da Mulher (CLADEM Brasil). Pesquisadora do Núcleo de Ética Prática (NuEP) da UFSC, do Laboratório de Ética Ambiental e Animal (LEA) da UFF e do Marginais: Grupo Interdisciplinar de Pesquisa sobre Minorias e Exclusões, da Universidade Federal do Oeste da Bahia. Membra da Red de Mujeres Filósofas de América Latina (UNESCO) e da Rede Brasileira de Mulheres Filósofas.

Tânia Kuhnen possui graduação em Filosofia (2004), graduação em Letras – Alemão (2011), mestrado em Filosofia (2010) e doutorado em Filosofia (2015), todos pela Universidade Federal de Santa Catarina. Em 2012 realizou estágio de pesquisa na Humboldt Universität zu Berlin com bolsa DAAD/CAPES. Desde 2015 é professora na Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), onde integra o Programa de Pós-Graduação em Ciências Humanas e Sociais (PPGCHS – UFOB). Coordena o Grupo de Pesquisa “Marginais: Grupo Interdisciplinar de Pesquisa sobre Minorias e Exclusões”, vinculado à UFOB, além de colaborar com o “Grupo Interdisciplinar em Pesquisas Socioambientais – Grupo IPÊS” (FURB). Atualmente, é Diretora de Relações Internacionais na mesma instituição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *