Murasaki Shikibu

Murasaki Shikibu foi uma escritora japonesa conhecida principalmente como autora da obra Genji Monogatari [Narrativas de Genji]. Ela nasceu por volta dos anos 70 do século X em Kyoto, então capital do Japão. Desde jovem teve contato com o ambiente literário da época e, embora as mulheres não fossem encorajadas a tal, se destacou como estudiosa dos clássicos chineses e budistas.

No interessante verbete desta semana, Márcia Namekata perpassa as três obras da escritora: Murasaki Shikibu Nikki [O Diário de Murasaki Shikibu]; Murasaki Shikibushû [Coletânea de Murasaki Shikibu], uma coletânea de waka (poema japonês); até chegar na obra Genji Monogatari [Narrativas de Genji], hoje apontada como o “primeiro romance psicológico mundial”. Ele trata a respeito da vida de Hikaru Genji (Genji, o Brilhante), filho de um imperador japonês com a amante de seu pai e, dentre as principais temáticas tratadas na obra, e apontadas por Márcia Namekata no verbete, estão: o conceito de impermanência; o mono no aware e a jornada do herói.

Márcia Namekata é professora doutora na área de Língua e Literatura Japonesa da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Tem experiência nas áreas de Literatura e Cultura Japonesas, e Teoria Literária e Literatura Comparada, atuando principalmente nos seguintes temas: mukashi banashi (contos antigos japoneses); folclore; literatura japonesa clássica e moderna; teatro japonês.

Ficou curiosa para saber mais a respeito do pensamento de Murasaki Shikibu? Então leia o verbete aqui e acesse a entrevista com a autora aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content