Pensamento de Segunda

“Sabemos de quase nada adequadamente, de poucas coisas a priori, e da maioria por meio da experiência.”

Gottfried Wilhelm Leibniz

Pensamento de Segunda

“Conhecer os outros é inteligência; conhecer a si mesmo é a verdadeira sabedoria.”

Lao-Tsé

Quais os saberes biológicos e didáticos que o biólogo deve constituir?

Apontar tópicos específicos seria tão exaustivo quanto uma reunião pedagógica, para isso existem os documentos do MEC e CFBio, os índices dos bons livros textos e as ementas. O que um formando em biologia precisa é de ferramentas específicas e grandes temas. Eu listaria quatro temas centrais que as disciplinas de Ciências Biológicas deveriam rodear, estes quatro temas deveriam ser tão exaustivamente explorados ao longo de uma graduação que se sedimentariam naturalmente na consciência dos alunos: Evolução biológica, níveis de organização da vida desde célula até biosfera, diversidade biológica e leis da hereditariedade. Como toda lista, esta está incompleta e sujeita a críticas. Façam bom uso do espaço para comentários.
Fora esses tópicos eu sugiro que algumas ferramentas sejam fortemente recomendadas aos estudantes: senso crítico, raciocínio e busca pela informação. O senso crítico ajudará o profissional que está sendo formado a duvidar sempre, primar pelo método científico, não engolir argumentos de autoridade ou falaciosos em geral. O raciocínio significa estimular o estudante , não só a saber conceitos, mas também conectá-los de maneira a resolver problemas mais reais. O gosto pela informação o ajudará a manter-se atualizado numa situação de progresso do conhecimento tão acelerado que pouco tempo parado significa obsolescência cognitiva. Com estas ferramentas e conhecimentos os profissionais que se formarem estarão muito bem munidos para o futuro.

A fêmea no poder II

 

Ontem falamos de símbolos fálicos e do poder mencionando o caso da hiena malhada, nossa sociedade matriarcal de hoje é a das Elefantas. Tenho a esperança de que o poder de gerir o país nas mãos de uma mulher seja exercido de maneira muito diferente da masculina. Tenho também a esperança de que a experiência de vida da mulher, que indubitavelmente é diferente da do homem, leve a presidenta que recém tomou posse a guiar o Brasil por outras trilhas.

ARKive image GES004047 - African elephantEm vez de força, sabedoria. Matriarca dos elefantes é definida pela capacidade de resolver os problemas do grupo

Fonte: www.arkive.org

As sociedades de machos e fêmeas de elefantes africanos, Loxodonta africana, são muito diferentes. Enquanto machos formam grupos cuja hierarquia é definida em violentos combates, as fêmeas determinam quem manda através da experiência e conhecimento. As manadas de fêmeas têm cerca de 12 membros de uma mesma família e seus filhotes, os machos vivem isolados ou em bandos unicamente masculinos. A matriarca é geralmente a fêmea mais velha da manada. É ela que identifica se outra manada é amiga ou agressiva, ela define a rota de migração evitando predadores para os filhotes e seguindo sempre por onde haverá fontes de água e alimento. A sobrevivência de todos depende da sabedoria desta fêmea.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM