Catharine Macaulay

O mais novo verbete do Blog Mulheres na Filosofia é sobre Catharine Macaulay, uma filósofa e historiadora que viveu na Inglaterra do século XVIII e que ficou amplamente conhecida por escrever a História da Inglaterra. Mas ela não parou por ai. Também se dedicou também a escrever sobre filosofia moral e educação. Nesse interessante verbete, Camila Kulkamp perpassa conceitos centrais de algumas de suas obras, como é o caso de O Tratado sobre a Imutabilidade da Verdade Moral (1783), na qual Macaulay desenvolve um de seus principais conceitos, a noção de “princípios da razão natural” — ou verdades morais racionais — princípios que, segundo ela, são descobertos por meio da razão. Já em As Cartas sobre Educação com Observações sobre Religiões e Assuntos Metafísicos (1790) a filósofa inglesa dá à educação o importante papel de desenvolver as virtudes humanas através do entendimento dos princípios da razão natural.

Camila Kulkamp nos mostra ainda como, ao falar sobre educação, um dos temas centrais tratados por Macaulay em suas obras é a questão da igualdade entre homens e mulheres e a defesa de que ambos possuem as mesmas capacidades racionais as quais podem, e devem, ser desenvolvidas através da educação. 

Camila Kulkamp é doutoranda em Filosofia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com área de concentração em Ética e Filosofia Política. É integrante do grupo de estudos Germina; e também do projeto “Uma filósofa por mês” — que tem por objetivo visibilizar a vida e as obras das filósofas, bem como realizar uma revisão feminista da história da filosofia. Integrante também do Grupo Christine de Pizan (UFPB). Quer saber mais sobre o pensamento de Catharine Macaulay? Então confira o verbete escrito por Camila Kulkamp aqui e acesse a entrevista com a autora aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content