Cavalo marinho no mangue?!


“Ce pode faze o passeio pra vê os cavalu marinhu nu mangue. O pescadô pega e coloca na cabaça”

Discuti com o guia. Chico Science ia no mangue ‘Catá lixo, pega caranguejo e conversa com urubu”, mas já em 20 anos de biologia nunca tinha ouvido falar de cavalo marinho no mangue. Como todo mundo, sempre associei associei mangue a lama e as árvores Rhizophora mangle, Laguncularia racemosa e Avicennia schaueriana. De todos os peixes que se criam nas áreas protegidas do mangue, nunca tinha ouvido falar do Hippocampus.

O passeio de canoa pelo braço de mar era o grande atrativo, mas lá estavam eles. Pequenos, marrons e sujos de lama, enroscados nas raízes das macrófitas aquáticas.

Antes de escrever esse texto faço uma pesquisa no oráculo e vejo que das duas espécies que habitam o Brasil, uma é quase exclusiva de manguesais: Hippocampus reidi. E que muitos grupos de pesquisa se dedicam a repovar os mangues do nordeste com esse simpático peixinho ameaçado de extinção.

Vivendo e aprendendo.

Discussão - 3 comentários

  1. João Carlos disse:

    Pode parecer incrível, mas no que restava dos mangues da Baía da Guanabara, ainda existiam, no início da década de 1990, esses cavalos marinhos.

  2. O Digitador! disse:

    Que eles utilizam o mangue para a reprodução eu já sabia, porém não sabia da existencia de uma espécie que vive quase que exclusivamente nos mangues… não deveria ser chamado então de cavalo-MARINHO… Mas acho que essa retirada da água pra turista ver pode ser prejudicial.. já que são monogamicos e podem perder sua parceira de vista após retirada… Uma coisa interessante que já vi em documentarios é uma especie de tubarao frequentando um mangue… e um encontro de um tubarao com um crocodilo… surpreendente.. imagine tu pescando e derrepente vê um tubarao passando… rs… demais!

  3. Mauro Rebelo disse:

    Vai convencer o resto do povo do barco de que não pode ver o cavalo marinho na cuia…Mesmo assim, eu li que eles são monogâmicos enquanto o parceiro está presente. Se o parceiro desaparece, eles podem estabelecer novo par.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM